Divulgando o filme "Tudo pelo Poder", o ator diz: "Não sou bom fazendo os compromissos que têm que ser feitos para ser eleito"

George Clooney:
Getty Images
George Clooney: "Nunca seria algo que me interessasse. Não sou bom fazendo os compromissos que têm que ser feitos para ser eleito"
O ator americano George Clooney afirmou que não tem entre seus objetivos se tornar presidente dos Estados Unidos e descartou uma carreira política, informou nesta quinta-feira o site do canal de televisão "NBC".

"Nunca seria algo que me interessasse. Não sou bom fazendo os compromissos que têm que ser feitos para ser eleito", declarou Clooney, cujo último trabalho "Tudo pelo Poder", se aventura no mundo do suspense político.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

O ator, de 50 anos, destacou que não gostaria de ser presidente no atual clima político nos EUA, que "é ainda mais polarizado do que vimos em muito tempo. Gente muito inteligente em ambos lados do espectro estão com dificuldades para conseguir as coisas", comentou. "Tenho algo melhor. Tenho uma boa casa, a vida é doce", acrescentou.

Em "Tudo pelo Poder" Clooney encarna um candidato presidencial que deve enfrentar um escândalo sexual, chantagens e pactos obscuros para se manter na corrida eleitoral.

"Sou realmente muito otimista sobre este país. Sempre sou. E sempre acho que as coisas são cíclicas, e que tudo melhorará adiante", concluiu o vencedor de um Oscar de Melhor Ator Coadjuvante em 2006 por "Syriana".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.