Atriz continua fazendo trabalhos voluntários: o próximo será como faxineira de um necrotério de Los Angeles

Lindsay Lohan deixando o instituto
BrainPix
Lindsay Lohan deixando o instituto "Woman Center" nessa quarta-feira (11) em Los Angeles
A atriz Lindsay Lohan não se opôs nessa quarta-feira (11) às acusações apresentadas contra ela pelo roubo de uma joia em janeiro, depois que a gravidade do crime foi rebaixada pela Corte Superior do condado de Los Angeles.

Lindsay, de 24 anos, tinha sido condenada em 23 de abril pela juíza Stéphanie Sautner a uma pena de 120 dias de prisão e 480 horas de serviço comunitário por ter violado sua liberdade condicional, referente à condenação que recebeu depois de ter dirigido bêbada em 2007.

A juíza rebaixou a gravidade do roubo e o caso foi transferido da promotoria do condado à da cidade de Los Angeles, por isso que, embora a sentença continue em vigor, a atriz não terá que ir para a prisão.

Segundo o site "TMZ", as autoridades locais permitirão que Lindsay cumpra sua pena de 120 dias em prisão domiciliar. Além disso, depois que cumprir suas horas de prestação de serviços comunitários, a atriz se livrará da pena por ter dirigido bêbada em 2007, mas continuará em liberdade condicional por três anos pelo roubo do colar.

Lindsay foi denunciada em janeiro por uma joalheria de Venice Beach, em Los Angeles, por apropriar-se ilegalmente de um colar. A atriz já começou a cumprir sua pena com a participação em programas sociais, mas a prisão domiciliar a obrigará a adiar esse trabalho.

Está previsto ainda que ela atue como faxineira de um necrotério de Los Angeles. Três semanas antes do incidente na joalheria, a atriz passou um período de 3 meses de internação em um centro de reabilitação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.