Ator falou sobre a concepção da nudez, que faz pela primeira vez, na peça “Equus”: "É uma poesia e não para vender ingressos"

Leonardo Miggiorin e elenco da peça
Manuela Scarpa/Rio News
Leonardo Miggiorin e elenco da peça "Equus" no final da apresentação

Com quase dez anos de teatro no currículo esta é a primeira vez que Leonardo Miggiorin encara uma missão desafiadora: fazer nu frontal. “No início tive um pouco de receio mas depois que vi o respeito que o texto exige, acreditei que que o nu teria uma estética cuidadosa e bonita e não gratuito, somente para vender ingressos. É uma poesia”, disse ele na noite desta segunda-feira, (09), na pré-estreia para convidados da peça “Equus”, no Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis, em São Paulo.

Siga o iG Gente no Twitter e acompanhe todas as notícias sobre sua estrela favorita

Do palco Leonardo Miggiorin recebe os aplausos por
Manuela Scarpa/Photo Rio News
Do palco Leonardo Miggiorin recebe os aplausos por "Equus", na pré-estreia para convidados, em São Paulo
Apesar de se despir em cena, o ator considera a nudez algo natural nos dias de hoje. “A nudez é uma coisa que não choca porque está banalizada nos meios de comunicação”, disse. “Na peça a proposta faz sentido e é simbólica. Agora, se as pessoas querem ver isso, serão bem-vindas porque elas escolhem o que querem para elas”, disse.

Além de expor o nu, Miggiorin interpreta Alan Strang, um garoto conturbado que depois de cegar seis cavalos “recorre” a psiquiatria. “Sem dúvida é meu trabalho mais importante porque vivo um personagem contemporâneo e complexo na dramaturgia”, falou. “Mas não encaro como divisor de águas porque o teatro é meu ofício e qualquer papel exige um processo para montar um personagem digno de se apresentar”, completou.

Leia mais: Famosos aplaudem Leonardo Miggiorin no polêmico "Equus"

Para compor Strang, Leonardo recorreu a exercícios aeróbicos e se aprofundou no universo da psicologia. “O personagem exige muito de mim. Me dediquei as corridas e como já estudo psicologia, além das aulas, o estágio que faço com crianças, me ajudou a embasar e a entender o texto", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.