Tamanho do texto

Existem inúmeras maneiras de fazer e ser arte. O iG Gente apurou e retratou os famosos que adotaram a prática com maestria; leia e entenda

O termo arte nasceu do latim e a prática é considerada a melhor maneira de um ser humano expressar talentos, emoções, pensamentos e ideologias. A obra de arte é cultura e transmite conhecimento através de um objeto que pode, ou não, ser tocado.

Leia também: 2017: o ano em que a política e a arte colidiram

Confira os famosos que são arte pura!
Montagem / Reprodução Instagram
Confira os famosos que são arte pura!

Para a arte não há regras. No entanto, segundo o filósofo Theodor Adorno, com a chegada da Revolução Industrial e a alta reprodutibilidade das obras de arte , as peças de alto valor intelectual “perderam” sua aura - no português claro, sua essência.  

Leia também: Cinco intervenções de arte que provocaram a sociedade de maneira inusitada

Proprietários de obras de arte que quanto mais replicadas melhor elas são,   famosos , cantores, atores, diretores, entre outros, que serão citados aqui tornaram-se obras de arte únicas e inestimáveis, ou seja, impossíveis de ser plagiadas. Sim, estamos falando de famosos que são arte viva!

Tilda Swinton

Tilda Swinton dormindo no museu
Divulgação
Tilda Swinton dormindo no museu

Conhecida por seu trabalho de atriz. Tilda já marcou presença nas aclamadas produções “As Crônicas de Nárnia” e “Precisamos Falar Sobre Kevin”. Como arte viva, ela chamou atenção ao fazer parte da performance “The Maybe”, no Museu de Arte Moderna de Nova York.

Durante as apresentações que se repetiram durante o ano de 2013, Tilda ficava deitada dentro de uma caixa de vidro. O manifesto fez tanto sucesso que foi repetido em Londres e em Roma.

Lady Gaga

Lady Gaga no método produzido por Marina Abramovic
Divulgação
Lady Gaga no método produzido por Marina Abramovic

Famosa por talento vocal, Lady Gaga é detentora de músicas que marcaram época como Bad Romance e Poker Face . Em seu manifesto artístico, a cantora uniu forças a renomada artista sérvia Marina Abramovic. Juntas, elas fizeram uma série performática que durou dias e que até hoje circula pela rede.

Na obra, Lady Gaga entoa cânticos, ergue-se em um rio, anda às cegas em um campo, abraça um cristal gigante e senta de costas à performer Marina Abramovic por horas à fio.

Boy George

Boy George é um marco. Um manifesto do movimento andrógino de seu tempo
Divulgação Youtube
Boy George é um marco. Um manifesto do movimento andrógino de seu tempo

Diferente de Tilda e Gaga, Boy George personificou arte de outra maneira. O cantor fez muito sucesso nos anos 80 com o grupo musical Culture Club. Proprietário de hits como Karma Chameleon  e Do You Really Want To Hurt Me ele é um ícone de seu tempo.

Abusando da androginia, ele viveu a excentricidade e abusou da arte drag 24 horas por dia. Boy George foi, por muito tempo, um manifesto andrógino vivo. Assim como David Bowie, ele se tornou referência no assunto e é lembrado até hoje.

David Bowie

Ziggy Stardust foi o manifesto artístico feito por David Bowie para propagar arte e divulgar seus talentos
Reprodução Facebook
Ziggy Stardust foi o manifesto artístico feito por David Bowie para propagar arte e divulgar seus talentos

Apesar da androginia de Bowie, foi a segunda arte (a cênica) e o talento imensurável que sagraram o cantor na história da humanidade. Conhecido por atuar em filmes e ser intérprete de álbuns legendários, nem sempre todos souberam quem era David Bowie.

Na intenção de unir todos seus talentos e se fazer reconhecido, David Bowie iniciou seu manifesto artístico criando o personagem Ziggy Stardust, que unia tudo: música, teatro, bizarrices, androginia, imaginação, entre outros aspectos artítisticos. Não precisa nem falar que o manifesto  deu certo, né?

Bjork

Bjork é arte pura. E diferente de Bowie não encara um personagem
Divulgação Instagram
Bjork é arte pura. E diferente de Bowie não encara um personagem

Da mesma safra que David Bowie, Bjork vive a arte em seu dia a dia artístico. A diferença entre as personalidades é que o cantor criou um alter ego para aplicar todo seu manifesto, já a islandesa é o manifesto diariamente.

Conhecida por sua música, as aparições da cantora são sempre rodeadas por expectativas. No Oscar de 2001, ela utilizou um vestido de cisne. Na época, especuladores opinaram sobre a escolha dizendo que a peça era um ato contra o uso de pele.

Mais tarde, a convivência de Bjork com a arte continuou. Em 2017, a artista atiçou seus fãs ao liberar, em doses homeopáticas, fotos de um projeto musical com um grupo de artistas conceituais, incluindo o conhecido James Merry – que criou várias máscaras deslumbrantes para a cantora. A intenção é que cada máscara chamasse atenção para uma história/causa.

Liniker

Liniker Barros
Leila Penteado
Liniker Barros

Em contraposição de alguns acima, a cantora Liniker, intérprete da canção Zero , é manifesto artístico puro, mas de outro jeito. Mais próxima de Boy George, a cantora levanta a bandeira de uma minoria e a partir de seu canto emana arte.

Leia também: Após relação conturbada, qual o legado da gestão Doria para a arte de rua em SP?

Apesar de viver em desconstrução, Lineker é um verdadeiro manifesto de arte e política. É referência para muitos e é admirada. Sua arte vem da resistência, da música e do existir.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.