Na première paulistana de "Bruna Surfustinha", a ex garota de programa encontra Deborah Secco, que faz seu papel no filme

Deborah Secco e Raquel Pacheco posam juntas na estreia de
Claudio Augusto
Deborah Secco e Raquel Pacheco posam juntas na estreia de "Bruna Surfistinha" em São Paulo

Isabela Kassow
Deborah Secco engordou oito quilos para interpretar a ex-garota de programa

 Assim que se viram, elas se abraçaram demoradamente como duas amigas de longa data. Esqueça aquela história de que Deborah Secco , 31 anos,  a Bruna Surfistinha na ficção, e Raquel Pacheco , 26, a garota de programa que inspirou o filme, não se conhecem. Uma falou sobre a outra com muita admiração e respeito na pré-estreia do longa na noite dessa terça-feira (22), no Cinemark do Shopping Iguatemi, em São Paulo. “Acho que a Raquel é muito corajosa, admiro sua coragem. Muitas meninas nunca irão assumir e ela deu a cara à tapa. Ela vai ter filhos e assumir as consequências de suas escolhas”, disse a atriz.

Raquel Pacheco e Deborah Secco
Claudio Augusto
Raquel Pacheco e Deborah Secco
Já a blogueira e ex-garota de programa falou da atuação Deborah inspirada em sua vida. “É incrível a maneira como ela se entregou. A gente teve o primeiro contato no início das gravações. Deborah gosta de estudar e não queria uma caricatura minha, ela construiu a personagem com a visão dela em relação à Bruna.”

Raquel se diz lisonjeada e emocionada com o longa sobre sua história. “Ver o filme me fez reviver muitas dores, coisas ruins e boas também. A ficha está caindo agora, foram cinco anos para ver o trabalho pronto", disse. "Quando cheguei no shopping, falei para o Marcus Baldini (diretor): Estou sentindo todas emoções que um ser humano pode sentir. Uma mistura de tudo”, continuou Raquel, que fez uma pequena participação no longa, como hostess. “É rápida a cena. Mas estar com a Deborah Secco e Cássio Gabus Mendes (que interpreta o namorado de Bruna no filme) foi um privilégio. Estava nervosa, a Deborah me ajudou muito e me abraçou antes da câmera ser ligada. Paguei de atriz por 10 minutos”, contou a estreante.

BRUNA POR RAQUEL

Raquel Pacheco
Claudio Augusto
Raquel Pacheco
Com a sensação de missão cumprida ao ver a história da sua vida contada nas telonas, Raquel explica que o momento é de correr atrás de seus planos. “Quero muito ser mãe neste ano e estudar psicologia. Optei pelo curso porque tive depressão na adolescência e é uma vontade que eu tenho de estudar o assunto mais profundamente.” Ela diz que se recusa a justificar seu passado, mas garante que sua história esta longe de ser um conto de fadas.

“Sou uma pessoa normal e fui garota de programa. Cobrei por sexo e assumi isso. Eu não sou melhor que nenhuma garota de programa, apenas tive sorte”.

BRUNA POR DEBORAH

Deborah Secco
Claudio Augusto
Deborah Secco
Deborah explicou que, apesar de ter estudado a personagem com o preparador de elenco Sergio Penna , não fez laboratório nas zonas de prostituição de São Paulo para construir a personagem. “As pessoas acham que o mais importante é o contato com as meninas. E é o oposto. A preparação foi feita em cima do roteiro do filme, que é ficcional, em busca das emoções que  fui descobrindo, o porquê de a Bruna sair de casa", disse a atriz. "Cada descoberta foi em ordem cronológica. Era uma loucura porque no final a Bruna muda muito. Além da mudança na luz, o posicionamento de câmeras, e etc, foi uma mudança interna e emocional muito grande”, continuou Deborah, que teve que engordar 10 quilos para compor a protagonista.

“Sou magrinha e eles queriam uma mulher mais gostosa, então tive que engordar 8 quilos em um mês e mais dois durante as gravações”.

Deborah Secco e Raquel Pacheco se abraçaram ao se encontrarem na première de
Claudio Augusto
Deborah Secco e Raquel Pacheco se abraçaram ao se encontrarem na première de "Bruna Surfistinha" em São Paulo
Sobre a cenas de sexo, Deborah esclarece: "A gente faz tudo de mentirinha. Nada é feito de verdade, é tudo para contar a história, sem que seja agressivo para o ator.” A atriz diz que foi um grande desafio interpretar uma garota de programa: “Foi uma personagem densa e difícil, tive que me reinventar para descobrir outra Deborah. Com muita entrega dedicação e amor”. Segundo ela, o filme trará o assunto da prostituição para perto das pessoas. “Antes era um universo tão distante, você tinha que estar perto das meninas para conhecer. Agora com o cinema, está tudo ali." Deborah acredita ser essa sua grande estreia no cinema. “Eu ainda não tinha tido a oportunidade de ter uma personagem assim.Tive que me reinventar, fazer de uma forma diferente depois de tantos anos de televisão.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.