Em entrevista ao "Fantástico", atores deram depoimentos cheios de fé. "A vida pode enfrentar a morte", disse Drica.

Reynaldo Gianecchini em entrevista ao
Reproduçao TV Globo
Reynaldo Gianecchini em entrevista ao "Fantástico": "Olhava para o lado e tinha uma pessoa com um caso muito pior que o meu, com um sorriso"
Reynaldo Gianecchini e Drica Moraes , ambos curados de um câncer recentemente - ele de um linfoma não-Hodkin e ela de leucemia -, deram uma entrevista ao "Fantástico" deste domingo (10) para falar como foi enfrentar a doença e, depois, voltar aos palcos.

Na matéria, em que o personagem principal era o fotógrafo de 29 anos, Palê Zuppani, que tem enfrentado com bom-humor sua luta contra a leucemia, os atores relembraram um pouco de suas experiências com o câncer, que também conseguiram levar de uma maneira positiva.

Drica Moraes:
Reproduçao TV Globo
Drica Moraes: ""Meu melhor amigo é uma pessoa que eu não conheço, meu doador"
Leia Ainda: "Estou voltando para uma celebração", diz Reynaldo Gianecchini sobre retorno ao palco

"A primeira coisa é negar, dizer que é erro médico. Quando chegou o diagnóstico, eu disse 'ok, tenho câncer'. O primeiro lance é encarar de frente", disse Gianecchini. Já Drica acredita que nem sempre uma mudança em sua rotina, seja por doença ou outro fator, é algo ruim. "Perder pode ser muito bom, não é necessariamente uma coisa ruim", afirmou.

Confira Foto: Reynaldo Gianecchini volta a ensaiar a peça "Cruel"

Gianecchini contou que, claro, houve momentos ruins, mas que sempre tinha algo que o fazia ter força para encarar a doença. "Em alguns momentos eu estava muito fisicamente debilitado. Aí, olhava para o lado e tinha (uma pessoa com) um caso muito pior que o meu, com um sorriso, passando por uma situação difícil e com um sorridão na cara", relatou.

Drica também comentou que há situações em que o medo da morte pode aparecer. "Mas a vida inclui a percepção da morte. A vida pode enfrentar a morte. Você passa por isso", completou.

Leia Também: Gianecchini: “A doença acabou, não existe mais”, diz produtora

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

Reinaldo Gianecchini sobre volta aos palcos:
João Caldas/Divulgação
Reinaldo Gianecchini sobre volta aos palcos: "Parece que estou realizando uma festa, que estou aqui celebrando algo a mais do que o trabalho"
Oito meses após receber o dignóstico da doença, Gianecchini, que fez um autotransplante de medula óssea e está curado do linfoma, volta aos palcos. Ele reestreia no dia 13 de março o espetáculo "Cruel", no teatro FAAP, em São Paulo.

Perguntado pelo "Fantástico" se tinha mais medo ou vontade de seu retorno ao teatro, o ator não hesitou. "Vontade total, medo nenhum, na verdade. Parece que estou realizando uma festa, que estou aqui celebrando algo a mais do que o trabalho", respondeu. E continuou: "A maioria das pessoas só olham a ponta do iceberg, a doença. Tem tanta coisa por trás. Parte ou outra que te fez tão bem, crescer tanto".

Leia Mais: Após enfrentar a leucemia, Drica Moraes está de volta à TV

Já Drica, que fez o transplante de medula óssea em 2010 e também está recuperada do câncer, voltou ao trabalho no ano passado, participando da novela "Ti-ti-ti". Mas ela retorna aos palcos na peça "A Primeira Vista", no dia 15 de março, no Teatro Poeira, no Rio, que traz a amizade como tema. "Meu melhor amigo é uma pessoa que eu não conheço, meu doador", contou a atriz.

Drica Moraes:
Reproduçao TV Globo
Drica Moraes: "Perder pode ser muito bom, não é necessariamente uma coisa ruim"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.