O "BBB 18" tem um paredão de vilões e já se depara com a necessidade de reinventar sua narrativa após a saída certa de figuras como Diego, Caruso e Patrícia. Vote na enquete do iG para escolher o eliminado desta terça (13)

A Lei do Retorno se manifesta com maior naturalidade e rapidez no “BBB 18” do que em “O Outro Lado do Paraíso”. Fica a dica, como diriam as inimigas, para Wacyr Carrasco. Após uma semana com três emparedados e muita angústia, o grupo composto por Gleici, Paula, Ana Clara e Ayrton e com o agregado Breno viu os rivais sucumbirem a tensões internas e estrelarem o atual paredão. Diego e Caruso voltam a dividir a cena em um paredão, dessa vez com Patrícia – a mais cotada para deixar a casa nesta terça-feira (13).

Leia também: "BBB" do recalque? A rivalidade e as confusões da mulherada na edição de 2018

Os participantes reunidos na área externa da casa do BBB: lado derrotado
Reprodução/Globo
Os participantes reunidos na área externa da casa do BBB: lado derrotado

O “BBB 18” é aquele em que a influência da internet na maneira como a produção dita o ritmo do jogo mais se faz sentir. As primeiras pistas surgiram lá na primeira semana, mas o ponto crucial talvez tenha surgido no retorno de Gleici na última sexta-feira (9). A produção do programa errou ao comprar a hashtag (#Gleicidoretorno) – e o discurso que vem com ela – do fandom de Gleici e coloca-la como a mocinha que retorna triunfante para emparedar (!) seus rivais mal-intencionados. A narrativa que se costurou acata a percepção de uma fatia do público e influencia direta e terminantemente na maneira como outras fatias do público irão perceber e digerir o jogo.

Leia também: Amiga de Viegas fala sobre jogo e rebate Leifert: "representatividade importa"

Diego, Caruso, Patrícia, Wagner e Viegas sentiram o golpe. Perceberam que concorrem para serem os vilões da edição e fragmentaram aquela que tinha sido a principal commodity da trupe até então: o voto.  Caruso já anunciou que “vota sozinho” e disse que ia manter seu foco em Jéssica. Um claro sinal de que não estava mais disposto a combinar voto, uma postura completamente distinta da que mantinha antes do retorno de Gleici . O mesmo Caruso é protagonista de outro aspecto peculiar deste “BBB”. Ele experimenta uma clara e crescente rejeição, mas deve ser, no segundo paredão que participa, o brother menos votado pela 2ª vez. Tudo porque tem tido a “felicidade” de ir para a berlinda com figuras mais rejeitadas.

Patrícia agoniza

Diego e Patrícia: dupla ficou abalada com o retorno de Gleici e seu significado
Reprodução/Globo
Diego e Patrícia: dupla ficou abalada com o retorno de Gleici e seu significado

Poucas vezes uma participante teve tanta certeza de que seria eliminada em um paredão. Justamente por isso, o fato de ter sido indicada para a berlinda na sexta-feira, e da forma como se deu, foi especialmente cruel para Patrícia. Tanto que uma discussão imediata se construiu e Patrícia tem estado em constante ansiedade desde então. Mais introspectivo, Diego parece tentar se justificar para si mesmo, daí as citações de grandes pensadores da filosofia e do direito. Mais simples, Caruso promete mais do mesmo.

O “BBB 18” tem repercutido bem tanto na audiência como nas redes sociais e só isso já faz valer, do ponto de vista da produção, as intervenções mais frequentes e modeladoras que temos visto. No entanto, ao reforçar discursos extradiegéticos, a produção interfere de maneira decisiva no game, como se refere o apresentador Tiago Leifert.  A ver quem dos mocinhos de ocasião pode vingar como o vilão de amanhã. Uma boa novela precisa de um bom vilão sempre e Caruso, Diego e Patrícia estão prestes a dar adeus.  

    Leia tudo sobre: BBB
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.