A instituição, aberta pelo pai da cantora, teve de devolver todas as doações após descobrir fraude na internet

Amy Winehouse e o pai, Mitch
GettyImage
Amy Winehouse e o pai, Mitch
Após a morte de Amy Winehouse , Mitch Winehouse , pai da cantora, criou uma fundação - com o nome da filha - que visa ajudar cidadãos ingleses com problemas com drogas e que não possuem condições financeiras para tratar do vício. "Neste país, se você não pode pagar uma clínica de reabilitação privada, há uma lista de espera de dois anos para obter ajuda. Estamos tentando mudar isso", revelou Mitch ao jornal britânico “Daily Mail”.  Porém, semana passada, os planos do pai da diva do soul vieram abaixo. Mitch descobriu que mais de uma fundação com o nome de Amy havia sido registrada na internet. Para não causar problemas aos fãs que doaram verba às instituições, Mitch decidiu fechar a Amy Winehouse Foundation. “Não quero causar mais danos financeiros a seus admiradores", contou.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

No dia 31 de julho e 16 de agosto, duas outras fundações de Amy foram registradas. “Nós todos temos de bombardear a informação nos sites e jornais para colocar pressão sobre estes mau-caráters que estão roubando dinheiro de pessoas boas em nome da nossa Amy”, disse Mitch.

“E o pior não é esse, além do caos que esses salafrários causaram, ao invés de nos concentrarmos na atribuição de financiamento e estrutura da fundação, estou tendo que enviar cheques de volta aos fãs de Amy, até essa situação ser resolvida”, concluiu o pai da cantora, irritado com a situação.

Recentemente o pai de Amy declarou à polícia inglesa que a casa de sua filha havia sido roubada logo assim que retiraram o corpo da cantora do local . O herói da diva do soul acredita que alguém pegou ilegalmente músicas inéditas de Amy, alguns de seus livros líricos preferidos e cartas que ela escrevia e guardava desde sua infância.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.