Marlon e Compadre Washington estavam curiosos em saber como funciona uma casa de prostituição barata

Raquel Pacheco contou histórias de prostituição a Marlon e Compadre Washington
Reprodução
Raquel Pacheco contou histórias de prostituição a Marlon e Compadre Washington

Raquel Pacheco contou histórias de quando era garota de programa a Marlon e Compadre Washington . Os peões estavam curiosos e pediam detalhes a ela sobre o “Vintão”, uma casa de prostituição popular onde trabalhou por uma semana.

Confira a cobertura completa de “A Fazenda 4” no iG

Entre as lembranças de Raquel estava o dia em que ela comentou com um de seus clientes que queria fumar. “Passa um tempo e ele aparece lá com um maço de cigarros. Eu já fui tirando a roupa, mas ele me mandou parar. Pagou só para me levar o cigarro”, relatou a peoa. “Eu fumei uma três vezes e a gente só ficou conversando. Ele gastou R$ 20 reais por mim. Nenhum homem rico faria isso”, disse a escritora.

Raquel também contou de outra casa de prostituição, onde a dona testava as garotas de programa. “Tocava o telefone logo cedo, eu acordava e atendia com aquele mau humor. Os caras ficavam se masturbando do outro lado e perguntavam como eu estava vestida. Eu estava com camisola de bichinho e falava que usava um Baby Doll transparente e estava sem calcinha”, lembrou-se.

Siga o Twitter da cobertura do iG em “A Fazenda 4”

Marlon perguntou sobre o filme “Bruna Surfistinha”. “A pré-estreia de São Paulo foi um dos dias mais especiais da minha vida”, garantiu a moça. Ela acredita que seus pais tenham assistido à produção só por curiosidade, para saber como eles foram retratados. “Eles foram muito poupados. Não tinha porque ser diferente”, concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.