A atriz ganha elogio de Vincent Cassel, conta que recusou convites da Globo e divide dilemas da idade com uma promissora carreira

Não tenho pressa nenhuma de ir para a televisão logo, fazer novela. Minha carreira está superbem dirigida
André Giorgi
Não tenho pressa nenhuma de ir para a televisão logo, fazer novela. Minha carreira está superbem dirigida

No início de uma tarde de fevereiro, Laura Neiva chegou sozinha para a sessão de fotos do iG Gente . A única exigência feita por sua assessora era de que o horário do encontro não poderia atrapalhar os estudos da atriz, que está no último ano do ensino médio de um tradicional colégio de São Paulo. De jeans, camiseta e sandálias rasteiras, ela tinha a companhia apenas de seu guarda-chuva, como uma típca adolescente numa tarde de verão.

Esse despojamento surpreendeu os profissionais que estavam a sua espera. Embora tenha apenas 17 anos, Laura se tornou uma atriz de reconhecimento internacional logo no primeiro trabalho. Em 2009, ela foi descoberta pelo Orkut para estrelar o filme “À Deriva”, de Heitor Dhalia . Logo ganhou os holofotes e chamou ainda mais atenção quando esteve no festival de Cannes ao lado do astro francês V incent Cassell e de Débora Bloch , seu pais no longa, para a exibição do filme.

André Giorgi
"Não tenho atitude de uma menina sexy, sou muito desencanada", diz Laura Neiva
Desde então, a vida da menina “mudou totalmente”. Entrevistas, editoriais e capas de revistas se tornaram comuns, embora ela ainda se mostre uma adolescente com “crises” típicas da idade: namorados, carteira de motorista e preocupação (ou falta dela) com os estudos. "Me sinto uma menina e uma mulher ao mesmo tempo", diz, com naturalidade, enquanto é fotografada no maior clima "Menina Má.com", um de seus filmes preferidos. "Estou ficando mais velha, então tenho que assumir responsabilidades", pondera. 

Laura declinou de três convites para atuar em novelas da Rede Globo, sonho da maioria das atrizes novatas. Não queria deixar a escola e os amigos em São Paulo e se mudar para o Rio de Janeiro. Atualmente está em cartaz com a peça "Ligações Perigosas” ao lado de Maria Fernanda Cândido , no Teatro Faap, na capital paulista. E entre o palco e os cadernos, aguarda resposta de um teste no cinema. Ela faz parte do casting da mesma agência de Nicole Kidman em Hollywood. Se depender da torcida, Laura vai longe. Cassel, que veio ao Brasil no Carnaval, elogiou alguns atores brasileiros com quem gostaria de trabalhar, entre eles, sua filha na ficção. "Laura Neiva vai ser uma grande artista internacional", disse ele.

Vincent Cassell:
André Giorgi
Vincent Cassell: "Laura Neiva vai ser uma grande artista internacional"

Confira o bate-papo:

iG: Quando você se sente menina e quando você se sente mulher?
Laura Neiva: Me sinto uma menina e uma mulher ao mesmo tempo. É muito difícil isso. Tem momentos que eu sou mais menina, com a minha mãe, e tem hora que sou mulher, quando assumo um erro, por exemplo. É quando vejo que estou crescendo. Eu dirijo desde pequeninha, por exemplo, e estou louca para tirar carteira de motorista. Estou ficando mais velha, então tenho que assumir responsabilidades. Acho que lá no teatro eu sou bem menina. Todo mundo é muito espontâneo e animado. A gente brinca muito, e eu me sinto muito criança.

iG: Você tem namorado?
Laura Neiva: (Suspiro) É muito complicado. Entre idas e vindas, eu tenho. A gente briga demais, esse é o problema.

iG: E com ele, por exemplo, não se sente mulher?
Laura Neiva: Quando eu brigo com ele me sinto menina. Ao invés de ser madura, eu começo a falar coisas que não tem nada a ver, sem pensar. Acho que não adianta ficar dando explicação. Tenho que pensar: “O que fazer para melhorar uma situação?”.

iG: Ele tem ciúmes do seu trabalho?
Laura Neiva: Ele sabe lidar muito com a minha carreira. Se fosse ao contrário, eu não saberia. Mas ele vê cenas do filme, e agora da peça, e fica mal. Tem uma cena da peça que eu sou estuprada e no  videoclipe ( da banda porto-riquenha Calle 13) há uma em que eu estou quase transando, é um minuto e meio só de pegação. Ele me contou que chorou.

iG: Como você se sente fazendo fotos mais sensuais?
Laura Neiva: Para mim, fazer fotos sensuais é mais difícil do que fazer cenas. Porque na cena você tem movimento, tem fala, é mais fácil. Foto você tem que mostrar quem você é. É muito, muito mais difícil. 

Meu momento para fazer novelas ainda não chegou. Recebi convites da Globo para “Insensato Coração”, e também para a novela passada
Carol Martins, especial para iG Gente
Meu momento para fazer novelas ainda não chegou. Recebi convites da Globo para “Insensato Coração”, e também para a novela passada

iG: Se acha sexy?
Laura Neiva:  Nunca usei sutiã com bojo, sempre um top. E sempre uso regata e meu sutiã fica sempre pra fora, as meninas me olham e falam: ‘olha, ela querendo se mostrar’. Mas é sem querer. Não vejo malícia em roupa que você usa, mas em atitude.

iG: Tem faltado muito na escola por conta da carreira de atriz?
Laura Neiva: Minha mãe sempre falou: ‘você quer ser atriz? Ok. Mas você vai dar prioridade ao seu estudo.’ Mas quando eu tenho que trabalhar um dia à noite, no outro dia ela fala que eu posso faltar, mas eu não quero. Não me sinto bem porque no outro dia não entendo nada. Meu professor de Educação Física me falou esses dias: ‘Laura, a gente teve cinco aulas esse ano, e você tem cinco faltas’. (risos).

iG: O que mais você faz fora escola?
Laura Neiva: Academia. Faço pilates, ioga, aula de braço, perna, glúteo. Mas não tenho muito tempo. Esse ano minha escola tem um negócio que chama “Trabalho Anual”, que é tipo um TCC (trabalho de conclusão de curso), que ocupa mesmo seu tempo.

iG: Chegou a parar de frequentar as aulas?
Laura Neiva: Só quando eu estava filmando “À Deriva”, mas eu tinha uma professora particular que ficava quatro horas comigo por dia durante os dois meses de filmagens.

iG: O que mudou na sua vida com "À Deriva"?
Laura Neiva: Mudou totalmente porque até então eu ia fazer arquitetura. Quando eu era criança eu queria ser modelo também. A última coisa que eu queria fazer na minha vida era ser atriz. Mas depois do filme eu vi que não é tão ruim atuar (risos).

iG: Teve alguma cena, alguém ou algo nas filmagens que te ajudou a tomar essa decisão?
Laura Neiva: Quando começaram as filmagens eu já estava completamente apaixonada.

iG: Teve medo de ter começado em uma grande produção?
Laura Neiva: Acho que não. Não é um papel normal por onde as pessoas começam. Eu tenho que tomar muito cuidado com o meu próximo papel, e não tenho pressa nenhuma de ir para a televisão logo, fazer novela. Minha carreira está superbem dirigida, estou feliz com a direção que ela está tomando.

A última coisa que eu queria fazer na minha vida era ser atriz. Mas vi que não é tão ruim atuar (risos)
André Giorgi
A última coisa que eu queria fazer na minha vida era ser atriz. Mas vi que não é tão ruim atuar (risos)
iG: Não tem vontade de fazer novela?
Laura Neiva:
Foram uns três convites, mas pra mim é muito difícil parar a escola que eu gosto muito e mudar pra lá. E também tem minha família, meus amigos aqui em São Paulo. Talvez no ano que vem. Mas agora não é o momento certo para fazer isso.

iG: Você se sente preparada para ser atriz de TV?
Laura Neiva: Quero esperar o máximo para fazer novela. Para o ator é muito bom que ele se sinta seguro, faça teatro.

iG: Como é o assédio na rua? As pessoas te reconhecem?
Laura Neiva: Nem tanto. Tem uma coisa boa da fama, que é superlegal ser prestigiada, seu ego fica lá no alto, mas tem que ter muito controle para isso não te atrapalhar. Porque quem tem que acreditar em você é você mesmo. Não tenho que acreditar em tudo o que falam de mim.

iG: Para o filme “À Deriva” você foi escolhida pelo Orkut. É daquelas que entram todo dia em rede social?
Laura Neiva: Hoje em dia não tenho mais meu Orkut. E também quase desisti do Facebook, até ia apagar, mas não ia ter contato com meus amigos que moram na França por exemplo.

iG: Você ficou amiga do Vincent Cassell? Ainda tem contato com ele?
Laura Neiva: Falei com ele hoje! A gente já se viu várias vezes. Em Cannes, no Rio e em São Paulo.

A atriz em cenas do filme
Divulgação
A atriz em cenas do filme "À Deriva" e no Festival de Cinema de Cannes, com Vincent Cassel e Débora Bloch

iG: Já está ganhando dinheiro como atriz?
Laura Neiva:
Não tomo muito conhecimento sobre isso, são meus empresários, e também se falam, eu esqueço. Ganho com a peça.

iG: Quem cuida da grana?
Laura Neiva: Meu pai, ele faz as aplicações. Ele cuidou do meu primeiro salário, que foi com o filme.

iG: Com que gasta seu dinheiro?
Laura Neiva: Não gasto muito. A maioria do meu dinheiro está guardada. 

iG: Que atriz te inspira?
Laura Neiva: Acho que Ellen Page , de “Juno”. Gosto dos filmes que ela escolhe. Adoro “Menina má.com”. Eu me interesso por um humor negro, tipo do “Dexter” (seriado norte-americano). 

CRÉDITOS:

Agradecimento: Josephine Club
Produção de moda: Marie Fava e Thayana Nunes
Cabelo e Maquiagem: Jairo Di Lima (Persil & Co.) e Orlando Rosseto (Persil & Co.)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.