O campeão da terceira edição do Big Brother foi eliminado com 54% dos votos


Um dos favoritos ao prêmio de R$ 1,5 milhão – e ao título inédito de bicampeão do reality show da Globo – Dhomini deixou o programa na noite desta terça-feira (22) sem entender da onde veio o golpe. Se em 2003 ele venceu inúmeros paredões com a maioria esmagadora dos votos, na 13ª edição do programa a diferença entre o goiano e sua oponente, Anamara , foi de apenas 4%.

Após a eliminação o ex-brother conversou com a imprensa e ficou surpreso tanto em saber que era um dos favoritos, quanto ao ser questionado por algumas histórias que contou na casa – e que teriam repercutido negativamente para o seu resultado.

Sobre o relato que fez contando que após ser mordido por um cachorro arrancou todos os dentes do bicho com um machado, Dhomini afirmou que mentiu.

Leia também: Dhomini é eliminado com 54% dos votos

E mais: "Dhomini foi muito importante na minha vida", diz Sabrina Sato

Episódio do cachorro: “Era mentira”

“Pensa num caboclo que gosta de contar história: sou eu. Fui criado na roça. Lá em casa a gente realmente teve um abate clandestino de gado, tinha muitos cães e esse cachorro que me mordeu era meu. Eu era bem pequeno, chorei muito e a primeira providencia do meu pai foi dar ele para um vizinho. Nunca mais o vi”, contou, e completou: “Mas disse aquilo para tentar acalmar o Yuri. Ele é explosivo demais. Resolvi contar alguma coisa para ele me respeitar mais”.

Entretanto, no programa exibido no domingo (20), Dhomini já havia desmentido a história. Segundo o goiano, ele pretendia levar a farsa até o fim e não fazia ideia da péssima repercussão pública do caso, especialmente nas redes sociais. “Eu queria ter continuado com a história, mas aí contei a verdade e não tinha mais jeito de continuar”, disse.

Sexo na frente das crianças: “É assim que funciona a vida”

Bem-humorado, o ex-BBB ficou perplexo ao saber da repercussão do caso. “Não acredito que perdi essa p* por causa dessa história. É mesmo? Eu era o favorito?”, indagou. Quando o assunto foi outra historia contada pelo goiano que gerou polêmica – dessa vez o relato de que teria feito sexo com a mulher, Adriana Manata, na frente dos filhos pequenos, Pedro, atualmente com 9 anos, e Victor, de 10 meses – não teve melindres ao afirmar: “Eu faço até hoje. Eu quero saber porque pegou mal. O que que as pessoas tem a ver com isso?”.

O campeão da 3ª edição do programa tratou o episódio com naturalidade. “O menino nasce e fica no berço ali com a gente. Você acha que acontece o que ali? É assim que funciona a vida de um casal. Não vejo nada de errado nisso não e foda-se quem achar diferente, quem achar ruim”, afirmou.

Siga o Twitter do iG Gente e acompanhe as notícias dos famosos

Sabrina Sato

Quando o nome da também ex-BBB e ex-namorada de Dhomini, Sabrina Sato, foi citado, ele desconversou. “Estou com muita saudade da Adriana, ela está me esperando com os meus filhos. A Sabrina teve a oportunidade dela e ela não quis...”, disse.

Primeira filha

Pouco antes de ser eliminado, Dhomini soube por Pedro Bial que o bebê que Adriana espera – ela está grávida de cinco meses do terceiro filho do casal – é uma menina. Perguntado sobre se já teria um nome para a criança, respondeu com uma gargalhada: “Vou ver se ela concorda em por Anamara”. Brincadeiras a parte, o goiano contou que a esposa queria Valentina.

Quem tem medo do paredão?

Com relação ao jogo, Dhomini declarou que não temeu o paredão. “Pensava em testar todas as possibilidades. Então se passasse teria uma prova de confiança. Como estou com muitas saudades da minha família eu tentei provocar o máximo para ir com uma pessoa que eu achava que teria mais chance ainda. Queria ir com o Aslan”, contou ele, que agora pretende retomar sua rotina.

Tudo por R$ 1,5 milhão

Apesar de confessar ter se sentido abatido durante o jogo, Dhomini afirmou que nunca pediria para deixar o programa. Questionado se toparia voltar para a casa – na tarde de hoje Boninho postou uma frase enigmática sugerindo que participantes que saíram poderia voltar ao programa – foi taxativo. “Claro! Você tem ideia do que eu tenho coragem de fazer por R$ 1,5 milhão?”.

Torcida por Anamara

Na opinião do ex-brother, o grande jogador deste edição é Yuri e sua torcida agora fica para Anamara. “Porque é um identificação natural de pessoas que passam por determinadas coisas na vida. Ela tem isso nos traços, cada linha daquela na testa dela quando franze tem um desenho marcado, como se fosse uma marca de gado. Não tem como outra pessoa que tenha coragem como ela tem não se encantar por ela”, pontuou.

Veteranos X Novatos

Sobre a relação de novatos e veteranos, disse que é difícil avaliar. “É uma barra pesada porque o público imagina que nós temos experiência, mas esse jogo não tem regra. Um está com mais disposição física, o outro está com mais disposição psicológica. Eu achei muito bem formada a casa. A troca do Bambam pelo Yuri me ferrou”, afirmou.

Acompanhe tudo o que acontece no BBB13

Andressa

Com relação a Andressa, com quem conversou constantemente durante o programa, não poupou elogios: “Andressa é igual a Grazi (Massafera): ela tem luz, aonde ela chegar vocês vão ver que ela ilumina o ambiente. Ela traz isso na aura dela. Ela é pura, ela é linda, é simples no falar, é de fácil entendimento, é fora de série, uma mulher e tanto. Vai bombar na Globo, tenho certeza. Vai ser atriz”.

“Talvez eu esteja obsoleto”

Quando a pergunta foi o que mudou mais, ele, o jogo ou o público, ponderou. “Eu ouvi uma declaração do Bambam que iria trazer a Maria Eugênia (boneca de sucata) de volta para a casa. Eu pensei: “Esse trem não vai funcionar”. O mundo mudou e se você não mostrar as suas mudanças, as suas alterações, pode ser que você não seja interessante. Se eu entrasse com a mesma molecagem que entrei em 2003 não iria sair do lugar. É outro esquema, outra vida, tudo mudou. A configuração é diferente e, talvez, eu esteja obsoleto”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.