A atriz se emocionou ao falar sobre a perda do filho, Rafael Mascarenhas, durante coletiva da novela “Morde & Assopra"

Cissa Guimarães posa em coletiva de Morde & Assopra
Ag.News
Cissa Guimarães posa em coletiva de Morde & Assopra
Cissa Guimarães , que viverá a metódica e autoritária Augusta, se emocionou em vários momentos enquanto conversava com jornalistas na coletiva da próxima novela das sete, “Morde & Assopra”, de Walcyr Carrasco . “O público me cobra muito que volte a trabalhar. Tive e tenho sempre esse apoio das pessoas. Fiquei meses sem abrir e-mail ou falar por telefone com quem não era tão próximo. E recebi um carinho que não esperava. Agora quero retribuir. Falo que o trabalho me salvou, mas não foi só isso”, disse Cissa.

Emocionada, a atriz relembrou os primeiros momentos após a morte do filho caçula, Rafael Mascarenhas , vítima de um atropelamento em julho do ano passado. “Lembro que queria fazer a missa em uma capela pequena e a minha família explicava que não dava porque não ia caber todo mundo”, contou ela, que atribui à terapia do luto uma das razões para conseguir voltar às novelas. “Quando comecei a ir à academia me olhavam com uma certa estranheza. Tipo: ‘Já botou uma legging e não está em casa chorando?’. E eu na esteira pensava: ‘Perdi a razão da minha vida. Quero me cuidar para quê? O que estou fazendo aqui?’”, afirmou Cissa.

Questionada sobre a exposição pública da dor de perder um filho, comentou com os olhos cheios d´água: “Me olhavam com pena ou curiosidade mórbida. Nesse ponto a terapia foi fundamental. Eu mesma demorei a colocar uma joia, por exemplo. Hoje estou arrumada por causa da personagem. Ainda não sou eu”.

Com relação ao convite para participar da novela, agradeceu ao diretor, Rogério Gomes , o "Papinha". “Ele me deu tempo para pensar se queria aceitar o papel. Foram todos muito carinhosos comigo. É isso que me dá força para estar aqui, porque não sou mais a mesma pessoa”, concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.