"Lorenzo é tranquilo, Bernardo bem esperto e Nicholas, chorão", conta a apresentadora, sobre os bebês de quatro meses

Isabella Fiorentino
Orlando Oliveira/AgNews
Isabella Fiorentino
Com um aplicativo no celular, Isabella Fiorentino monitora os trigêmeos por meio de uma câmera instalada no quarto deles. “Olha aqui, um está no colo da enfermeira, os outros dois dormindo no berço”, mostra ela ao iG Gente , toda derretida e sossegada em ver os filhos em total conforto enquanto ela está fora de casa.

Siga o Twitter do iG Gente e acompanhe as notícias das celebridades em tempo real

Na inauguração da flagship do joalheiro Jack Vartanian , nessa quinta-feira (8) em São Paulo, a apresentadora comemora uma vida normal com sua prole , Lorenzo , Bernardo e Nicholas , do relacionamento com o empresário Stefano Hawilla .

LEIA MAIS: "Vai ter até festinha no hospital!", diz Isabella Fiorentino

Os bebês de quatro meses, que nasceram prematuros e ficaram três meses na UTI, estão cheios de saúde e se desenvolvendo normalmente, cada um com sua personalidade. “O Lorenzo é tranquilo, o Bernardo bem esperto e o Nicholas, chorão”, compara a mamãe.

Confira o bate-papo:

iG: O que é a maternidade para você?
Isabella Fiorentino:
Nasci para ser mãe, estou amando a maternidade. Não saio de casa há alguns meses, o tempo de hospital foi muito duro, difícil. Dava uma dor ir embora e deixá-los lá. Mas hoje é passado distante, estou curtindo cada momento, vivendo intensamente o presente.

iG: Como administra as mamadas dos três bebês?
Isabella Fiorentino:
Antes eu ficava seis horas sem fazer xixi por causa das mamadas. Como eram 150 ml por mamada, eles entraram na fórmula e eu fiquei arrasada. Para o prematuro, não só a caloria é importante, mas os anticorpos que só meu leite pode oferecer.

iG: Você consegue dormir à noite?
Isabella Fiorentino:
Eles são moleques, têm uma voracidade e mamam muito. Dá aquela dor na mama, mas até essa dor é boa. Eu estava sem dormir, mas agora as enfermeiras me obrigam para o leite não secar. Dou a última mamada à 1h da manhã, durmo a noite toda, e às 7h, dou a primeira mamada do dia.

Isabella Fiorentino
Orlando Oliveira/AgNews
Isabella Fiorentino

Isabella Fiorentino
Orlando Oliveira/AgNews
Isabella Fiorentino
iG: Eles são diferentes ou você ainda os confunde? E o jeitinho de cada um?
Isabella Fiorentino:
Eu não os confundo, mas meu marido ainda confunde. Até no escuro sei quem é quem por causa do formato da cabeça. Eles são muito diferentes um do outro. O Lorenzo é tranquilo, o Bernardo bem esperto e o Nicholas, chorão.

iG: O seu marido te ajuda?
Isabella Fiorentino:
O meu marido é muito participativo. Ele dá mamadeira, troca, dá banho, e não por obrigação, mas porque ele gosta e queria muito ter filhos.

LEIA TAMBÉM: Isabella Fiorentino: "Acho fofo bebês vestidos iguais"

iG: Como vai ser o Natal este ano?
Isabella Fiorentino:
O Natal é sempre na casa da minha mãe, mas como eles ainda não podem sair, será no meu apartamento. Montamos árvore, presépio na lareira, a casa está linda.

iG: Como foi 2011 para você? Quais foram as melhores coisas do ano?
Isabella Fiorentino:
As melhores coisas que me aconteceram em 2011 foram a descoberta da gravidez, o nascimento dos meus bebês e a alta médica deles. Também estou muito feliz com a conversão do meu marido, que agora é muito católico – a gente reza o terço na cama toda noite . Assim como ter o meu próprio escritório, onde licencio produtos, e o meu segundo livro, que será lançado em breve. E ainda vai ser maravilhoso ir para a praia com eles no Ano Novo, vamos todos para o Guarujá.

Isabella Fiorentino carrega o filho Nicholas
Manuela Scarpa/Photo Rio News
Isabella Fiorentino carrega o filho Nicholas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.