Será que quem ainda está na casa vai perceber que os homens não são seres iluminados, predestinados a vencer o reality?

O Paredão desta terça-feira (01) representou um grande avanço. Em primeiro lugar, pela eliminação de Diogo , certamente um dos brothers mais toscos e machistas das 11 edições do reality. Em segundo lugar, por mostrar para quem ainda está na casa que os homens do BBB11 não são seres iluminados, predestinados pelo universo para vencer o programa.

Diogo vai curtir o Carnaval na Bahia
Reprodução
Diogo vai curtir o Carnaval na Bahia
A edição de mais uma noite de eliminação alternou bons momentos – como o clipe da “paixão” de Daniel por Wesley – com outros arrastados – a novelinha Strano Amore, que ainda não disse a que veio, e a retrospectiva de Janaina . Mostrar o odioso discurso de Diogo da última madrugada, quando ele desfilou mais um repertório de grosserias, foi bom para calar aqueles que classificam o Gago como “autêntico”.

Maurício Ricardo reciclou a ideia de semanas atrás e voltou a brincar com a “forte amizade” entre Diogo, Maurício e Rodrigão . Foi engraçado novamente. E Pedro Bial esteve mais uma vez preciso e provocador. Só não foi mais porque esses brothers nunca entendem nada do que lhes é perguntado. Nem a normalmente ligada Diana se salvou na noite.

Agora resta ver para onde o jogo se encaminha. Com a eliminação de uma das cabeças do Trio Ternura, é possível que Maurício e Rodrigão voltem a se aproximar das meninas. Esperemos que Talula ainda fique algumas semanas no programa, e consiga enxergar o quão oportunista é essa reaproximação.

Depois do Paredão, Tatá comentou que a turma que começou o reality nas agruras do Acampamento está quase inteira, enquanto o pessoal do Luxo está quase todo eliminado. Será muito frustrante se as Pretas concluírem que o público está premiando os “pobrinhos” do início, e acabarem aceitando Mau Mau e Rodrigão de volta.

Porque não é nada disso, e Maurício e Rodrigão não merecem nova chance. Com o fim do programa ao vivo, Maurício chorou copiosamente pela eliminação do amigo querido. Para Rodrigão, ele repetia seu mantra: “Ele era uma pessoa que me dava carinho, amor, boas energias, e isso é o que importa”. Alto lá! A medida para se considerar uma pessoa boa é o tanto de carinho que ela dedica a Mau Mau? Por que ele é tão importante? O carioca é o Dalai Lama? Difícil de aguentar tanta prepotência.

Ah, e a samambaia Janaina saiu... E justamente quando começou a jogar. Que coisa, não?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.