Responsável por design de novas criaturas explicou o conceito e processo por trás da criação dos seres que veremos no primeiro derivado de Star Wars

Faltando pouco mais de dez dias para a estreia de “Rogue One- Uma História Star Wars” nos cinemas do Brasil e do Mundo, a Disney trouxe poucas novidades para o painel do filme na CCXP 2016 neste sábado (3).

Leia mais: Complete sua coleção com estes produtos exclusivos da CCXP

Modesto, painel de Rogue One se beneficia do culto a “Star Wars” para gerar frenesi
Daniel daek
Modesto, painel de Rogue One se beneficia do culto a “Star Wars” para gerar frenesi


Além do trailer que já está online, o painel contou com Brian Herring, responsável pelas criaturas de “ Rogue One ”. Ele contou um pouco sobre o processo de criação das novas criaturas que serão introduzidas ao universo Star Wars no filme que estreia em 15 de dezembro.

Painel de de “Rogue One”
Daniel Deák
Painel de de “Rogue One”

Extremamente atencioso e bastante empolgado, Herring comentou, ainda, sobre como foi estabelecer o tom do mais recente ícone a adentrar o panteão dos robôs queridos da franquia. Estamos falando, é claro, de BB8, a grande sensação de “O Despertar da Força” (2015). “Eu fico muito feliz por ter contribuído de alguma forma para esse personagem já tão querido”, disse Herring genuinamente tocado pela recepção do público no auditório Cinemark montado no pavilhão da São Paulo Expo.

Depois de exibir fotos de bastidores sobre as criaturas de “Rogue One”, Herring apresentou um featurette em que o diretor Gareth Edwards, elenco e equipe de produção falaram sobre o fascínio das criaturas de “Star Wars”. “Eu adoro macacos e adoro espaço e quando você está trabalhando em Star Wars, você pode ter macacos espaciais”, brincou o diretor Gareth Edwards.

Leia mais: Painel da Paris Filmes tem público recorde e homenagem a Chapecoense

Já a protagonista Felicity Jones disse que, concentrada nos diálogos e nas cenas que tinha de fazer, até esquecia que estava em um set de “Star Wars”, até o momento em que “via um macaco em um helicóptero atirando” em sua direção.

Registro documental

Herring pediu desculpas ao público por não poder antecipar muitos detalhes da trama, mas disse que o filme irá tirar o fôlego de todos e prover uma experiência significativa ao fã do universo criado por George Lucas. Sobre trabalhar com Gareth Edwards, Herring foi só elogios. “Eu gosto dessa ideia de você ter uma franquia consolidada e abrir espaço para cineastas de outras gerações exercitarem o estilo deles”, disse. 

Leia mais: O2 em dose tripla: Dedé Santana e Andreas Kisser apresentam novos filmes

Para ele, Edwards trouxe uma qualidade documental para “Rogue One”. “Essa ainda é uma galáxia muito, muito distante, mas Edwards coloca você nela. No centro da ação”. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.