“Ela me chamou de vaselina”, diz Valesca

Valesca diz que Joana não respeita o lema das mulheres permanecerem unidas
Reprodução
Valesca diz que Joana não respeita o lema das mulheres permanecerem unidas
Na madrugada desta segunda-feira (12), a casa da fazenda não soube o que era tranquilidade. Os peões passaram um bom tempo discutindo sobre a votação e justificativas para os votos que ouviram durante a formação da berlinda.

Os integrantes não gostaram da atitude de Joana Machado de questionar os confinados ( Marlon , Dinei e Thiago ) sobre o porquê disseram que votariam em Gui Pádua , e no momento da composição da berlinda, não o fizeram.

Do lado de fora, Raquel e Valesca criticavam a peoa pela cobrança que fazia para os demais integrantes dentro da casa. “Poxa, por mais que eu torça por ela (Joana) quando ela desce...”, lamentou Valesca decepcionada com a amiga que perguntou o porquê de ela dizer, ao vivo, que Gui Pádua nunca havia feito nada de ruim contra ela se no dia que a funkeira deveria ir para o Desafio, o peão escolheu outra pessoa.

“Todo mundo tem que relevar defeitos aqui”, concluiu a ex-garota de programa. “Ela me chamou de vaselina. Disse que não sabe a que horas eu estou aqui ou ali”, rebateu a funkeira. “Eu não tenho que ser como ela, explosiva. Eu não vou me meter em briga de ninguém”, continuou Valesca, que afirmou que Joana estava tomada pela raiva que sentia do paraquedista a ponto de não usar mais a cabeça.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.