Cantor e Secretaria de Segurança Pública de São Paulo dão versões diferentes da história

Beto Barbosa em frente à delegacia nesta quinta-feira (8)
AE
Beto Barbosa em frente à delegacia nesta quinta-feira (8)
Beto Barbosa se envolveu em uma confusão na madrugada desta quinta-feira (8) e o caso foi parar no 27º Distrito Policial , em São Paulo. Porém, os fatos divulgados por ele e pela polícia são conflitantes. Segundo a assessora de imprensa do músico, o cantor foi jantar em São Paulo com uma amiga vinda de Joinvile por volta das 21h nessa quarta-feira (7) e encontraram um grupo de amigos e fãs. Todos dividiram a mesa e conversaram durante o jantar.

Siga o iG Gente no Twitter e acompanhe todas as notícias sobre sua estrela favorita

De acordo com Beto, ele foi com a amiga a um restaurante próximo ao seu apartamento no bairro de Moema e depois resolveram ir a uma boate, onde ambos encontraram outras amigas. A companhia de Beto saiu da balada com uma das mulheres e deixou o cantor sozinho.

Foi então que ele retornou ao restaurante, no qual tinha deixado seu carro estacionado, mas chegou ao local e o automóvel não estava mais lá. O manobrista do estacionamento informou que a mulher que estava com ele anteriormente havia retirado o carro. Beto procurou por ajuda para localizar o veículo e se deparou com as duas mulheres carregando uma mala e então ligou para a polícia. “Não estou acusando ninguém, mas foi estranho a forma como encontrei meu apartamento. Elas entraram sem a minha autorização, e meu carro não estava no local em que deixei”, falou ele por meio de comunicado à imprensa.

A assessora do músico informou ainda que o porteiro liberou a entrada, pois o carro tem insulfilm e ele pensou que fosse Beto. “O cantor não notou nenhum dano em seu carro, nem em seu apartamento. “Só queria uma perícia porque a porta estava totalmente aberta, e a chave de meu carro foi entregue sem autorização”, informa o comunicado à imprensa do músico. Ele afirma ainda que nenhuma das vítimas apresentou lesão corporal no B.O. “Fui vítima e estou sendo acusado”, declarou.

No entanto, a assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou ao iG o conteúdo do boletim de ocorrência feito pelo músico. No documento, consta que a mulher de 32 anos estava hospedada na casa do cantor e, que depois de jantarem juntos, foram a uma casa de troca de casais.

“O cantor de 57 anos e uma técnica de 32 se envolveram em uma briga na Avenida Macuco, em Moema, na Zona Sul da capital hoje, por volta das 4h30 em um apartamento. Segundo as partes, a técnica estava hospedada no apartamento do cantor. No período da noite, eles teriam saído para jantar e depois foram a uma boate, mas ao chegar ao local, viram que se tratava de um lugar de troca de casais e foram embora. De acordo com testemunhas, após isso eles resolveram voltar ao apartamento a fim de pegar uma mala com os pertences pessoais do artista. Em depoimento, o cantor disse que a técnica teria voltado para o apartamento sem sua companhia e pegado uma mala e R$ 1,5 mil sendo surpreendido na saída do prédio por ele. Fato que teria gerado a discussão. A mulher disse que só foi ao apartamento para retirar seus pertences e teria sido agredida pelo cantor com um puxão no braço. Outra testemunha afirmou ter visto duas mulheres loiras dentro do carro do cantor na garagem do prédio. A porta do apartamento não apresentava sinais de arrombamento. O caso foi registrado no 27 DP como violação de domicílio e vias de fato. Será investigado pelo 96 DP, local do fato”, informou a assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

Todos os envolvidos no caso foram ao 27º DP e liberados após prestarem os devidos esclarecimentos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.