Vocalista do U2 tentou se camuflar entre um grupo de visitantes, mas foi reconhecido pelos paparazzi

Bono Vox não conseguiu fugir do assédio em visita a Machu Picchu
Reuters
Bono Vox não conseguiu fugir do assédio em visita a Machu Picchu
Bono Vox , o líder da banda irlandesa U2, conseguiu visitar nesse sábado (25) a cidade inca de Machu Picchu, que considerou "impressionante", após escapar do assédio da imprensa que, a princípio, quase o impediu de percorrer as famosas ruínas.

Aparentemente, o famoso cantor conseguiu se camuflar entre um grupo de visitantes, para entrar sozinho nas ruínas, enquanto sua família o seguiu logo depois acompanhada de outros turistas.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

Quando já estava quase na metade do percurso, os repórteres e fotógrafos o descobriram e foram a seu encontro, segundo constatou a Agência no lugar.

O líder do U2 se mostrou muito atento com os jornalistas e turistas que se aproximaram para cumprimentá-lo e tirar fotos com ele, e chegou a assegurar que Machu Picchu "é um lugar impressionante".

Bono chegou na manhã deste sábado junto com sua família a Machu Picchu, mas nesse momento não chegou a percorrer as ruínas, aparentemente chateado com o assédio da imprensa e dos turistas.

CONFIRA AQUI: Leonardo DiCaprio é confundido com ladrão em joalheria

Os membros de sua segurança assinalaram que se tratava de "uma visita particular".

O líder do U2 retornou então ao povoado de Aguas Calientes, na zona baixa da montanha na qual ficam as ruínas, onde permaneceu até que, em um momento não determinado, voltou a subir e conseguiu escapar da imprensa.

Bono Vox em Machu Picchu
Reuters
Bono Vox em Machu Picchu

O músico chegou na sexta-feira à cidade do Cuzco, no sul do Peru, e à tarde percorreu a região do Vale Sagrado dos Incas.

"Muito obrigado amigos. Vim com minha família e estamos descobrindo um país maravilhoso. Estou com minha família, espero que entendam", assinalou Bono aos jornalistas quando chegou a Cuzco.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.