A artista interpreta Bruna Surfistinha em série original da FOX que estreiou em 2016 e já está em sua segunda temporada. Confira entrevista com atriz

A prostituição é um tabu na sociedade há muitos anos e todos os assuntos que envolvem o tema são recobertos por um estigma muito grande. Imagine então ser uma atriz feminista e conseguir o papel para interpretar a prostituta mais famosa do Brasil em uma série? Foi exatamente isso que aconteceu com Maria Bopp, quando conseguiu o papel para viver Bruna Surfistinha , na série #MeChamadeBruna , uma produção original do canal pago FOX.

Maria Bopp interpreta Bruna Surfistinha em série de televisão da FOX
Karine Seimoha/iG São Paulo
Maria Bopp interpreta Bruna Surfistinha em série de televisão da FOX

Leia também: CCPX 2017 atrai marcas que querem conquistar público geek

Já em sua segunda temporada, a série retrata os caminhos escolhidos por Raquel e os conflitos entre a menina de classe média alta e a prostituta em seus altos e baixos. A atriz Maria Bopp esteve presente nesta quinta-feira (07) na Comic-Con Experience, na cidade de São Paulo, e falou ao iG Gente sobre esse desafio em sua carreira.

Leia também: Dez destaques imperdíveis na CCXP 2017

Para ela, este foi um desafio completamente novo, pois considera-se feminista e teve conflitos pessoais para conseguir dar vida à personagem. “Eu sou uma mulher que me considero feminista. Eu tive vários conflitos quando fui viver uma puta na TV”, conta. Sua estratégia foi dedicar-se a explorar as carências psicológicas de Raquel, que fazem com que ela tente preencher essas lacunas com sexo, dinheiro e fama.

“Para conseguir explorar esse vazio psicológico da Raquel, eu tive que explorar os meus próprios vazios psicológicos para construir a minha personagem, foi uma preparação bem intensa. Eu tive que enfrentar os meus demônios para poder explorar esse conflito entre a Bruna e a Raquel. Para a Bruna poder existir, a Raquel precisa deixar de existir. E esse é um dos grandes conflitos da personagem”, conta.

Maria Bopp no estande da FOX na CCXP 2017
Karine Seimoha/iG São Paulo
Maria Bopp no estande da FOX na CCXP 2017

Leia também: Depois de virar filme, Bruna Surfistinha ganha série na TV

Na primeira temporada da série, dirigida por uma mulher, a atriz explora essa dualidade de sentimentos de ser uma menina adotada por uma família rica que, aos 17 anos, abandona sua identidade para se tornar garota de programa em um prostíbulo do subúrbio do Rio de Janeiro. Contudo, ao começar seu blog, Bruna Surfistinha consegue se tornar a prostituta mais famosa do país.

Falando sobre os projetos para o futuro, Maria Bopp afirmou que existem grandes chances de “#MeChamaDeBruna” ganhar uma terceira temporada. Além disso, a atriz também revelou que seu próximo trabalho será uma participação em um curta-metragem a ser rodado em 2018.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.