A modelo e apresentadora italiana engrossa o coro das tops que são contra o uso de peles na moda. Veja quem também defende a causa

Elisabetta Canalis nos bastidores da campanha em que se despiu para atacar o uso de peles na moda
Divulgação
Elisabetta Canalis nos bastidores da campanha em que se despiu para atacar o uso de peles na moda

No quesito popularidade entre as mulheres-objeto-do-desejo dos homens, os animais ganham nota 10. Algumas das modelos mais cotadas do mundo fizeram sua parte para defender a ideia de que quem tem direito a desfilar coberto de pele por aí são os bichos. E só eles.

Em ensaio fotográfico realizada no início do mês, a modelo e apresentadora italiana Elisabetta Canalis , namorada de George Clooney , posou completamente nua para a ONG PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais, na sigla em inglês), para contestar contra o uso de peles.

“Quando eu era criança, me colocaram para assistir a um documentário na TV que mostrava como os animais eram mortos. Eletrocutados, afogados… Desde então decidi que nunca usaria pele de animais", disse. A atriz americana Mary Tyler Moore , ícone de estilo nos anos 70, também declarou a sua aversão pelo uso de pele animal. “Por trás de uma bela pele há uma história. Uma história sangrenta e bárbara.”

VEJA TAMBÉM : Os biquínis de Elisabetta Canalis

Elisabetta Canalis e as poses para a campanha da PETA
Divulgação
Elisabetta Canalis e as poses para a campanha da PETA

Gisele é vítima de protestos; modelo como a heroína verde que protege os recursos naturais do planeta
Reprodução/montagem
Gisele é vítima de protestos; modelo como a heroína verde que protege os recursos naturais do planeta
A top Gisele Bündchen tomou uma posição pública contra o uso de peles depois de sofrer um ataque pessoal da PETA na passarela em 2002. Quatro militantes da ONG invadiram o desfile da Victoria´s Secret em NY para protestar contra a campanha da modelo para a grife Blackglama, que vende casacos de pele de mink, mamífero semelhante à lontra. Eles portavam cartazes que diziam “Gisele: fur scum” (algo como Gisele: escória das peles).

Para se defender, Gisele afirmou na época que não usava casacos de pele; dois anos depois, em entrevista à “Vanity Fair”, foi mais explícita ao fazer um mea culpa e dizer que sempre foi a maior amante de bichos do mundo. Desde então, fez ainda mais. No ano passado lançou um desenho animado em que encarna a si mesma em “Gisele and the Green Team”, uma espécie "As Panteras" da animação em que ela se transforma em uma heroína verde defensora dos recursos naturais do planeta.

Fernanda Tavares: pele já era
Reuters
Fernanda Tavares: pele já era
Em 2004, a PETA veio ao Brasil lançar uma campanha mundial contra a pele estrelada pela top Fernanda Tavares . Na ocasião ela posou com uma camiseta com os dizeres “Fur is Dead”, algo como “Pele já Era”. A campanha tinha uma imagem dela na passarela, carregando um cartaz em que a palavra “Fur” aparecia riscada, e o slogan “Models should be the only foxes on the runaway” (“Modelos devem ser as únicas panteras na passarela”).

LEIA MAIS : "O Murilo é meu maior fã", diz Fernanda Tavares sobre o marido

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.