Em entrevista exclusiva ao iG Gente, a atriz fala sobre casamento, sexo, sua saída do "Saia Justa" e a política da Rede Globo

A atriz Betty Lago sempre foi uma pessoa que não tem medo de ousar e de falar o que pensa. Prova disso foi a sua sua saída da Globo para assinar um contrato de cinco anos com a Record. “Eu não troquei de emissora. Eu não estava contratada lá”, disse ela, que afirmou não gostar da política de reserva do canal. “Acho que é um sistema que até pode funcionar quando se é contratado, mas quando não, a opção de onde quero trabalhar tem que ser minha e não da empresa”.

Após 20 anos na Globo, Betty Lago assinou contrato na Record e será uma empregada doméstica em
Leo Ramos
Após 20 anos na Globo, Betty Lago assinou contrato na Record e será uma empregada doméstica em "Vidas em Jogo"
Por causa da vivência em diversas áreas artísticas, a capacidade de ter boas tiradas e da atitude cool em relação a tudo - como a própria descreve - ela integrou o elenco do programa “Saia Justa”, entre 2005 a 2010, no canal GNT. Um divisor de águas na carreira de Betty. “Às vezes fico com vontade de ver a nova formação, mas tenho certo ciúme do meu sofá e do meu lugar. Adoraria praticar o desprendimento, mas é difícil. Prefiro não me envolver mais com o programa”, disse ela, que saiu da atração devido a uma reformulação no formato. Agora, Betty comanda a atração “Pirei”, no mesmo canal. “É muito interessante ter um programa para se chamar de seu, mas não te dá mais poder não, tá? Isso é uma ilusão...”.

Sem papas na língua, Betty não titubeia em nenhum assunto. Em um bate-papo no restaurante Quadrucci, no Leblon – local que chama de "meu escritório" - , ela falou sobre casamento, relacionamento com homens mais jovens e sexo. “Eu gostaria de ter uma atitude mega homem de transar e mandar embora. ‘Não, meu amor, você não vai dormir aqui. Já chamei o seu táxi’” brinca ela, acrescentando: “Eu assusto os homens tolos”.

Confira abaixo a entrevista com a atriz Betty Lago:

iG Gente: Como foi sua saída do “Saia Justa”?
Betty Lago:
Foi tranquila, mas traumática. É um casamento, né? Ah! Eu chorei bastante, era bem apegada ao programa. Me trouxe muito como pessoa. Desde estar ali com elas até aprender muito porque lia, via filmes...

iG Gente: O que você está achando dessa nova formação?
Betty Lago:
Cara, eu ainda não vi. Particularmente preferia que ficassem só mulheres. Tinha uma coisa de ser saia e das meninas. Eu queria deixar uma imagem do meu saia na cabeça. Às vezes fico com vontade de ver, mas tenho certo ciúme do meu sofá e do meu lugar... Adoraria praticar o desprendimento, mas é difícil. Prefiro não me envolver mais com o programa. Mas foi muito legal. Foi um divisor de águas na minha carreira.

iG Gente: Como surgiu a ideia do programa “Pirei”? Como é ter um programa só seu?
Betty Lago: Quando eu ainda estava no “Saia Justa”, me chamaram para conversar e perguntaram se eu não gostaria de fazer pílulas para web, de dois a três minutos. Aí, quando saí do programa, voltamos a conversar e reformulamos a ideia. Gosto muito do nome! Pirei é uma expressão que a gente usa muito no vocabulário brasileiro. Pirei nisso, pirei naquilo. Desculpa, fiquei pirada... É muito interessante ter um programa para se chamar de seu, mas não te dá mais poder não, tá? Isso é uma ilusão...(risos). É bacana você ter a liberdade de explorar assuntos que você gosta.

iG Gente: Além do programa próprio, esse ano você está trocando de emissora...
Betty Lago:
Eu não troquei de emissora. Eu não estava contratada da Rede Globo. Eu fui para a Record. E ponto. A oportunidade apareceu e eu abracei. É um pacote: Cristianne Fridman (autora de “Vidas em Jogo”) e a emissora queriam que eu fizesse a novela. Também vou trabalhar com Alexandre Avancini, que dirigiu os personagens mais importantes da minha carreira. Tô amando fazer a novela, eles me tratam superbem, a recíproca é verdadeira. Tem um clima leve. Eu não tive um stress e, quer saber, acho que não vou ter. Eles são enormes, mas têm uma coisa de cuidar de você.

Betty Lago:
Leo Ramos
Betty Lago: "Eu gostaria de ter uma atitude mega homem de transar e mandar embora. `Não, meu amor, você não vai dormir aqui. Já chamei o seu táxi"
iG Gente: E pela primeira vez você vai fazer um papel de uma mulher popular: uma empregada doméstica.
Betty Lago:
É o tal do desafio. Fazer um papel que não está próximo a você. Normalmente o papel te procura e eu mesma olhando, vejo que só poderia ser eu. Não tem nada a ver com modéstia, mas é que eu acho que ele se encaixou tão bem com a minha personalidade. E a Marisete é uma mulher de opinião, parecida comigo. Ela tem uma graça. E todo mundo se identifica com comédia porque todo mundo quer ser feliz.

iG Gente: Na propaganda do seu programa você fala que tem muitos fatos que a fazem pirar e um deles é dieta...
Betty Lago:
Não sou aficionada. Mas a gente pira, né? Fui modelo por muitos anos. Aí quando você foi muito magra, tem uma cobrança maior. Quando eu deixei de ser modelo, pensei: ‘Oba! Agora posso comer!’. Mas as pessoas ficavam olhando, falando que eu não podia me descuidar. Acho que a cobrança maior vem da gente, mesmo. Também quando a pessoa aparece na TV é um problema porque você pode estar se achando ótima, mas ela te dá uma engordada.

iG Gente: E você está feliz com o seu corpo?
Betty Lago:
Estou a caminho de estar satisfeita. Atualmente, estou me consultando com a Andrea Santa Rosa, mulher do Márcio Garcia , e estou adorando porque ela faz um trabalho com produtos orgânicos. Não sou pirada, mas leio muito e tenho quase todos os livros sobre dieta. Já fiz com endocrinologista, sem acompanhamento, a do fechar a boca e não comer nada, que – aliás – dá um grande resultado. Nunca fiz nada maluco e nem cirurgias loucas. Vou mexer nisso, vou colocar peito...Nunca tive essas pirações.

iG Gente: Você nunca passou por um procedimento cirúrgico estético?
Betty Lago:
Não...Acho isso caidaço. Possa ser porque a minha bunda esteja ok. (risos) Se tiver um momento que tiver que colocar bunda ou usar botox, eu uso. Não sou contra nada, mas a questão é a dosagem.

iG Gente: E a ideia de envelhecer?
Betty Lago:
Acho hipocrisia quem diz que não se incomoda com o envelhecimento porque isso não é verdade. Quem tem 20 anos e faz 21, fica tenso. Mas, hoje em dia, a medicina está tão avançada com tantos cremes maravilhosos. Não tenho rugas, mas isso é devido à genética. Minha mãe, aos 72 anos, não tinha uma ruga sequer. Além disso, também me preservo: não fumo, não bebo muito e digo não às drogas (risos)... Durmo pouco. Acho que devia fazer mais isso. Mas acho que o principal para lidar com essa ideia de envelhecer é o estado de espírito. Está tudo na sua cabeça e na sua capacidade de renovar.

Nesse ano, Betty Lago estreou no comando do programa
Leo Ramos
Nesse ano, Betty Lago estreou no comando do programa "Pirei", no GNT

iG Gente: Aceitaria um convite para posar nua?
Betty Lago:
Acho maravilhoso, cara. Alguém falar para você tirar a roupa que eu vou te pagar. Acho ridículo o discurso de: ‘Ah, meu filho não vai gostar ou meu namorado me proibiu’. Acho hipócrita. Também tem aquelas que falam que não iam se sentir bem com porteiro/mecânico a vendo nua. É melhor do que alguém olhar e não me desejar. E eu acho tão interessante essa ideia do nu aqui no Brasil porque lá fora posar nua é “mó” queimação. Aqui, eleva status. Não que vai acontecer ou que eu esteja falando para me chamarem. Mas acho um pensamento legal, sabe? É fotografia... E tasca Photoshop! (risos) 

iG Gente: Você andava meio longe da TV. Foi por opção?
Betty Lago:
Eu fiz “Cinquentinha”. Depois, o Miguel [Falabella ] me chamou para fazer "Vida Alheia". Aí, o Aguinaldo [Silva] ia fazer uma segunda temporada de "Cinquentinha", e aquela política da Globo de colocar reserva, que eu acho super errada. E eles me reservaram e o Miguel não pôde me incluir no elenco de "Vida Alheia". Aí, ele chamou a Marília Pêra para fazer a personagem que eu faria. Isso me deu aquela desanimada porque eu queria fazer o prograna. Depois, vinha a novela do Miguel e eu fiquei meio que esperando...

iG Gente: Porque você acha errada a política de reserva?
Betty Lago:
Acho que é um sistema que até pode funcionar quando se é contratado, mas quando não, a opção de onde quero trabalhar tem que ser minha e não da empresa. Em termos de mercado acho até interessante porque está sempre podendo dar uma renovada no que está fazendo. Mas, tem que saber o seu valor de mercado e quem você é. Já quando você é contratado e fica dizendo não, eu acho cara de pau. Vá ficar na sua casa e quando alguém te chamar você vai lá e recebe. (risos).

iG Gente: O Miguel ficou chateado com a sua saída da novela “Beijo na Boca” (próxima trama das 19h da Globo)?
Betty Lago:
De jeito nenhum. Quando liguei para ele para contar do convite e falei sobre o personagem ele brincou: ‘Nossa, que legal! Vê se tem alguma coisa lá para mim’. Miguel é palhaço e meu amigo há muitos anos.

Betty Lago
Leo Ramos
Betty Lago
iG Gente: Ao contrário de Cláudia Jimenez e Danielle Winits, suas amigas inseparáveis, você nunca é apontada com um novo affair. Por quê?
Betty Lago:
Assusto os homens tolos (risos). Depois que me separei do Guilherme, acho que não quero mais casar. Não quer dizer que a pessoa não trepe. (risos) A rotina do dia a dia é muito chata. Quando você vai ficando mais velha e quer encontrar alguém compatível com você ou ele estará cheio de problemas ou dificilmente vai encontrar uma pessoa cool. É, eu me acho uma pessoa cool. Tenho meu dinheiro, meu trabalho e sou independente. São tantos pré-requisitos. Cadê essa pessoa igual a mim?

iG Gente: E os homens mais novos?
Betty Lago:
Os mais novos são ótimos! E tenho uma teoria. Eles procuram os mais velhos e não o contrário. Os mais novos querem aprender. Mas rola um preconceito: quando o homem de 50 está com uma garota de 20, uns dizem que ele é babão ou que ele deve ser interessante. Mulher, não. As pessoas falam que ela tá pagando ou que tem alguma coisa a ver com dinheiro. Essa coisa de idade é relativa. O Matt Damon tinha quantos anos quando ganhou o Oscar? Aquele Ben Affleck também não é ruim, não. (risos) Gente, o que posso fazer se tem gente boa e jovem?

iG Gente: Mas você procura alguém para se relacionar?
Betty Lago:
Não, virei uma pessoa assexuada... (risos). Tô brincando. Não procuro. Olho e vejo possibilidades. Quem procura acha e encontra também porcaria. As pessoas têm uma mania de achar que amor está relacionado com sexo. Mas só sexo, também, não rola. Pode ser incrível, mas a química passa. É uma loucura. Eu gostaria de ter uma atitude mega homem de transar e mandar embora. ‘Não, meu amor, você não vai dormir aqui. Já chamei o seu táxi’. O pior é o dia seguinte: você acorda e ele diz: ‘Oi’. Minha vontade é de dizer: ‘Oi o quê!?’ (risos).

iG Gente: E o que te faz pirar?
Betty Lago:
Tem coisas boas e ruins. Meus cachorros me fazem pirar. Livros incríveis. Cores. Fernando de Noronha, um dos lugares que mais gosto. Já para o mal, o que me faz pirar é a mentira, burrice, pessoas inconsequentes. A feiura também me faz pirar. Pois é, amo o belo, fazer o quê?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.