Modelo chorou bastante ao saber da morte da irmã. Peões também se emocionaram

A edição de “A Fazenda” deixou para o domingo (17) a repercussão da morte da irmã de Ângela Bismarchi no confinamento. Mas, o pouco que foi exibido, resumiu o sentimento da modelo. Ângela chorou muito e ficou bastante abalada, mas mostrou que vai buscar forças para continuar. “Eu resolvi ficar porque eu sou forte. Se eu sair, é derrota”, disse aos prantos.

LEIA TAMBÉM: Irmã de Ângela Bismarchi atirou contra o próprio peito, diz namorado

Os outros peões ficaram abalados e confortaram a colega. “É uma decisão muito difícil e a gente respeita”, disse o apresentador Britto Jr. sobre Ângela ficar no programa.

Na transmissão ao vivo, a modelo conversava com Léo Áquila sobre espiritismo. “Ela está em boas mãos. Está acolhida”, disse a drag queen. Ângela contou ainda que seu marido, o cirurgião Wagner de Moraes , já teve a filha assassinada. “O Wagner já passou por isso. Perdeu uma filha. Sofreu muito. Ela foi assassinada num assalto”, relatou, deixando a performer abalada. “Eu tenho tanta história para contar da minha vida, mas eu não fico por aí falando. Eu deixo acontecer naturalmente”, concluiu Ângela.

Acompanhe tudo o que acontece em "A Fazenda 5"

A modelo também conversou com Gretchen e Sylvinho Blau Blau sobre o assunto e justificou sua decisão de continuar no programa. “Esse assunto deve estar bombando lá fora. Se eu sair, vai ser pior. Aqui eu vou ficar mais tranquila. O Wagner é descolado e está cuidando de tudo”, explicou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.