O ator, que também dirigiu o filme, foi bombardeado pelos críticos de cinema americano

Tom Hanks
GettyImages
Tom Hanks
O novo longa de Tom Hanks , “Larry Crowne - O Amor Está de Volta”, em que ele, além de protagonista, é diretor do filme, recebeu severas críticas da imprensa americana após seu laçamento.

A comédia romântica, com toques de drama, que custou U$ 30 milhões (cerca de R$ 47 milhões), arrecadou até esta terça-feira (5) somente U$ 13 milhões (em torno de R$ 25 milhões). "A verdade é que a bilheteria é algo que não pode se controlar. Se funciona, as pessoas vão conferir, caso contrário, o filme passará despercebido" disse Tom à agência Efe. "Estamos confortáveis porque fizemos o que queríamos e essa é nossa grande vantagem", completou o ator.

Siga o Twitter do iG Gente e acompanhe as notícias das celebridades em tempo real

Esperava-se que sua força como astros e o nome de Julia Roberts , que atua ao seu lado, conseguisse levar mais público aos cinemas. O filme, que chega às telas em pleno verão americano, compete com as bilheterias de blockbusters como "Transformers 3" e "Carros 2".

Na sexta-feira (1º), Tom falou que estava confiante em sua aposta como diretor. “Considero Larry Crowne uma opção única no mercado habitual, um título simples, elegante, bem atuado e emocionante". Esta é a segunda vez que o ator fica também atrás das câmeras. A primeira foi há 15 anos com o longa “The Wonders - O Sonho Não Acabou”. Como produtor, Tom já assinou títulos importantes para a televisão, como “The Pacific” e “Amor Imenso”.

LEIA TAMBÉM: Filho de Tom Hanks estreia como rapper

Julia Roberts, Tom Hanks e a atriz Rita Wilson na Premiere do filme “Larry Crowne - O Amor Está de Volta”
GettyImages
Julia Roberts, Tom Hanks e a atriz Rita Wilson na Premiere do filme “Larry Crowne - O Amor Está de Volta”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.