Depois de 20 anos, Danny Boyle dirige a sequência do sucesso cult “Trainspotting”, que ficou marcado por sua trilha sonora arrebatadora

De vez em quando surge um filme que marca tanto pela história, quanto pela trilha sonora. Pode ser Uma Thurman e John Travolta dançando em “Pulp Fiction”, ou Julia Roberts caminhando ao som de Pretty Woman , ou até Don’t You Forget About Me tocando ao final de "Clube dos Cinco". Essas cenas e essas músicas ficam marcadas na memória. Foi assim também com "Trainspotting", filme do diretor inglês Danny Boyle lançado em 1996. A música Underworld pode não chamar atenção pelo nome, mas qualquer jovem dos anos 2000 com certeza ouviu, e muito, a faixa.

Trilha sonora de
Divulgação
Trilha sonora de "Trainspotting 2" mistura o velho e o novo

Leia também: Redescobrindo Trainspotting 20 anos depois do lançamento do original

A trilha de Trainspotting foi sucesso instantâneo e, junto com o filme, se tornou um cult. Blur e Iggy Pop também deram o tom para a coletânea que contava ainda com algumas músicas feitas originalmente para o filme. Essas músicas acabaram se tornando símbolo de um período musical muito específico do Reino Unido, e Danny Boyle sabe disso. “Quando você toca um certo acorde, desperta uma memória que você não consegue controlar”, ele comenta em entrevista à publicação americana The Hollywood Reporter . Apesar disso, Boyle  disse ter ficado surpreso com o impacto da trilha. “Nós não esperávamos. Só colocamos as músicas que mais gostávamos no filme, e vimos que todos amaram!”.

O fato, claro, aumenta a pressão para acertar, não só na história , mas na trilha da sequência, que estreou na sexta-feira (17) nos EUA e chega na próxima quinta (23) ao Brasil, 20 anos depois do original. “Nós procuramos fazer algo que fosse mais moderno, para que não ficássemos presos ao passado”, ele explica. Um dos exemplos que o diretor dá é a banda Young Fathers, que surgiu na mesma região onde Irving Welsh, autor do livro que deu origem ao filme, também cresceu, com um pequeno porém: os jovens nem eram nascidos quando Irving começou a escrever o livro.

Leia Também: Trailer de "Trainspotting 2" mostra como estão os personagens 20 anos depois

A trilha também trará clássicos como Queen , Blondie e The Clash, porém músicas como “Lust For Life” de Iggy Pop ganharam uma nova roupagem com o Prodigy. De certa maneira, a mistura representa bem a essência de "T2: Trainspotting" o novo misturado a boa e velha nostalgia.

Sucesso além de "Trainspotting"

A força de " Trainspotting" é tão grande que transformou a carreira do elenco e do próprio diretor. Ewan McGregor tem hoje uma carreira de sucesso que inclui a franquia Star Wars e já foi indicado a dois Globo de Ouro. Já Boyle dirigiu mais de 10 título e faturou o Oscar em 2009 por “Quem Quer Ser Um Milionário?”.