Durante almoço, Monique e François ouvem a história da peoa

Almoço é palco para vida de Bruna Surfistinha
Reprodução
Almoço é palco para vida de Bruna Surfistinha

“Meu nome era Bruna por sugestão, já trabalhei como Fernanda também”, foi assim que Raquel iniciou a conversa desta tarde de quarta-feira (03).

Monique , que tinha várias dúvidas sobre a antiga vida de Raquel, interrogou a moça, que sem vergonha alguma, respondeu e revelou detalhes do mundo de uma garota de programa.

“Foi sorte. Eu escrevia em um blog sobre meus contos eróticos e um jornalista veio fazer uma entrevista comigo, no dia seguinte eu já tinha me tornado famosa”, contou Raquel.

Monique, muito interessada no assunto perguntou se a menina tinha nojo e a escritora respondeu: “A gente aprende a não ter nojo, sente nas primeiras vezes, mas depois se acostuma”.

“E você ganhava muito dinheiro?”, interrogou a titia. “Sim, mas eu perdi praticamente tudo com as drogas”.

Raquel também contou que era viciada em cocaína e que isso servia como válvula de escape para facilitar sua profissão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.