Casado com a atriz Giovanna Ewbank, ator emplaca mais um personagem de sucesso na Globo e diz que “entraria em depressão” caso se sentisse realizado

Bruno Gagliasso já recebeu 12 prêmios de melhor ator
Divulgação/André Nicolau
Bruno Gagliasso já recebeu 12 prêmios de melhor ator
Bruno Gagliasso tinha tudo para se acomodar com o rótulo de galã. Lindo, olhos azuis, boca em formato de coração, as mulheres se encantam por ele. Mas em vez disso Bruno prefere ser perverso, problemático, sedutor, apaixonado, homossexual, esquizofrênico e bígamo, características de personagens sempre fortes que lhe renderam 12 prêmios de melhor ator. Sem nem pensar em se acomodar, atualmente vive mais um sucesso com o vilão psicopata Timóteo Cabral em “Cordel Encantado”, novela de Thelma Guedes e Duca Rachid , na Globo. Timotinho, como é carinhosamente chamado por Bruno, é o sétimo trabalho seguido do ator desde 2005, quando interpretou o jovem gay Júnior em “América”, de Glória Perez.

Gagliasso rejeita o rótulo de galã e diz que seria capaz de entrar em depressão se tivesse a sensação de realização profissional. “Gosto mesmo é da busca. O processo, o caminho... Esses sim são mais importantes para mim”.

Aos 29 anos e 11 de carreira, ele prefere não planejar o futuro, mas sonha com uma casa que está construindo no Rio de Janeiro para morar com a mulher, a atriz Giovanna Ewbank . Em entrevista exclusiva ao iG , Bruno também deixou claro que os filhos virão, mas que o momento agora é para curtir a vida a dois.

Fã de tatuagens (ele tem 9) e artes plásticas, o ator faz questão de dizer que admira as obras de Portinari e Van Gogh , mas que M.C. Escher é seu artista preferido. Suas opiniões e comentários são acompanhados por mais de um milhão de pessoas no Twitter, onde mantém um perfil. É, inclusive, na rede social que ele tem feito campanha para o irmão, Thiago Gagliasso , vencer a quarta edição do reality “A Fazenda”, da Rede Record.

iG: Você está casado com a atriz Giovanna Ewbank há pouco mais de um ano. Como vai a vida de vocês?
Bruno Gagliasso:
Maravilhosa e tranquila! É muito amor e muita cumplicidade. Torço muito por ela.

iG: Vocês pensam em ter filhos?
Bruno Gagliasso:
Claro. Mas os filhos virão na hora certa. O momento agora é de curtir nossa casa e nossos cachorros.

iG: Quem manda nessa relação?
Bruno Gagliasso:
Ela manda. Eu só obedeço. (risos)

iG: Como você se imagina daqui a alguns anos?
Bruno Gagliasso:
Não me limito no tempo. Com exceção da casa que estou construindo, não penso em nada. Só consigo me ver viajando com a Giovanna e trabalhando cada vez mais.

iG: Você perdeu 17 quilos. Ainda está fazendo dieta?
Bruno Gagliasso:
Não mais. Quero apenas manter porque tenho tendência a engordar. Preciso tomar cuidado com meus pecados da gula: massas e doces.

iG: Você se acha um galã?
Bruno Gagliasso:
Odeio rótulos. E acho que o conceito de galã no Brasil está errado porque é ligado somente à beleza. James Dean , Marlon Brando e Alain Delon foram galãs porque eram ótimos artistas em primeiro lugar. Não me incomodo, mas prefiro o reconhecimento pelo talento.

iG: Você considera o personagem Timóteo Cabral, de “Cordel Encantado”, mais um sucesso em sua carreira?
Bruno Gagliasso:
Não sei dizer se ele é mais um sucesso, mas com certeza é um dos personagens que mais está me divertindo.

iG: O que esse personagem tem de tão especial?
Bruno Gagliasso:
Timotinho não tem escrúpulos. Aliás, não tem qualquer tipo de sentimento. É um psicopata que me permite experimentar a maldade e a crueldade que sei que tenho dentro de mim, mas que não deixo vir à tona. Timotinho, nesse sentido, está me fazendo conhecer sentimentos que tanto desprezo. A virtude de um ser humano é saber controlar as emoções.

iG: O que ele ainda vai aprontar para ficar com Açucena?
Bruno Gagliasso:
Muita maldade. Ele é incansável em sua ambição pelo poder.

iG: Não é a primeira vez que você usa um figurino de época. Na sua opinião, esse é o mais bonito, o mais cuidado?
Bruno Gagliasso:
Gosto de me doar mesmo para os personagens e isso significa participar de tudo o que o envolve. Gosto de dar meus palpites no figurino também. E acho que a Marie (Marie Salles, figurinista de “Cordel Encantado”) foi sensacional ao fazer a transformação do personagem desde sua chegada em Brogodó, passando pela morte do pai e assumindo a função de coronel até a coroação.

iG: Qual a sua contribuição pessoal para o Timóteo?
Bruno Gagliasso:
O dedinho na sobrancelha. Sou perfeccionista e minimalista em tudo que faço.

O ator na cena em que foi coroado rei de Brogodó e de Seráfia
TV Globo/ Estevam Avellar
O ator na cena em que foi coroado rei de Brogodó e de Seráfia
iG: Você se considera realizado profissionalmente?
Bruno Gagliasso:
Não e nem quero me sentir realizado. Acho que vou entrar em surto e depressão no dia que tiver essa sensação. Gosto mesmo é da busca pela realização. O processo, o caminho... Esses sim são mais importantes para mim.

iG: Que personagens ainda faltam?
Bruno Gagliasso:
No dia que resolverem fazer um remake da novela “A Viagem” (novela de Ivani Ribeiro exibida em 1994), quero fazer Alexandre, o personagem vivido pelo ator Guilherme Fontes . E, no teatro, me vejo como Ricardo III, de William Shakespeare . Mas esse trabalho tem que ser mais para frente porque exige que eu esteja mais velho mesmo.

iG: Como se sente com tantos prêmios recebidos por seus trabalhos?
Bruno Gagliasso:
Seria hipocrisia dizer que não fico feliz, mas ao mesmo tempo me sinto preocupado em dar a mesma verdade. Sempre penso se vou conseguir me superar a cada novo desafio e corresponder a tanta confiança.

iG: Como você se despede de seus personagens?
Bruno Gagliasso:
Na verdade, não me despeço. Durmo com todos eles! (risos) Vou para a cama com os textos que tenho que decorar para o dia seguinte. Eu decoro, mas as folhas acabam embaixo do meu travesseiro!

iG: Como é sua relação com os fãs? Já negou um autógrafo ou pedido de foto alguma vez?
Bruno Gagliasso:
Uma única vez neguei um pedido de autógrafo. Foi há bastante tempo, mas me senti desrespeitado. Estava dormindo no aeroporto e fui acordado por uma pessoa. Não gostei da sensação. Me senti invadido.

iG: Você tem milhares de seguidores no Twitter. E costuma interagir bastante com eles. O que você acha que as redes sociais podem te acrescentar?
Bruno Gagliasso:
Eu já enchi um teatro por causa do Twitter. Como a troca é direta e imediata, é uma ferramenta para usar a meu favor. Também gosto de ler os jornais. Aproveito os intervalos das gravações e me atualizo.

iG: Você aponta algum ator com futuro promissor?
Bruno Gagliasso:
Gosto muito do Caio Castro . Já tive oportunidade de assistir a algumas coisas que ele fez e minha opinião é a de que ele ainda vai arrebentar muito.

Ator é só elogios ao figurino de Cordel Encantado
TV Globo/ Estevam Avellar
Ator é só elogios ao figurino de Cordel Encantado
iG: Você não fica cansado por emendar um trabalho no outro?
Bruno Gagliasso:
Fico, mas emendei por vontade própria. Escolhi cada um dos personagens. O que me move é o amor que tenho pela minha arte.

iG: O que você pretende fazer quando a novela acabar?
Bruno Gagliasso:
Ficar sem fazer novela por um bom tempo! (risos) Mas não vou deixar de trabalhar não. Tenho projetos em cinema e teatro pela frente.

i G: Você vai estrear no cinema no papel do cantor sertanejo Leonardo. Fale um pouco sobre esse projeto:
Bruno Gagliasso:
O filme ainda está em pré-produção e no início de 2012 começarei as filmagens. Assisti a um especial que o Papinha ( Rogério Gomes , diretor) fez e já me ajudou muito a entrar no clima. Quando a novela acabar, irei me dedicar mais.

iG: Você gosta de música sertaneja?
Bruno Gagliasso:
Gosto dos clássicos de Chitãozinho e Xororó .

iG: Você lida bem com dinheiro?
Bruno Gagliasso:
Como comecei a trabalhar ainda criança, tive a oportunidade de aprender a administrar as finanças mais cedo do que a maioria. Não me arrependo de nada. Acho que me saio bem.

iG: Você tem um blog e, de vez em quando, publica textos. Você pensa em escrever um livro algum dia?
Bruno Gagliasso:
Não faço disso uma obrigação. Mas quem sabe?

i G: Você foi contra a participação do seu irmão, Thiago Gagliasso, no “A Fazenda 4”, reality da Record?
Bruno Gagliasso:
Não. Sempre torci por ele. Meu irmão é meu grande amigo, meu confidente. Estou sempre do lado dele.

iG: Você acha que ele tem chances de ganhar?
Bruno Gagliasso:
Ele é um cara muito íntegro, carismático e transparente. Ele não passa por cima de ninguém. Acho que ele tem grandes chances, sim. Torço por ele!

Trabalhos
Timóteo - Cordel Encantado, Globo, 2011
Berilo – Passione, Globo, 2010
Tarso - Caminho das Índias, Globo, 2009
Eduardo - Ciranda de Pedra, Globo, 2008
Ivan – Paraíso, Globo, 2007
Ricardo - Sinhá Moça, Globo, 2006
Júnior – América, Globo, 2005
Inácio – Celebridade, Globo, 2003
Caetano - A Casa das Sete Mulheres, Globo, 2003
José - As Filhas da Mãe, Globo, 2001
Rodrigo - Chiquititas, SBT, 2000

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.