Durante ensaio da sua nova turnê, cantor falou sobre atual fase da carreira e afirmou que está solteiro. "Mas por pouco tempo"

Com 57 anos de vida, 40 de estrada, quase 30 CDs e seis casamentos, o cantor Fábio Jr. define a atual fase como uma grande catarse. “É uma p... confusão. Mas é um momento bacana, de mudanças”, avisa. O ídolo romântico pega carona no título de seu novo CD e show, ‘Íntimo’ — que apresenta nessa sexta-feira (25) e sábado (26), no Citibank Hall, no Rio —para desmitificar a sua imagem. “Eu acho que é da minha natureza me expor. Mas, dessa vez, eu quero abrir mais. Quero que minhas fãs conheçam melhor o Fábio Correa Ayrosa Galvão”.

Fábio Jr:
André Durão
Fábio Jr: "Não quero mudar o sucesso com as mulheres"
Para isso, o cenário do novo trabalho é uma tentativa de reproduzir a casa do cantor com lustres, piano, tapetes e quadros. “Quero que elas se lembrem da onde vim, das minhas origens, emoções”, explica ele. Mas porque essa necessidade tão grande de se expor? “Estou com vontade de me arriscar de novo e sair da minha área de conforto. Não tem a ver com a rotina da indústria musical, só quero me divertir mais”, afirmou, acrescentando: “No entanto, não quero mudar o meu sucesso com as mulheres ”, diverte-se.

Meses após anunciar a separação de Mari Alexandre , Fábio descarta a volta com a ex-mulher. “Não. Não tem nada disso, gente”, afirmou ele, que se diz solteiro provisoriamente. “Estou na roça, mas por pouco tempo”, brinca, se referindo ao bordão comum aos jovens: “Estou na pista”. O cantor ainda revelou que Fiuk , seu filho com Cristina Kartalian , puxou o seu lado conquistador. “Você não tem noção da pegada que o moleque tem. Meu escorpiãozinho... Estou aprendendo muito com ele”.

Fábio Jr diz que Fiuk é conquistador como pai
André Durão
Fábio Jr diz que Fiuk é conquistador como pai


Medo da Natureza

O ambiente muda quando Fábio é questionado pela febre dos artistas realizarem cruzeiros marítimos. O cantor, que foi um dos percussores do estilo, afirmou que não volta a fazer por respeito à natureza. “Não é medo e sim, uma consideração com o meio ambiente. O problema das águas é muito sério. Eu já falava isso na década de 80. ‘Um dia os mares estarão mais tensos e os ventos mais fortes’. Todo mundo me achava maluco, mas você viu o que aconteceu lá no Japão?”, afirmou, em tom preocupado.

Mesmo com os temores às mudanças climáticas, Fábio Jr. acredita que o mundo não vai acabar. “Presta atenção! O mundo é só um livro que está virando uma página. Tudo está mudando e nós estamos destruindo a natureza”, afirma ele, com um cigarro na mão. “Se tivesse mais 24 horas na terra, iria continuar cantando e praticando o amor incondicional. A única forma do ser humano pilotar o próprio destino é através dele”, filosofou.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.