Para comemorar o Dia das Crianças, estrelas voltam no tempo e relembram sua infância. Confira!

Arteiros, estudiosos, tímidos ou exibidos. Atores, apresentadores e cantores contam ao iG como eram quando crianças. A loira e magra Adriane Galisteu , por exemplo, revela que foi uma menina gordinha e de cabelos pretos. Já Preta Gil garante que não mudou nada: "Sempre fui superexibida", diz ela. Confira  outras histórias:

Angélica , apresentadora

Angélica: menina tímida
AgNews
Angélica: menina tímida

"Eu era uma menina muito tímida e acho que a televisão ajudou muito a me relacionar com o público e com as pessoas. Eu vejo meu filho Joaquim muito parecido comigo. Ele é supertímido. Sempre fui muito responsável até por ter começado a trabalhar cedo. Levava muito a sério os comerciais e desfiles e era muito bacana. Hoje eu encontro pessoas que na época faziam fotos e comerciais comigo e falam: "Nossa, você era uma criança tão fácil de trabalhar, tão boazinha, não fazia bagunça."

Ísis Valverde , atriz

Ísis Valverde:
AgNews
Ísis Valverde: "pestinha"

"Eu era uma peste! Aprontava muito e também tinha o costume de andar descalça, sentar no chão, coisas que faço até hoje. Mesmo porque, na minha cidade (Aiuruoca, em Minas Gerais) isso era muito comum. Tive uma infância muito boa."

Preta Gil , cantora

Preta Gil: Exibida desde pequena
AgNews
Preta Gil: Exibida desde pequena

"Eu era megametida, fazia vários showzinhos. Tinha uma vitrola que tocava mini compactos, aí eu botava bem alto e fazia shows particulares para a família. Minha madrinha ( Gal Costa ) me dava restos de figurino e eu fazia uma festa. Sempre fui superexibida, hoje eu não deixo de ser, continuo sendo a mesma pessoa."


Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

Adriane Galisteu , apresentadora

Adriane Galisteu: criança gordinha e de cabelos pretos
AgNews
Adriane Galisteu: criança gordinha e de cabelos pretos

"Não tive uma infância das mais fáceis. Começei a trabalhar com 9 anos de idade mas sempre fui muito amada pelo meu pai, pela minha mãe, por meu irmão e pelos meus avós. Tenho boas memórias da Lapa (bairro de São Paulo), onde eu nasci. Brincava muito na rua. E eu tinha o cabelo preto, curto, era bem gordinha porque naquela época mãe achava que ficar assim era questão de saúde."

Mel Lisboa , atriz

Mel Lisboa: boa aluna
AgNews
Mel Lisboa: boa aluna

"Eu era uma criança tranquila, porém mais espevitada do que a minha irmã porque eu era atleta, fazia esportes, subia em árvores. Sempre fui boa aluna, mas comecei a ser mais CDF na adolescência e continuo até hoje."

Tarcísio Filho , ator

Tarcísio Filho: quietinha
TV Globo/ Divulgação
Tarcísio Filho: quietinha

"Eu era mais quietinho, na miúda. Mas não era estudioso, nisso era meio sem-vergonha"

Maria Paula , apresentadora

Maria Paula: menina
AgNews
Maria Paula: menina "furacão" e mimada

"Eu era um furacão, não parava, gostava de pular elástico. Eu era boazinha, não dava trabalho, mas era mimada"

Gianne Albertoni , modelo e apresentadora

Gianne Albertoni: gostava de brincar na rua
AgNews
Gianne Albertoni: gostava de brincar na rua

"Eu era uma molecona, pequenininha, de perninha bem fininha e cabelão loiro. Comecei a trabalhar com 13 anos mas tive uma infância normal, brincava na rua e corria."

Marcos Mion , apresentador
_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597268150357 &_c_=MiGComponente_C

"Eu era superquietinho e divertido. Eu era loirinho e gordinho de cabelo liso"

Bianca Rinaldi , atriz

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597268161641 &_c_=MiGComponente_C
“Tive uma infância saudável, era uma moleca. Eu já tinha responsabilidades, mas me divertia bastante. Não comandava as brincadeiras, era mais tímida para isso. Mas minha timidez nunca me impediu de brincar. Se eu tivesse a oportunidade de voltar a ser criança, a única coisa que gostaria de fazer e que não fiz era ir mais ao teatro, como faço com as minhas filhas.”

Fernanda Souza , atriz

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597268162623 &_c_=MiGComponente_C
“Comecei a trabalhar desde cedo, muito criancinha mesmo, mas nem por isso brinquei menos do que as outras crianças. Nunca fui tímida e por causa da profissão, sempre fui bem festiva. Só não era daquelas crianças de aprontar muito, não podia me machucar por causa do trabalho. Gostava muito de brincar de queimada, jogava muita bola também. Mas o que eu mais gostava de fazer era brincar de Barbie. Até hoje ver uma boneca mexe comigo. Ainda brinco com as bonecas.”

Sheron Menezzes , atriz

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597268166084 &_c_=MiGComponente_C
"Eu era um menino! Tocava campainha das casas, subia no telhado, jogava pedrinha nas janelas do vizinho."

Maytê Piragibe , atriz

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597268172312 &_c_=MiGComponente_C
"Eu era sapeca. Fazia 'shows' desde criança para a família, era engraçado. Mas também comecei a trabalhar cedo, com quatro anos de idade."

Leonardo Miggiorin , ator  _CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597268173187 &_c_=MiGComponente_C

“Era comportado na frente dos meus pais, mas enchia o saco dos meus dois irmãos quando não estávamos na frente deles. Eu gostava de brincar na rua. Sempre morei em condomínios militares, com muita segurança, então, costumava brincar de polícia e ladrão, pique-esconde, futebol. Lembro que eu tinha um boneco do Topo Gigio e um Lango-Lango azul que eu não desgrudava.”

 Giselle Itié , atriz

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597279125471 &_c_=MiGComponente_C


 "Eu era tímida, ainda sou um pouco. Minha infância foi a melhor, bem colorida, com muita imaginação. Tinha até uma amiga imaginária. Meu pai sempre me filmava falando e brincando sozinha. Na verdade,  me sinto muito criança ainda."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.