Confinados tomam café na Casa da Roça

Roceiros batem papo na Casa da Roça
Reprodução
Roceiros batem papo na Casa da Roça
Na noite desta terça-feira (30), Gui Pádua , Marlon , Compadre Washington e Anna Markun prepararam um lanche para comer antes da Prova do Fazendeiro. Apesar das brigas constantes entre o paraquedista e a atriz, o clima estava bem tranquilo e todos aproveitaram para falar sobra a importância do prêmio de R$ 2 milhões em suas vidas.

“Eu não entrei na Fazenda preocupado em ganhar R$ 2 milhões, mas pela visibilidade e porque depois muitas portas vão se abrir para mim. Eu acho que o prêmio não é a parte mais importante disso tudo e sim só um ponto a mais”, afirmou Gui.

Anna concordou que as oportunidades que o reality daria aos participantes eram bem mais importantes do que o prêmio em si. Ela acrescentou: “Eu quero trabalhar muito saindo daqui. Eu entrei porque quero ter uma carteira assinada depois, quero trabalhar”.

Compadre Washington, por sua vez, revelou que só aceitou o convite da Record porque queria divulgar o retorno do É o Tchan. Ele disse que sua fonte de renda estava do lado de fora da porteira e o mais importante era que todo o Brasil soubesse que o grupo baiano está de volta, cheio de vontade de trabalhar.

“Eu concordo que o prêmio não é o essencial, mas R$ 2 milhões é algo que atrai qualquer um. Claro que eu pretendo fazer shows por todo o país ao sair daqui, só que a vida seria bem melhor com o prêmio”, finalizou o cantor sertanejo.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.