Taylor Swift se reinventa e lança disco pop cheio de referências a sua reputação. Disco foi liberado nessa sexta-feira (10), mas não para streaming

“Desculpe, a antiga Taylor não pode atender o telefone agora. Por quê? Oh, porquê ela está morta”. Prestes a lançar seu novo álbum , Taylor Swift promete mais uma reinvenção. A cantora, que começou sua carreira no country , migrou com propriedade para o pop e, ao longo dos anos acumulou conquistas, prêmios, músicas no topo das paradas e, claro, relacionamentos polêmicos.

Leia também: Irônica, Katy Perry fala de treta antiga com Taylor Swift

Reprodução/Twitter
"Reputation" é lançdao nessa sexta-feira (10). Sexto disco da carreira de Taylor Swift ão está disponível para streaming

Quando a música “Tim McGraw” surgiu, em 2006, Taylor Swift era um rosto pouco conhecido na música, mas logo ganhou projeção, conquistando jovens fãs nos EUA. O primeiro disco, lançado no mesmo ano quando Taylor ainda estava no colegial, ficou nas paradas de country por 24 semanas. Falando com delicadeza sobre questões adolescentes, primeiro amor e relacionamentos em geral, Taylor começou uma carreira que na época, talvez nem ela imaginasse onde chegaria.

Leia também: Olha ela! Taylor Swift anuncia seu próprio aplicativo de streaming

Onze anos depois, ela lança seu sexto trabalho, “ Reputation ” que, mesmo se afastando tanto do estilo que lhe deu fama, mantém a mesma temática que tanto interessa a Taylor: ela mesma. Ao longo de sua carreira Taylor Swift conseguiu, com êxito, sair do country e alcançar sucesso mundial no pop. Viu sua base de fãs aumentar exponencialmente e se tornou uma das maiores popstars do mundo. Seu último disco, “ 1989 ”, foi a coroação desse sucesso. Recheado de hits como “Shake it Off”, “Blank Space” e “ Bad Blood ”, o disco de 2014 estreou em primeiro lugar nas paradas da Billboard, vendendo mais de 1 milhão de cópias na primeira semana.

“1989” foi aclamado pela crítica e se tornou o maior sucesso da carreira da cantora até então. Antes disso, “ Red ” já havia mostrado o lado pop de Taylor, com faixas como “I Knew You Were Trouble” e “We Are Never Getting Back Together”, porém “1989” mostrou um lado mais maduro da cantora, tanto em suas composições quanto musicalmente.

Boys

Uma constante na carreira de Taylor sempre foi seu gosto em falar dos ex-namorados ou atuais. Sendo assim, suas conquistas amorosas, como John Mayer, Harry Styles , Jake Gyllenhaal  e Joe Jonas já ganharam músicas de Swift. Porém, falar dos namorados virou o tema principal da carreira da cantora e, em “1989” ela decidiu mudar essa narrativa. Mesmo ainda falando sobre o assunto, ela transformou a crise em relacionamentos em momentos com as amigas. Por toda a turnê de divulgação do álbum, que começou em maio de 2015, ela convidou as amigas famosas para subir ao palco e mostrar que o foco nos relacionamentos era coisa do passado. Surgia assim o “squad” ou “esquadrão” da Taylor, um grupo de modelos que desfilava por todos os lados em bando.

Taylor Swift e seu
Reprodução
Taylor Swift e seu "squad" no clipe de "Bad Blood"

Fora da narrativa

Taylor já teve uma boa cota de polêmicas em sua carreira, incluindo algumas rixas bem públicas. Amy Poehler e Tina Fey ouviram que “existe um lugar especial no inferno” para pessoas como elas depois de fazerem piada com as conquistas amorosas de Taylor. Katy Perry foi alvo de “Bad Blood” por conta de desavenças que transformaram as amigas em inimigas, e Kanye West segue inserindo Taylor em sua narrativa. A história com o rapper ficou tão séria que até Kim Kardashian entrou no meio para defender o marido e acabou “desmascarando” Taylor ao mostrar uma ligação da cantora para West, onde ele mostra a música para ela e Taylor aprova a faixa. Depois de muitas desavenças, Taylor admitiu “que não queria mais fazer parte dessa narrativa”.

Leia também: Taylor Swift é absolvida de processo movido por radialista acusado de assédio

Parte da narrativa

Mas talvez isso não seja inteiramente verdade. Em 2017 a cantora começou a dar indicações de que um novo álbum estava a caminho e parece que ela decidiu abraçar de vez a personalidade que lhe foi atribuída. Primeiro, surgiram imagens de cobras . Depois, a música e o clipe de “Look What You Made Me Do” mostraram que a cantora quer sim fazer parte da narrativa. Claramente em referência a tudo o que os tabloides, Kim e Kanye e quem mais possa ter falado sobre ela, Taylor batizou o disco de “Reputation” e abraçou de vez a “cobra” que foi designada a ela pela própria Kardashian . A “antiga Taylor” está morta, mas a nova parece ainda mais disposta a brigar. Resta saber se o trabalho está a altura da persona.

Reputation

Nessa sexta-feira (10) Taylor lança seu sexto álbum. Até agora, além de “ Look What You Made Me Do ”, que bateu diversos recordes de streaming, outros três singles já foram liberados: “...Ready For It”, “Gorgeous” e “Call It What You Want”. De acordo com a Bloomberg americana, o disco deve alcançar altos números da primeira semana, mas se os singles liberados até agora forem alguma indicação, “Reputation” não deve alcançar o sucesso de “1989”. Nesse momento, Taylor não está entre as mais tocadas no Brasil do Spotify e LWYMMD está posicionada em último na lista das 50 músicas mais tocadas no mundo.  Claro, o disco ainda pode trazer muitas surpresas, incluindo uma parceria com Ed Sheeran, mas ainda não teve um single forte o suficiente para se manter no topo por muito tempo.

Ao matar a antiga Taylor e abraçar a reputação que tem, a cantora mostra que sua personalidade (ame ou odeie) é forte o suficiente para mantê-la, mesmo com alguns singles fracos, no panteão das estrelas pop. Prova disso é que o álbum não estará imediatamente disponível para streamig. Ainda de acordo com a Bloomberg, o álbum estará a venda em lojas físicas ou on-line pelo iTunes por pelo menos uma semana antes de entrar em serviços como Spotify e Deezer. Com uma relação complicada com esses serviços, Taylor já usou uma estratégia similar em outras ocasiões e ainda anunciou seu próprio aplicativo, que terá a função streaming. A nova Taylor Swift , como sempre, veio para brigar. E nós, assistimos a tudo enquanto ouvimos “Reputation”.

Leia também: Taylor Swift quebra recordes no YouTube e no Spotify com nova música

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.