Hubs de Gente

enhanced by Google
 

Drica Moraes

Posição no Ranking dos famosos:
Compartilhar:
  • Nome

    Drica Moraes

  • Idade

    41 anos (29/07/1969)

  • Naturalidade

    Rio de Janeiro (RJ)

  • Signo

    Leão

  • Status

    separada do produtor Raul Schmidt

Drica Moraes criava cenários e peças com amigos em casa. A paixão da infância virou profissão aos 14 anos, na peça “Os 12 Trabalhos de Hércules”. Aos 17 estreou na Globo. Dividiu-se sempre entre teatro e TV: são 13 peças e 16 trabalhos na telinha, entre novelas, minisséries e especiais. Drica ainda participou de oito filmes. Foi casada com o diretor Régis Faria e com o produtor cultural Raul Schimtt. Atualmente namora o médico Fernando Pitanga

Ler biografia completa

FAMOSOS RELACIONADOS

  • Fernanda Paes Leme
  • Mariana Ximenes
  • Sandy
  • Antônio Fagundes
  • Claudia Raia
  • Malu Mader

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Todas as notícias

Drica Moraes no Twitter

  • AjudarAfonso Programa Fantástico - Drica Moraes e doação de medula óssea http://fb.me/1bC9X7TGF
  • Nikigasparin #10artistasquemegustarianconocer DRICA MORAES Glória Pires Debora Bloch Marjory Porto Adriana Estevez Ricardo Tozzi por enquanto são esses
  • Nikigasparin #10artistasquemegustarianconocer DRICA MORAES Glória Pires Debora Bloch Marjory Porto Adriana Estevez Ricardo Tozzi por enquanto são esses
  • Paathy_Morais #10artistasquemegustarianconocer Drica Moraes,Karina Barum,Selena Gomez,Ashley Tisdale,Shakira,Taylor L,Zac E,Demi L, Jessie J e Mariana R .
  • Paathy_Morais #10artistasquemegustarianconocer Drica Moraes,Karina Barum,Selena Gomez,Ashley Tisdale,Shakira,Taylor L,Zac E,Demi L, Jessie J e Mariana R .
  • SoniaCelestino e praticar o amor puro e simples pelo outro". Drica Moraes.
  • miolao Ontem a Drica Moraes fez 42 anos. Grande atriz! http://www.miolao.com/blog/telinha-e-telao/3-momentos-drica-moraes/ http://fb.me/12bvbuZm5
  • F_Lovett pois é, entrei só por causa do niver da diiiiva Drica Moraes *-* eu tinha que twittar isso hoje , ou eu morreria #dricaday
  • F_Lovett HOJE É O ANIVERSÁRIO DA DRICA MORAES *---------* Aiin que saudades dela AAAAAAAAAAAH'
Siga o Twitter do iG Gente

Biografia completa de Drica Moraes

BIOGRAFIA

A vocação artística de Adriana Moraes Rego Reis foi notada ainda na infância, embora nem a mãe, a empresária Clarissa Gaspar de Oliveira, nem o pai, o arquiteto Gustavo Moraes Rego Reis, tivesse qualquer relação com o mundo da televisão. Drica (como é hoje chamada) reunia amigos para construir cenários com papel laminado, caixinhas de ovos e latas de leite e organizar a própria interpretação de “Os Saltimbancos”. Com dez anos cansou de se apresentar para os vizinhos e levou o trabalho a instituições de caridade, convencendo os irmãos a atuarem como alguns dos animais-personagens do enredo.

A brincadeira de criança tomou rumos mais sérios quando Drica, aos 14 anos de idade, atuou na peça “Os 12 Trabalhos de Hércules”. No ano seguinte, em 1984, apresentou-se em “Nossa Cidade”, ganhando como admirador o crítico Flávio Marinho. Um ano a mais e ela faria “Chapeuzinho Vermelho”, com texto e direção de Maria Clara Machado. Na televisão, ingressou em 1986 no programa da Rede Globo chamado “Teletema”, embora sua primeira novela tenha sido o grande sucesso “Top Model”, de 1989.

Sua estreia profissional no teatro foi marcada por “O Segredo de Cocachim”, em 1989, trabalho pelo qual recebeu o Prêmio Coca-Cola. Era o que faltava para, apenas três anos depois, atuar pela Companhia dos Atores em “A Morta”, uma adaptação da obra de Oswald de Andrade sob a direção de Enrique Diaz. Já se tornando figura jovem frequente nos palcos, Drica Moraes conquistou a crítica mais uma vez ao participar de “Pianíssimo”, de Tim Rescala e direção de Karen Acioly, recebendo novamente o Prêmio Coca-Cola e, para diversificar o currículo, o Mambembe.

Apesar de ter tido desempenhos dignos de vários elogios da crítica, como “O Rei da Vela”, de 2000, em que interpretou de forma muito interessante a sensual Heloísa Lebos, e de trabalhar ao lado de nomes como Marília Pera (“Vítor ou Vitória”, de 2001) no teatro, Drica Moraes permanecia assumindo papéis pequenos na televisão. Em 1995, curiosamente, conquistou o telespectador com seu tom cômico em uma campanha publicitária do Unibanco. Uma vez familiar para o público, poderia incorporar personagens de maior peso em novelas.

Foi assim que, em 1996, incorporou uma vilã na novela “Xica da Silva” da extinta Rede Manchete – seu primeiro grande sucesso na televisão. De volta à Rede Globo, participaria ainda de episódios de grande sucesso de séries humorísticas como “Os Normais” e “A Grande Família”. Em 2003, interpretou novamente uma vilã, Márcia, em “Chocolate com Pimenta” e, dois anos mais tarde, assumiu o papel da divertida Olívia de “Alma Gêmea”.

Ao longo de sua carreira, Drica Moraes também se aproximou do cinema - desde 1990, atuou em mais de dez filmes -, assumindo papéis cômicos em “Os Normais 2” e “O Bem Amado” em 2009. Em 2010, atuou no filme “Bruna Surfistinha – O Doce Veneno do Escorpião” como a cafetina da prostituta de luxo que é personagem principal da trama (interpretada por Deborah Secco). Como seu grande paixão é o teatro, no entanto, administra ao lado de colegas de profissão o grupo teatral Cia dos Atores, com sede na Lapa, no Rio de Janeiro.

<span>Drica Moraes</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>Drica Moraes e seu filho Mateus</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>Drica Moraes acompanhada do namorado e da atriz Malu Valle</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong>

Drica Moraes conheceu o diretor Régis Faria em 1994 durante um evento de “Confissões de Adolescente” (em que teve uma modesta participação). A amizade que começou da troca de conselhos de saúde – ela asmática e fumante e ele nadador – resultou em casamento. Como seu sonho sempre tinha sido ter filhos, a atriz ficou profundamente abalada ao sofrer um aborto espontâneo em sua primeira gravidez. Em 2000, separou-se de Faria. Mesmo tendo ingressado em uma segunda união formal com o empresário e hoje produtor cultural Raul Schimtt, não chegou a ter filhos e levou adiante outro divórcio após cinco anos.

Em 2009, no mesmo ano da segunda separação, Drica Moraes conseguiu finalmente realizar seu sonho: adotou o recém-nascido Mateus. Além disso, ingressou em um novo romance com o médico ortomolecular Fernando Pitanga. Em fevereiro de 2010, a atriz foi diagnosticada com leucemia mieloide, submetendo-se à quimioterapia até junho do mesmo ano. Fez um bem sucedido transplante de medula óssea a partir do banco público, já que nenhum de seus seis irmãos era compatível para se tornar doador.

Durante o tempo em que esteve doente, contudo, Drica teria ainda que lidar com a pressão da mídia. Até mesmo a Rede Globo tentou levar a atriz a programas como “Domingão do Faustão” e “Fantástico”, com o intuito de revelar ao público sua situação e drama naquele momento. Os convites foram recusados, e membros da própria família da artista chegaram a comentar sobre a falta de consideração – e delicadeza – dos veículos de comunicação em relação à situação, já que ela nitidamente não queria se expor. Finalmente, em 31 de outubro, uma entrevista exclusiva para o “Fantástico” seria concedida, em que todo o processo de diagnóstico, internações, transplante e recuperação da doença foi explicado em rede nacional.
 

Drica Moraes ingressou na televisão em 1989, na novela “Top Model”, mas ganhou mesmo o público em 1995. Como Renata, a garota do casal (ao lado do ator João Camargo) Unibanco, rodou mais de 30 campanhas em cinco anos. A partir da familiaridade criada em relação ao público, conseguiu assumir um papel de sucesso em “Xica da Silva” no ano seguinte. Em seguida, incorporou a cômica Márcia em “Chocolate com Pimenta” e a divertida Olívia de “Alma Gêmea”. No teatro, despontou como estrela logo nos primeiros passos de menina, a partir dos sete anos de idade.

Televisão

1986: “Teletema” (Episódio “O Sequestro de Lauro Corona”)
1989: “Top Model”
1990: “Lua Cheia de Amor”
1994: Participação especial no seriado “Confissões de Adolescente” e participação especial na novela “Quatro por Quatro”.
1996: “Xica da Silva” - TV Manchete
1997: “A Comédia da Vida Privada” (Episódio “A Voz do Coração”)
1998: “Era Uma Vez”
1999: “Você Decide” (Episódio “Faça a Coisa Certa”), “Mulher” (Episódio “Maternidade, Mães de Família”) e “Retrato Falado”.
2000: “Você Decide” (Episódio “Ídolos de Barro”), “Garotas do Programa” e “O Cravo e a Rosa”.
2001: “Os Normais” (Episódio “Todos São Normais”) e “Brava Gente”.
2002: “Desejos de Mulher”, “A Grande Família” (Episódio “A Mulher Que Botou Chifre no Capeta”) e “Os Normais” (Episódio “Tudo Normal Até Que...”) e “A Grande Família” (Episódio “Nenê, Esposa Carinhosa, Atendimento Personalizado”
2003: “Os Normais” (Episódio “Nosso Já Famoso Episódio Infame”) e “Chocolate com Pimenta”
2004: “Os Aspones”.
2005: “Alma Gêmea”.
2006: “Pé na Jaca”.
2008: “Queridos Amigos”.
2009: “Decamerão - A Comédia do Sexo” e participação especial no quadro “Norma”.

Cinema

1990: “Vaidade”.
1992: “Manôushe”
1995: “As Meninas” e “Mandarim”.
1998: “Traição”.
2001: “Bossa Nova” e “Amores Possíveis”.
2004: “Onde Anda Você”.
2009: “Os Normais 2”.
2010: “O Bem Amado”, “Bruna Surfistinha - O Doce Veneno do Escorpião” e a “A Senhora das Imagens”.

Teatro

1983: “Os Doze Trabalhos de Hércules”.
1984: “Nossa Cidade”.
1985: “Chapeuzinho Vermelho”.
1989: “O Segredo de Cocachim”.
1990: “A Bao A Qu” como diretora de arte.
1992: “A Morta” atuou e fez a direção de arte.
1993: “Só Eles o Sabem”, “Pianíssimo” e “Pixinguinha”.
1999: “O Crime de Dr. Alvarenga” e “Melodrama”.
2000: “O Rei da Vela”.
2001: “Vítor ou Vitória”.
2002: “Mamãe Não Pode Saber”.
2004: “Noticias Cariocas”.
2008: “A Ordem do Mundo”.

Prêmios

1989: Vencedora dos prêmios Coca-Cola e Mambembe na categoria Melhor Atriz pela peça “O Segredo de Cocachim”
1993: Vencedora do “Prêmio Mambembe” de Melhor Atriz pela peça “Pianíssimo”.
1997: Vencedora dos prêmios “APCA” e Sharp na categoria Melhor Atriz por “Xica da Silva”
2004: Vencedora do Prêmio Qualidade Brasil na categoria Melhor Atriz na série “Os Aspones”.
2009: Indicada ao Prêmio Shell na categoria de Melhor Atriz na peça “A Ordem do Mundo”.
2010: Indicada ao Grande Prêmio de Cinema Brasileiro de Melhor Atriz Coadjuvante por “Os Normais 2”.

 

Ver de novo