Mesmo com alguns contrariados, confinados tiveram que brincar de “Maratona do Terror”

A segunda-feira (13) foi diferente para os peões. Em vez de dormirem cedo, os confinados participaram de uma atividade no Celeiro, intitulada “Maratona do terror”. Simone e Felipe , que seguiam na sede, desceram ao encontro de Leo , Robertha , Nicole e Vivi . Lá, encontraram uma decoração de filme de terror. “Um peão por vez deve contar uma história que dê medo. Pode ser inventado ou história que viram ou presenciaram. Quantas histórias quiserem. Cada um deve contar pelo menos uma”, anunciou o Fazendeiro Leo Aquilla.

Acompanhe todas as notícias de "A Fazenda 5" no iG

Os peões tiveram meia hora para pensar nos contos. Enquanto isso, alguns sons assustaram as peoas, em especial Nicole Bahls e Robertha Portella. Felipe era o que mais se divertia com a atividade. “Para de brincar com essas coisas, não gosto não”, afirmou Nicole, que ainda disparou: “Se a luz acabar agora, eu morro”. Enquanto aguardavam a meia hora, os peões comiam balas em forma de dentadura.

Assim que tocou o sinal, Leo definiu a ordem das histórias: “Eu, Felipe, Nicole, Vivi, Simone e Robertha”. “Essa é a noite que vocês vão tremer na base”, brincou Simone, fingindo ser a apresentadora da brincadeira. “Ai, credo, sai daqui que não gosto dessas brincadeiras. Para, Simone...ai, o olho dela está branco”, gritava Nicole, apavorada com a brincadeira. O medo da peão arrancou risos dos outros peões.

Leo, então, iniciou sua história. “Sempre sonhei com umas coisas que sempre me assustaram, mas ninguém nunca acreditou. Sonhei com um cara de moto e vi um cara morto. No dia seguinte, um amigo me ligou e disse que o amigo havia falecido. Ele me pediu para ir ao cemitério com ele. Fui a noite e, quando chegou lá, era o cara do sonho. E ele tinha morrido de acidente de moto. Encostei no caixão e comecei a fazer uma oração, porque eu tinha sonhado com ele”.

Enquanto Leo contava a história, a produção incluía passos e uivos, para assustar os peões. Leo contou que, durante o velório,  ficou impressionado, passou mal e chegou a desmaiar no dia. “Essas coisas sempre aconteceram comigo, porque as pessoas não acreditam. Mas eu vi o defunto mexer”, finalizou Leo.

Neste momento, Simone pediu para trocar de lugar com Robertha. Disse que não estava se sentindo muito bem e pediu para descansar.

Felipe começou a contar, então, uma história com uma brincadeira do copo entre os amigos. Neste momento o sinal do 24 horas foi cortado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.