Terceiro colocado no reality show fala sobre sexo, casamento homossexual e adoção

Curtir a vida ao máximo sem pudores. Se existe alguém que segue à risca essa fórmula é o ex-BBB Daniel Rolim , de 40 anos. Prova disso eram as festas da casa, em que o pernambucano protagonizava cenas que deixariam qualquer um de queixo caído: bebida em excesso, danças sensuais com um coqueiro, fazer xixi no meio da festa, alegria desenfreada, e tudo isso sabendo que estava sendo filmado. “Não me arrependo de nada. Fui lá dentro como sou na vida real. Morro de rir com os meus vídeos”, afirma o pernambucano, que terminou em terceiro lugar (ganhando “apenas” 50 mil reais).

Daniel:
Leo Ramos
Daniel:"Também senti atrações por algumas mulheres como a Paulinha e a Maria. Aquela coisa de trocar calcinha às vezes me deixava balançado"


Em um de seus ataques de alegria exagerada – com muita bebedeira e dancinhas desajeitadas –, o administrador de empresas deixou a carioca Diana Balsini constrangida ao simular uma masturbação no gramado da casa. “Acho que me senti como a Madonna , no clipe 'Erótica' (risos). Não me masturbei dentro da casa. Tinha pessoas que me satisfaziam só no olhar”, diz.

Polêmico como sempre, Daniel não gosta de rótulos quanto à sua sexualidade. “Me atraí pelo Wesley , como todo mundo sabe. Mas também senti atrações por algumas mulheres como a Paulinha e a Maria . Aquela coisa de trocar calcinha às vezes me deixava balançado. Mas era carência”, afirma ele, que antes de entrar na casa falou que estava disposto a formar trios, quartetos e até sextetos no programa.

Daniel diz que vai agarrar todas as oportunidades que surgirem
Leo Ramos
Daniel diz que vai agarrar todas as oportunidades que surgirem
Mesmo com o discurso liberal, o pernambucano revela que se sente casado com o namorado, com quem está junto há 12 anos. Mas prefere não revelar a identidade dele. “Não tenho sonho de casar porque já vivemos juntos, mas em casas separadas. Para mim já está bom. Não preciso assinar um papel para oficializar a felicidade”, diz ele, que é a favor da legalização do casamento entre homossexuais. “É uma pena que o Brasil seja tão avançado para algumas coisas, mas para outras não. Vários países já legalizaram. Mostra um pouco a mentalidade do brasileiro, ou de quem administra o país”.

Daniel:
Leo Ramos
Daniel: "Não preciso assinar um papel para oficializar a felicidade"
Administrador de um abrigo com idosos entre 60 e 105 anos, em Recife (PE), Daniel ainda diz que seu útero é seco, mas que tem 30 filhos para dar sustento. Mas que não pensa em adoção. “Não tenho a base que a criança precisa. Pode ser que no futuro eu tenha essa vontade. Mas agora não”, afirma ele.

Agora, Daniel diz que vai agarrar todas as oportunidades que surgirem – assim como agarrava o “famoso” coqueiro em suas festas no jardim da casa do BBB. “Vou fazer um curso de teatro e tentar desenvolver esse meu lado. Se eu me sentir preparado, vou tentar entrar em uma dessas portas que o BBB abriu para mim”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.