Os apresentadores, que já foram casados, comandam o leilão Help Night em prol das vítimas do Rio

Roberto Justus e Adriane Galisteu
AgNews
Roberto Justus e Adriane Galisteu
Adriane Galisteu e Roberto Justus se encontraram na noite dessa quinta-feira (27) no mesmo local em que se casaram, há 12 anos - o buffet La Luna, em São Paulo. O reencontro foi por uma boa causa. Eles comandaram o evento Help Night, leilão em benefício dos desabrigados da região serrana do Rio de Janeiro, promovido por Andréa Guimarães .

Sensibilizada com a tragédia ocorrida nos últimos dias, a apresentadora doou uma peça de seu closet, um vestido da grife Cris Barros, que ela afirmou ter usado uma única vez. "O que importa é o movimento e a solidariedade. É uma noite paulistana com coração carioca. Estou doando esse vestido que usei há dois anos no casamento de uma amiga muito querida e especial. Não adianta doar uma coisa nova, queria doar uma coisa de que eu gostasse, que tivesse valor sentimental. Vou apresentar o leilão, é um dinheirinho a mais para arrecadar. Nessa hora, tudo vale a pena, que sejam 50 ou 10 reais. O pouquinho de cada um faz toda a diferença”, disse Adriane.

A apresentadora Ticiane Pinheiro , atual mulher de Justus, foi madrinha do evento e doou 50 cestas básicas. “Não vou doar mil porque não tem nem lugar para eles guardarem. Estou pensando em leiloar o vestido que estou usando, mas só se derem um lance bom por ele”, atiçou ela. A peça da NK Store  acabou sendo leiloada também. O saldo do evento foi de R$ 30 mil e uma montanha de alimentos não perecíveis e produtos de higiene que lotou dois caminhões de 15 metros de comprimento.

ADRIANE TENTA CONCILIAR TEATRO, FILHO E O CARNAVAL QUE VEM AÍ

Adriane ainda contou como está sendo sua preparação para sair mais uma vez à frente da Unidos da Tijuca, campeã carioca do Carnaval 2010, e o teatro. “Estou correndo todo dia e fazendo meus abdominais de novo. Tenho ido aos ensaios da escola no Rio, mas para isso eu tenho que faltar na peça", contou a apresentadora, que está há duas semanas em cartaz em São Paulo em "Mulheres Alteradas", no Teatro Procópio Ferreira. "É difícil de administrar porque teatro é uma coisa muito séria. Carnaval, por mais que pareça uma grande brincadeira, também é sério. Mas eu já tinha combinado com o diretor do espetáculo que em alguns dias teria que faltar”, adiantou.

Novata no elenco, a apresentadora já se sente à vontade no palco e consegue se divertir em cena. “Agora a peça está melhor, estreia é muito nervosismo. A gente brinca que em estreia dá tudo certo, mas o nervosismo é tanto que ninguém consegue se divertir. A magia do teatro é atuar, mas também se divertir no palco, o público sente isso."

A mãe de Vittorio, de cinco meses, confessou que está mais sofrido separar-se do bebê. "É cada vez mais difícil sair de casa, programar algo, porque ele é prioridade total, eu me atraso em todos os compromissos. Eu nem culpo ele, é sempre só mais um beijinho", disse, toda coruja.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.