Em entrevista exclusiva ao iG, o terceiro colocado do BBB 12 fala da vida pós-reality show e seus planos de carreira na Globo

Eleito o Mister Brasil Mundo em 2010, o modelo começou a carreira aos 17 anos, quando se mudou para São Paulo em 2004
André Giorgi
Eleito o Mister Brasil Mundo em 2010, o modelo começou a carreira aos 17 anos, quando se mudou para São Paulo em 2004

O ex-BBB Jonas Sulzbach tem ouvido bastante que ele é a “ Grazi Massafera de calças”. As previsões indicam que isso tem tudo para acontecer. Poucos dias após ter deixado o confinamento, ele já estava contracenando com Deborah Secco na minissérie "Louco por Elas" . E não parou por aí: semana que vem ele gravará um novo episódio. “Se decidir sair de São Paulo e ir para o Rio, vou encarar e me dedicar. Sou muito disciplinado, dedicado e focado”, disse ele durante bate-papo com o iG.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades

A Deborah (Secco) é uma querida e eu acho que ela não me tietou, mas a gente conversou bastante, me senti bem à vontade"

O Mister Mundo 2010 garante que não se deslumbrou com a fama e decreta: “Na minha vida tudo é um passo de cada vez e eu não darei um passo maior que a minha perna.” Com um sorriso maroto, o modelo conta que não tem a menor preocupação em relação a quem ache que ele seja gay. Renata e Monique, suas conquistas no BBB, fizeram tal insinuação durante o reality porque Jonas não passou dos beijios com as duas.

FOTOS: BBB12: Confira fotos do terceiro lugar do reality

“Com elas não iria rolar um envolvimento maior, um namoro, e aqui fora muito menos”, disse o gaúcho de 25 anos. "Hoje é tudo muito esculachado: pega, fica, leva pra casa...", disparou. Protagonista de um vídeo em que aparece em momento íntimo durante uma conversa via webcam, que caiu na rede depois de sua entrada na casa, Jonas diz que não se aborreceu muito com o fato: “Sou eu, não é montagem. Aconteceu e eu tenho que levar na esportiva. Vi o vídeo e não achei nada demais. Todo mundo tem o negócio que eu tenho no meio das pernas."

Confira o bate-papo:

iG: Como foi participar de “Louco por Elas” ao lado de Deborah Secco?
Jonas Sulzbach:
Foi um desafio, nunca havia tido contato com atuação, ainda mais na Rede Globo e com atores de bagagem como a Deborah Secco . Mas foi uma experiência ótima, nova para mim. O resultado ficou bom. Apesar de não ser uma cena longa, foi difícil, exige expressão. Tive uma ajuda necessária de uma professora, que me deu todos os toques. Ela me elogiou muito, foi bacana. A Deborah é uma querida e eu acho que ela não me tietou, mas a gente conversou bastante sobre o programa e como ela já me conhecia um pouco pelo BBB, me senti bem à vontade. Não foi um baque.

Jonas Sulzbach e Deborah Secco durante a gravação do programa
Divulgação
Jonas Sulzbach e Deborah Secco durante a gravação do programa "Louco por elas"

Só que não vou entrar de cabeça na televisão porque sei que é preciso estudar muito. Como eu falei para o Faustão, é um passo de cada vez na minha vida"

iG: Já está com um pé na Rede Globo?
Jonas Sulzbach:
Não sei, fui convidado e ainda não sei por quem. É um começo, sair de um programa e uma semana depois já estar participando de uma minissérie que tem uma audiência tão boa como esta quer dizer que confiam. Não foi um rostinho bonito que convidaram para fazer um papel como esse. Até me falaram: ‘Jonas, muitos atores estão há anos no mercado e estão loucos por uma oportunidade dessas’. Então, para mim, está sendo muito importante. Só que não vou entrar de cabeça na televisão porque sei que é preciso estudar muito. Como eu falei para o Faustão , é um passo de cada vez na minha vida. Primeiro vou aproveitar as oportunidades que estão surgindo agora e já ocupam todo o meu tempo, e daqui uns meses, quem sabe, eu me dedico a isso.

iG: Grazi Massafera e Sabrina Sato hoje nem são mais lembradas como ex-BBBs. Qual o caminho que você quer traçar?
Jonas Sulzbach:
Tenho e sempre tive meus objetivos. O programa foi uma experiência que me abriu muitas portas. Eu não mudei a minha cabeça entrando no programa. Por exemplo, nunca fiz questão de ser ator. Ainda penso da mesma forma. Elas fizeram questão, optaram por estudar e hoje ninguém se lembra das duas como ex-BBBs. São boas e se destacaram no que fazem. Depende do caminho que eu vou querer seguir.

iG: Dependendo do caminho, você pode cair no limbo dos ex-BBBs...
Jonas Sulzbach:
Se for como empresário ou lidando com saúde, educação física, talvez eu acabe caindo no esquecimento da mídia. Mas ainda não sei como vai ser. Até já li muito na internet que ‘sou a Grazi de calças’. Vai depender muito das minhas escolhas, do meu esforço, vou pensar muito se o que eu quero é seguir a carreira na televisão. Estou há oito anos no mercado como modelo, já tive pessoas insistindo para que eu fizesse teatro, curso de televisão, mas eu nunca pude porque sempre viajei muito. Mas se eu vir no futuro uma oportunidade, eu vou me dedicar a isso. Saiu uma pesquisa sobre as pessoas mais promissoras do Big Brother e eu estava em primeiro lugar. É bacana ler isso.

iG: Do que você se arrepende de ter feito na casa? Guardou mágoa de alguém?
Jonas Sulzbach:
Não me arrependo de absolutamente nada, de nenhuma atitude, de nenhuma discussão, nenhuma palavra que eu falei para alguém, de nada mesmo. Sobre mágoas, estava tudo meio claro lá dentro. Claro que eu não sabia exatamente o que as pessoas falavam de mim, mas pelas atitudes dava para sacar. Eu fiquei próximo realmente das pessoas que eu gostei e gosto. Claro que eu fiquei surpreso com algumas coisas aqui fora, como a tramoia toda contra a gente: Yuri e Ronaldo queriam que eu saísse de qualquer jeito e eu nem imaginava, mas tranquilo.

Sobre o BBB:
André Giorgi
Sobre o BBB: "Não me arrependo de absolutamente nada, de nenhuma atitude, de nenhuma discussão, nenhuma palavra que eu falei para alguém, de nada mesmo"

Eu fico se eu tenho vontade. O mais bacana de um relacionamento é a conquista, o friozinho na barriga quando fala com a pessoa"

iG: Você ficou com a Renata e com a Monique, mas não engatou com nenhuma delas. E aqui fora?
Jonas Sulzbach:
Na casa aconteceu o que tinha que acontecer. Em um momento de carência eu fiquei com elas, eu gostava de ficar tanto com uma quanto com a outra. Se não aconteceu algo a mais é porque não teve química. Com elas, não iria rolar um envolvimento maior, um namoro, e aqui fora, muito menos.

iG: Chegaram a chamar você de gay por isso...
Jonas Sulzbach:
Até na balada isso acontece. Chega uma menina toda interessada em ficar, e eu corto, dou um fora, como se diz. Em dez segundos, ela está na rodinha de amigas dizendo: ‘ele deve ser gay porque não ficou comigo’. Parece que a gente tem a obrigação de ficar com a mulher, mas eu não acho isso certo. Eu fico se eu tenho vontade e não tem mais aquela coisa de conquista como tinha antes. O mais bacana de um relacionamento é a conquista, o friozinho na barriga quando fala com a pessoa. Hoje é tudo muito esculachado: pega, fica, leva pra casa... Tenho que dar risada de quem me chama de gay.

iG: E de metrossexual?
Jonas Sulzbach:
Acho um exagero porque eu me cuido. Cuido do meu corpo e principalmente da minha saúde, antes mesmo do corpo físico. Então pode chamar. Até acho que posso ser um pouco metrossexual, sou vaidoso.

iG: As mulheres estão dando muito mais em cima do que antes?
Jonas Sulzbach:
Agora elas atacam. É engraçado, mudou tudo. Participei de um programa em que eu vivi três meses dentro de uma casa sendo eu mesmo. Continuo frequentando os mesmos lugares, e percebi que o assédio é enorme, todo mundo tira foto, é muito bom.

Jonas Sulzbach durante a gravação do programa
Reprodução
Jonas Sulzbach durante a gravação do programa "Louco por Elas" numa praia carioca

 VEJA TAMBÉM: BBB12: Confira a trajetória de Jonas no reality

Tenho que dar risada de quem me chama de gay"

iG: Você está aproveitando todas as oportunidades que surgem; até festas de debutante você topou. É pelo dinheiro?
Jonas Sulzbach:
Em oito anos como modelo, sempre fiz desfiles e fotos. Agora mudou, faço presenças vip, baladas, coquetéis, além de várias festas de debutante já agendadas. Antes os desfiles eram como modelo e agora são como celebridade. Para mim é um reconhecimento, estou muito contente com tudo isso.

iG: Como lidou com o vídeo íntimo seu que vazou na internet?
Jonas Sulzbach:
Fui enganado por uma pessoa que eu nem sei quem é. Não imaginei que a pessoa poderia estar gravando no MSN, nem desconfiava disso. Mas aconteceu e eu tenho que levar na esportiva. Eu vi o vídeo e não achei nada demais, todo mundo tem o negócio que eu tenho no meio das pernas. Eu assumo que sou eu, não é montagem. Não vou generalizar, mas todo mundo já fez uma brincadeirinha deste tipo com o namorado ou uma pessoa mais próxima. Não é nenhuma surpresa para as pessoas, só que me tornei uma pessoa pública, então deu no que deu. Eu levo numa boa, não achei nada de muito ridículo no vídeo.

Jonas já posou para diversas capas de revistas como
André Giorgi
Jonas já posou para diversas capas de revistas como "Men's Health", além de ter feito ensaio nu para site sensual

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.