O MPF recebeu nessa quarta-feira (5) uma representação contra o brother, que teria dito que "atravessou" uma afrodescendente durante o sexo porque ela estaria acostumada

Cássio Lannes pode ser denunciado por racismo
Reprodução/Globo
Cássio Lannes pode ser denunciado por racismo


Nessa quarta-feira (5), o Ministério Público Federal do Rio de Janeiro recebeu uma representação contra um comentário considerado racista feito por Cássio Lannes , do "Big Brother Brasil 14". 

De acordo com a assessoria do MPF, a denúncia foi feita na Ouvidoria da Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República, em nome da Coordenação Nacional de Entidades Negras (CONEN), em Brasília, mas o caso seguiu para o Rio porque é onde fica a sede da TV Globo e a casa do reality show.

O Ministério Público informou que a representação ainda não foi analisada por nenhum procurador, mas que a denúncia poderá ser oficializada na Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão.

Comentário polêmico

Na madrugada de 16 de janeiro, em conversa com a personagem Valdirene ( Tatá Werneck ) durante uma festa, Cássio perguntou à humorista o que ela achava de se relacionar com um homem de sua altura (1,97 m). Valdirene brincou dizendo que uma amiga teria morrido por isso. Cássio, então, disse que é acusado de assassinato porque "atravessou" uma afrodescendente durante o sexo porque pensou que ela já estava acostumada com órgãos genitais grandes.




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.