Empresa diz que ator se recusou a desligar o celular e foi "extremamente mal-educado" com os funcionários

Alec Baldwin
SplashNews
Alec Baldwin

A American Airlines se defendeu nessa quarta-feira (7) das acusações do ator Alec Baldwin , que relatou através de seu Twitter um incidente pelo qual acabou expulso do avião , e em comunicado explicou que se limitou a cumprir a normativa da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês).

A confusão aconteceu ontem no aeroporto internacional de Los Angeles.

"Devido ao fato de um cliente ter sido extremamente aberto ao comentar que foi expulso de um voo da American Airlines na terça-feira, decidimos oferecer os detalhes do assunto da mesma forma que as normas da FAA que devem ser seguidas por todas as companhias aéreas", detalhou a companhia aérea na nota.

A American Airlines lembra que todos os celulares e aparelhos eletrônicos podem ser usados quando o avião está no portão de embarque e a porta de acesso permanece aberta, mas devem ser desligados quando esta se fecha e acende a luz do cinto de segurança, sinal prévio ao início da manobra de decolagem.

"O passageiro se recusou a desligar o celular. Depois se levantou (com a luz do cinto de segurança acesa e as portas do avião já fechadas) e levou o aparelho ao banheiro do avião. Fechou a porta do tão forte que isto assustou os funcionários do voo", acrescentou a empresa.

Em seguida, segundo American Airlines, o ator foi "extremamente mal-educado" com os funcionários da empresa e empregou uma linguagem "ofensiva", e por isso foi expulso do avião.

Siga o Twitter do iG Gente e acompanhe as notícias de seu famoso favorito

Nesse momento, Baldwin recorreu a sua conta no Twitter para contar sua versão dos fatos e criticar a companhia.

"Um comissário de bordo de voo da American me repreendeu por jogar 'Words with Friends' enquanto estávamos sentados em frente à porta (de embarque), não em movimento", escreveu Baldwin.

Fontes próximas ao ator afirmaram que Baldwin não bateu a porta do banheiro e que simplesmente se levantou para perguntar o nome da funcionária que havia recriminado sua conduta.

O avião partia de Los Angeles rumo a Nova York e o ator foi realocado em um voo posterior após ser escoltado pela Polícia para fora do avião.

"Último voo com a American. Onde professores de ginástica aposentados de escolas católicas dos anos 1950 encontram trabalho como comissários de bordo", lamentou o ator, que sinalizou apoio à companhia United Airlines, concorrente da American Airlines.

"Words with Friends" é um jogo para telefones celulares similar ao popular "Scrabble".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.