Edição teve conflitos entre peões, tragédias familiares e desistência de participante

Britto Jr. declarou em entrevista à coluna “ Na TV ” que esse foi o melhor elenco das cinco edições de “A Fazenda”. E foi mesmo. O primeiro mérito foi conseguir reunir sob o mesmo teto pessoas já com um carinho grande do público – e com um histórico de polêmicas – como Gretchen , Sylvinho Blau Blau e Viviane Araújo . Depois, o mais considerável é ter encontrado peões tão cheios de personalidade, como Nicole Bahls .

ACOMPANHE TUDO O QUE ACONTECE EM "A FAZENDA 5"

A ex-panicat ficou de fora da final, mas indiscutivelmente foi o nome que marcou a temporada. A simplicidade e os erros de português (“Cacatumba”, no lugar da catacumba. “Lama”, em invés de lhama. “Estratégica” querendo dizer “estratégia”) provocou risos e divertiu. Seu jeito de falar sem pensar nas consequências deu emoção e esquentou o clima na casa, além de sua sede por se posicionar, dando-lhe um ar de Joana Machado misturada com Sabrina Sato . As várias brigas com Viviane Araújo, sua rival declarada desde o começo, marcaram o reality. Como esquecer a frase “Fala com a minha mão” e o xingamento “Gorda”, ditos pela modelo com a maior das seriedades para a oponente?

O empenho de Felipe Folgosi nas provas também merece ser destacado. O ator lutou e se entregou ao máximo para vencer as atividades e, com isso, levou para vários prêmios, como carros, televisão e dinheiro. Só não conseguiu o chapéu de Fazendeiro porque a sorte nem sempre esteve ao seu lado.

Ângela Bismarchi conta sobre a morte da irmã para os peões
Reprodução
Ângela Bismarchi conta sobre a morte da irmã para os peões

DRAMA NA FAMÍLIA

Outro fato que entrou para a história do confinamento foi a notícia da morte trágica da irmã de Ângela Bismarchi , Ângelina Figueiras . Mesmo muito abalada com o acontecido, a personalidade da mídia decidiu continuar no jogo por acreditar que confinada estaria mais protegida nesse momento. Ao voltar para “A Fazenda” na festa de despedida, revelou que foi a melhor decisão que poderia ter tomado. O sofrimento de Ângela e sua escolha em continuar provocou condolência e repúdio nos adversários. Embora solidários com a dor da peoa, todos foram unânimes em dizer que não ficariam no reality.

Outro peão também perdeu um familiar enquanto estava no confinamento. A irmã de criação de Léo Áquilla teve uma morte súbita cerca de um mês depois da tragédia com a irmã de Ângela. Mas, desta vez, a mãe da drag queen achou melhor esperar a filha sair do programa para lhe contar sobre o ocorrido.

COMEMORAÇÕES E EXAGEROS

Muitos participantes não se preocupavam em controlar suas emoções sempre que ganhavam uma prova ou voltavam da Roça. Simone Sampaio foi a que mais se destacou nesse aspecto. Em uma das vezes, a musa do carnaval se salvou na berlinda e entrou na sede gritando: “Vocês vão comer muito bolo de banana ainda”. Nicole Bahls presenciou a cena e reclamou que a peoa foi arrogante. Lui Mendes , o primeiro eliminado, também chegou à sede de forma emblemática. Após vencer uma prova de habilidade, ele entrou na casa gritando, chorando e falando que tinha batido a cabeça e estava passando mal. Ângela Bismarchi desabafou que ficou assustada e angustiada com o estado em que o peão estava.

LHAMA E MAUS-TRATOS

As lhamas entraram para a fauna da Fazenda em 2011, mas foi só nesta edição que os bichos mostraram a que vieram. Consuelo, que, apesar do nome dado por Sylvinho Blau Blau, era macho, não facilitou a vida dos peões, tentando morder os pés, cuspindo e até pulando em cima deles. Em um dos dias, Felipe Folgosi se irritou, deu um empurrão no pescoço da lhama e em seguida a xingou. No mesmo dia, após o animal morder a perna de Nicole Bahls, que estava brincando com o bicho, o ator voltou a empurrar Consuelo para longe.

Léo Áquilla ousou no figurino que levou para o confinamento
Reprodução
Léo Áquilla ousou no figurino que levou para o confinamento

FIGURINO DE ROÇA

O guarda-roupa de Léo Áquilla foi outra atração especial desta edição. Os figurinos chamaram a atenção desde o primeiro dia, quando a drag queen foi aprender a fazer as tarefas com os animais usando um traje de plumas brancas. A performer praticamente não repetiu nenhuma roupa durante os três meses em que estava na casa e era motivo de piadas dos confinados por quase não aparecer sem maquiagem. “Eu já durmo pronta”, dizia.

PEDIU PARA SAIR

Gretchen marcou a temporada se revelando uma participante ímpar. A cantora, porém, não resistiu à pressão do confinamento, mudou seu humor e acabou tocando o sino. Mesmo assim, ficou tempo suficiente para ser intitulada a líder do “trio veneno”, formado com Viviane Araújo e Shayene Cesário , e para arrumar bastante confusão na casa.

Rodrigo Capella não pensava em desistir, mas o público não perdoou sua postura de se colocar na Roça. O peão estava na berlinda com Vavá e Simone Sampaio, com quem tinha discutido naquele dia. Mas, pelo Poder da Chave, ele poderia salvar qualquer um dos três e virar Fazendeiro. Em vez de se autoimunizar, ele optou por dar a honra a Vavá e acabou eliminado.

EDIÇÃO

Outra mudança importante ocorrida nesta temporada foi o posicionamento da edição do reality. O programa abandonou a exibição exclusivamente temporal, mostrando a rotina dos participantes na ordem em que as coisas aconteciam, para aglutinar os fatos por assuntos comuns. Isso trouxe dinamismo à atração. Sem contar que, ao criar situações, como o batismo do Trio do Veneno e o “amor” entre Vavá e Diego Pombo, o programa se torna mais interessante aos olhos do público.

ABAFA O CASO

Os peões também tiveram de lidar com algumas situações inesperadas. Entre elas está um princípio de incêndio no fogão a lenha do Celeiro, que virou assunto proibido durante o jogo. Em uma manhã, Léo Áquilla e Simone Sampaio bateram boca com um cinegrafista, que, segundo as peoas, foi preconceituoso com a drag queen. Para completar a lista, Viviane Araújo confessou um dia que sentiu cheiro de maconha na área dos animais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.