Gerente da loja alega não conhecer a estrela de Hollywood; relembre brasileiras que caíram no mesmo golpe

Scarlett Johansson em panfleto de sex shop
Reprodução
Scarlett Johansson em panfleto de sex shop
Um sex shop dos Estados Unidos está usando a imagem da atriz Scarlett Johansson para divulgar seus produtos. O site "TMZ" mostrou um panfleto da loja em que a estrela aparece em pose sensual, usando uma camisa branca.

Mas segundo a publicação, o sex shop não sabia que poderia causar polêmica com sua "nova garota-propaganda". Eles alegaram que encomendaram o material a uma outra empresa pedindo que fizessem "algo que tivesse um mulher sensual". "Mas o que é que tem o nosso material? Eu nem sei quem é Scarlett Johansson", alegou o gerente do local ao "TMZ".

Siga o iG Gente no Twitter e acompanhe todas as notícias sobre sua estrela favorita

O sex shop fica em Calexico, na Califórnia, junto à fronteira com o México e vende vídeos eróticos,  lubrificantes e brinquedos sexuais. Não é a primeira vez que a atriz de Hollywood tem dor de cabeça com a divulgação de suas imagens. Em 2011, Scarlett foi vítima do hacker Christopher Chaney e teve fotos íntimas suas divulgadas na internet .

No ano passado, algumas brasileiras foram vítimas de um golpe parecido ao do sex shop: fotos das brasileiras Taís Araújo , Daniella Cicarelli e Fernanda Souza estavam sendo divulgadas em sites de prostituição da Europa. Taís, na época grávida de seu primeiro filho com o ator Lázaro Ramos , era descrita como a transexual Kely Marseille de 22 anos. "Uma bela TRANS Kely Marseille - Massagem. Olá, sou eu Kely, TRANS BONITA, com um corpo perfeito, vou fazer uma massagem de relaxamento inesquecível, das 10h às 23h".

Relembre...

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.