Tamanho do texto

Especialista, fã e opositora dissertam sobre como o maior grupo do mundo digital influencia negativamente no comportamento das pessoas na vida real

Você conhece o LDRV? Para quem não está habituado com a sigla, ela significa Lana Del Rey Vevo e é um grupo, teoricamente secreto, do Facebook que atualmente detém mais de 400 mil membros espalhados pelo mundo todo.

Leia também: Ana Furtado se emociona no "Encontro": "Desculpa o choro, gente. É de alegria"

Entenda por que o LDRV, maior grupo da internet, é o câncer na sociedade
Montagem / Divulgação
Entenda por que o LDRV, maior grupo da internet, é o câncer na sociedade

Com perfil cômico, o grupo do Facebook alimentado por postagens dos usuários tem como objetivo contar histórias, compartilhar experiências e promover a interação entre pessoas. Nada de problematizar, a regra no LDRV é descontrair.

Leia também: "O Câncer não é mais meu vilão. Ele se tornou meu professor", diz Ana Furtado

Até aí tudo parece inofensivo, certo? A questão é que o Lana, como é chamado por seus admiradores mais assíduos, conquistou sua própria comunidade. Ano passado, o grupo alcançou a margem de 1 milhão de participantes - tornando-se o grupo mais popular da rede social de Mark Zuckerberg .

Jennifer Prioli, youtuber, fala ao iG Gente sobre o LDRV
Arquivo pessoal
Jennifer Prioli, youtuber, fala ao iG Gente sobre o LDRV

Divididos em períodos, o LDRV já viveu cerca de 11 eras. O único problema é que com toda essa popularidade, as histórias e experiências das pessoas ficaram cada vez menos secretas.  

No auge de seus 27 anos, Jennifer Prioli divide seu tempo como Analista de Valuation e Estratégia com o seu canal no Youtube. Segundo ela, não se trata apenas do caráter humorístico da comunidade.

“Nada contra o pessoal falar futilidade, acho que é legal falar futilidade na internet, porém lá (no LDRV) é tudo mecanizado. Você não pode criticar nada que exista lá por que eles não aceitam crítica nenhuma. É tudo muito uniformizado”, comentou.

Sharon Feder, especialista, fala sobre o LDRV ao iG Gente
Arquivo pessoal
Sharon Feder, especialista, fala sobre o LDRV ao iG Gente

Em contrapartida, a estudiosa do comportamento humano, a psicóloga Sharon Feder explica que a dinâmica na rede social gira em torno de muitos fatores, incluindo a aceitação: “Eles querem sentir que pertencem a alguma coisa. O grupo (LDRV) esgota essa emoção. O perigo mesmo está em que tipo de informação está sendo divulgado nessa comunidade”.

Como citado pela especialista, a repentina entrada de inúmeras pessoas no grupo provocou uma avalanche de posts, que pouco acrescentam aos integrantes do LDRV algum tipo de conteúdo relevante.

Como tudo no mundo, o grupo do Facebook também não agradou a todos. Embasados no lema de que o “LDRV é o câncer na sociedade”, os opositores à comunidade humorística podem ter sua razão.

A influência do Lana e seus conteúdos perigosos

Entenda por que o LDRV, maior grupo da internet, é o câncer na sociedade
Divulgação / Visualhunt
Entenda por que o LDRV, maior grupo da internet, é o câncer na sociedade

Há algum tempo, uma mulher trans e membro do grupo compartilhou sua experiência de colocar hidrogel no corpo. Após pouco tempo, ela foi ovacionada pelos demais participantes do LDRV.

Apesar de não ser uma informação que se aprende nas escolas, muitos casos de pessoas que tiveram complicações pelo uso da substância já foram noticiados em território nacional. Sendo assim, o iG Gente questionou as entrevistadas o quanto a divulgação de histórias perigosas e a aprovação do público sobre elas é negativa para a sociedade.

A estudiosa e psicóloga Sharon Feder explicou: “Nós, com certeza, temos influência sobre outras pessoas e outras pessoas sobre nós. Quando alguém tem um comportamento negativo, pode ser até que as pessoas aplaudam, mas isso é apenas no contexto coletivo. No individual, ela não se comporta daquela maneira”.

“O perigo está no sentido de ter acesso a essas informações. Muitos desses grupos são integrados por adolescentes ou menores, é importante que os pais tratem esse tema e analisem o que seus filhos vêm consumindo. Não digo vigiar todo dia e toda hora, mas apenas saber…”.

LDRV e o Comportamento Manada

Entenda por que o LDRV, maior grupo da internet, é o câncer na sociedade
Montagem / Divulgação
Entenda por que o LDRV, maior grupo da internet, é o câncer na sociedade

Sempre com bom humor, Jennifer Prioli fala sobre a história do hidrogel: “Lá eles elegem certos ídolos. Sabe essa menina que você falou? Então ela é prostituta. Nada contra ela ou a profissão que ela exerce, mas eles romantizam essas situações. A menina tá colocando óleo de avião no corpo e se entregando à prostituição, são situações perigosas. E lá, como eles têm esse comportamento de manada, vai todo mundo aplaudindo ela, pois, querem que ela curta os post deles e etc”.

Para quem não sabe, o comportamento manada é um tipo de fenômeno que afeta um grupo de pessoas a tomarem um mesmo tipo de atitude, racional ou irracionalmente. Para Sharon Feder, o efeito comportamental não é algo novo na sociedade e tem solução.

“Isso é algo que vemos há muitos anos. As pessoas buscam essa aceitação e as pessoas acabam sendo levadas pela opinião dos outros. Às vezes têm opinião éacontrária, mas para ser aceito e desejado, você acaba criticando e atacando”.

“O efeito manada é antigo. Antes nós o víamos nas ruas, nas manifestações, porém, agora no digital… isso se amplia, a internet deu um efeito exponencial a esse efeito e temos que tomar cuidado para não sermos levados”, completou.

Para a psicóloga, um modo de amenizar toda essa distribuição de informação negativa, é uma mega campanha dos influencers digitais orientando o quanto isso pode ser nocivo, errado e, principalmente, perigoso: “É importante os fornecedores de opinião trazerem este tipo de consciência a todos”.

LDRV: o câncer na sociedade

Entenda por que o LDRV, maior grupo da internet, é o câncer na sociedade
Montagem / Divulgação
Entenda por que o LDRV, maior grupo da internet, é o câncer na sociedade

Em continuidade, Sharon exaltou a periculosidade envolvida na disseminação de histórias e informações consideradas subversivas e nocivas ao público em geral, mesmo após ser instruída que qualquer um que se oponha às ideias do grupo é atacado: “O que temos que fazer é torcer e confiar que alguns participantes do grupo tenham bom senso”.

Conhecida por propagar o lema “LDRV é o câncer na sociedade”, a youtuber Jennifer Prioli continuou a reflexão: “Chamei de câncer exatamente por isso, vai se proliferando, ele não para de crescer e se desenvolver, o grupo é tóxico! Essa postura de se unir e criticar toda pessoa que pensa diferente deles é a pior parte”.

Um dia após a entrevista, a Youtuber que já não está no grupo voltou a ser atacada no mesmo. Segundo ela, um dos moderadores do LDRV tentou debochar dela e iniciar um ataque em massa.

Um grupo ou uma seita?

Entenda por que o LDRV, maior grupo da internet, é o câncer na sociedade
Divulgação
Entenda por que o LDRV, maior grupo da internet, é o câncer na sociedade

Ao falar sobre o fato de o grupo ser secreto, as entrevistadas esboçaram preocupação. Jenifer, por exemplo, atentou sobre o caso Dudu Camargo: “Impossível um segredo ou informação ser guardada por 1 milhão de pessoas! Eles não têm pudor nenhum com a vida das pessoas. O menino teve a vida pessoal exposta de maneira desumana”.

Alertando sobre a ocasião em que várias fotos em que o apresentador se encontrava, supostamente, em um romance com um menino foram divulgadas de maneira indevida. Sendo que, anteriormente, ele havia afirmado que era heterossexual.

Já a psicóloga Sharon Feder expressou-se de maneira menos sucinta: “Esse termo de o grupo ser secreto, de ter que gerar uma permissão para entrar, faz com que os integrantes sintam-se acolhidos, seguros e especiais” disse, completando com um adendo: “o que eles não lembram é que se aquilo vazar haverá consequências, às vezes não para eles, mas haverá”.

A responsabilidade do LDRV

Como grupo, a comunidade, de maneira indireta, tem uma responsabilidade social de manter uma convivência harmônica e propagar conteúdo de relevância para enriquecer seus membros.

Sobre isso, Jennifer Prioli exteriorizou insatisfação e falta de esperança em relação ao LDRV: “Eles têm essa responsabilidade, mas mesmo que abordassem, não iria sair nada de bom, pois, ninguém escuta ninguém”.

E o lado bom do LDRV?

Entenda por que o LDRV, maior grupo da internet, é o câncer na sociedade
Montagem / Divulgação
Entenda por que o LDRV, maior grupo da internet, é o câncer na sociedade

Em conversa com uma fã e integrante do grupo, Rebecca Pinheiro de 21 anos, a analista de conteúdo falou sobre os motivos que a mantém no LDRV, como se sente e o que mais gosta na micro sociedade humorística.

Rebecca Pinheiro, fã do LDRV, fala ao iG Gente sobre o grupo
Arquivo pessoal
Rebecca Pinheiro, fã do LDRV, fala ao iG Gente sobre o grupo

Ao ser perguntada se não se sentia exposta ao compartilhar histórias pessoais no grupo, ela respondeu: “Sim, me sinto, mas apesar da exposição acho que o LDRV é um lugar que me deixa à vontade, um lugar onde não encontro julgamentos, então ao meu ver a exposição excessiva não é em si um grande problema”.

Sobre o fato de o grupo não proporcionar nenhum tipo de debate importante, Rebecca confirma a dificuldade ou falta de vontade do grupo de sair da estaca humorística: “Apesar de o LDRV ser um grupo acolhedor com uma grande parcela de participantes que se identificam com pautas lgbt, feministas e afins, não acho que traga grandes contribuições em debates para a internet”.

Em continuidade, a analista de conteúdo aprofundou-se: “O que eu vejo são jovens que talvez vivam em uma espécie de "bolha", os debates de pautas relevantes podem até ser feitos dentro do grupo, mas o grupo ainda não encontrou uma forma eficaz de trazer essas discussões para fora dele”.

Sem saber, Rebecca acabou fazendo uma alusão ao discurso da psicóloga Sharon, que alertou sobre o fato de os jovens gostarem de sentirem-se acolhidos e por isso ter determinadas atitudes consideradas subversivas.

Sobre o melhor lado da comunidade virtual, Rebecca não pestanejou: “Com certeza as tours de humor, consigo lembrar de várias tours que me fizeram rir por dias. Acho que isso faz do grupo algo único”.

Cure-se do câncer, se quiser!

Entenda por que o LDRV, maior grupo da internet, é o câncer na sociedade
Montagem / Divulgação
Entenda por que o LDRV, maior grupo da internet, é o câncer na sociedade

Para Jennifer a interessante ideia de estar em grupos virtuais é trocar ideias, experiências e bater papo. Tudo que o grupo um dia foi.

“O legal de grupos de facebook é conversar. Se é só pra colocar ali alguma coisa e não ter nenhuma troca é melhor se informar num portal de notícias" comentou a Youtuber.

Dando dicas para quem deseja sair do grupo para entrar em lugares melhores, Jennifer detalha: "Eu indico grupos menores para as pessoas, assim elas conseguirão ter isso. Tem vários grupos de 30 a 1 mil membros, que fogem desse conceito e dá para você conversar sem ficar engessado”.

Leia também: Ana Furtado revela câncer de mama e se prepara para quimioterapia: "muita fé"

A psicóloga Sharon Feder faz um último aviso falando que a internet, incluindo o LDRV , não deve dominar a vida de ninguém: “Todo ser humano precisa de vínculos, mas quando a energia se concentra muito no virtual, isso se tornar perigoso de maneira geral. A rede é uma forma de se comunicar, mas não a única”, finaliza complementando o pensamento de Jennifer, que alerta para a existência de outros grupos menos polêmicos.

    Leia tudo sobre: Youtube Facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.