Os donos não conseguem vender a propriedade por conta das visitas de fãs ao local

Mansão de Michael Jackson está desvalorizada
Reprodução
Mansão de Michael Jackson está desvalorizada
O dono da mansão em que Michael Jackson morreu abriu um processo contra uma mulher que está vendendo mapas para a casa do cantor, a poucos metros de distância.

Siga o iG Gente no Twitter e acompanhe todas as notícias sobre sua estrela favorita

Segundo informações de sites norte-americanos, Linda Welton – que se tornou uma ‘subcelebridade’ para qualquer um que mora na Sunset Boulevard, mesmo local onde Michael Jackson alugou a casa – ampliou seus negócios desde a morte do cantor. Grande parte do crescimento se deve às vendas dos mapas de visitas à casa de Michael Jackson.

Os donos da casa entraram com uma ação alegando que não conseguem vender a casa porque “potenciais compradores são incomodados logo que chegam para a visita e ficam visivelmente irritados com o constante estacionamento ilegal de carros em frente à casa que seria em uma sossegada rua residencial”.

Huber e Roxanne Guez, donos da mansão, afirmam que a propriedade perdeu valor devido ao intenso tráfico, à cadeira de Linda no gramado, geladeiras e guarda-chuvas no pátio e o estacionamento ilegal de carros. O casal também alega que Linda está violando a lei por ter uma banca de jornal na esquia da rua.

Por outro lado, Linda diz que está fazendo o mesmo trabalho que sua mãe fez e que já foi ao Tribunal, onde ganhou uma ação judicial que lhe garante o direito de vender os mapas. Linda diz ainda que o caso atual se trata de assédio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.