Apresentadora do “Esquadrão da Moda” diz que a peça é só para mulheres magras e, mesmo com o corpo em dia, diz que não usa mais

Nesta sexta-feira (28), Isabella Fiorentino esteve na Bienal do Ibirapuera para conferir o primeiro dia de São Paulo Fashion Week. Ela, que desfilou para várias marcas desde a primeira edição da semana de moda e parou em 2007, contou o momento que mais marcou sua carreira durante a SPFW, que completa 15 anos. “Um que marcou muito foi o ano que eu retornei depois de uma fase muito difícil. Eu tinha engordado bastante, minha pele estava horrível, achava que minha carreira iria acabar”. Depois de emagrecer e retomar a boa forma, Isabella voltou com tudo e abriu o desfile da Fórum, em 2000, após um ano e meio longe das passarelas.

Isabella Fiorentino:
Claudio Augusto
Isabella Fiorentino: "Precisa ser bem magra para usar vestido bandage. Eu não uso mais"

Mesmo afastada dos burburinhos do fashion week , Fiorentino continua focada no que é tendência no setor. Afinal, apresenta o “Esquadrão da Moda”, no SBT. Por isso, está sempre ligada no que está em alta e em baixa no mundo fashion. Vestido bandage, por exemplo, é um exemplo do que não usar, segundo a modelo. “Banalizou. Tem que ser muito magra pra usar, modelo tipo Izabel Goulart. Eu não uso mais”, explicou.

Novidades do programa

Em breve, Isabella Fiorentino e seu parceiro de estúdio, Arlindo Grund , vão viajar bastante. “Agora, vamos começar a fazer abordagens fora de São Paulo”, explicou a apresentadora do “Esquadrão”. Na volta para a capital paulista, a participantes escolhida vem junto com os apresentadores, já que o momento de compras será na cidade. “O sonho de todas as mulheres é fazer compras no maior centro de moda do país”, explicou.

Isabella contou que, apesar dessa mudança, o programa seguirá a mesma linha. “Continua o mesmo esquema. A menina tem que ser pega de surpresa, tem que achar que arrasa e, não, pensar que precisa da ajuda do programa”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.