Após um mês internado no hospital de Viena, o cantor britânico retornou a Londres nesta sexta-feira (23)

O cantor britânico George Michael não conseguiu segurar sua emoção e confessou nesta sexta-feira (23) em Londres que ainda segue muito debilitado por conta da grave pneumonia que o deixou hospitalizado por um mês em Viena. "Estou muito debilitado, mas me sinto genial", disse o músico visivelmente abalado. Em um dado momento de sua entrevista coletiva, o cantor George Michael, de 48 anos, chegou a chorar ao agradecer a ajuda dos médicos austríacos que, segundo o artista, "salvaram sua vida".

Siga o iG Gente no Twitter e acompanhe todas as notícias sobre sua estrela favorita“

"Foi o pior mês da minha vida, mas sou realmente uma pessoa de muita sorte", apontou o cantor, que confessou que durante semanas se viu perto da morte. Após um mês internado no hospital universitário (AKH) de Viena, George Michael acaba de retornar para sua casa, situada no norte de Londres.

O cantor ficou doente enquanto fazia sua turnê internacional, a primeira dos últimos três anos, a qual começou com uma apresentação na República Tcheca. Intitulada "Symphonica", a turnê teve que ser cancelada em Viena quando o músico, que já tinha feito 45 shows em 35 cidades, se sentiu mal repentinamente e teve que ser levado ao hospital. Antes de finalizar sua entrevista, George Michael pediu perdão aos seus fãs por ter se afastado durante tanto tempo. "Não queria preocupar meus fãs e sinto muito por não ter conseguido contatá-los de nenhuma maneira. Mas, realmente, eu não podia fazer nada", apontou o cantor.

George Michael deixa o hospital em Viena
Getty Images
George Michael deixa o hospital em Viena

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.