A apresentadora da versão brasileira de “Project Runway” diz que não é noveleira e que adora reality shows

Adriane Galisteu:
Margarethe Abussamra\ Abussamra Photos
Adriane Galisteu: "Tenho dificuldade em ser algoz"
Adriane Galisteu:
George Magaraia
Adriane Galisteu: "Não sou noveleira"
Adriane Galisteu
lançou nessa quarta-feira (24) uma escola de inglês virtual. A iniciativa surgiu por  necessidade própria. “Todos os cursos que eu tinha visto são chatos e davam sono, tem que ficar lendo muito. Além de ter que ir até a escola, pegar o carro ou táxi, eu não tenho tempo para isso. É impossível para mim. Outra coisa é poder escolher o horário. Se eu quiser estudar à 1h da manhã, por que não?”, questiona ela ao iG Gente por telefone.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

Além de resolver uma questão pessoal, ela acredita que aulas online sejam uma solução para quem tem menos recursos financeiros. “O mais importante é o preço, que é democrático, R$ 39,90 por mês, e não tem taxa, nem material.” A uma semana da estreia de "Project Runway", da BAND, a apresentadora está em um ritmo alucinante de trabalho. “Estou gravando todos os dias, inclusive aos sábados!”

LEIA MAIS: Adriane Galisteu curte evento com um look sensual

A atração é um projeto comprado da Fremantle e o fato de não poder adaptá-la não a incomoda. “Eu assisto “Project” há muito tempo, gosto muito do formato e acho que o Brasil merecia um reality assim”. Para comandar a banca de fashionistas, Adriane está tendo que desenvolver um lado mais durona. “Sinto muita dificuldade em ser algoz porque quero que todo mundo fique. Mas ao lado do Reinaldo Lourenço , Susana Barbosa (ELLE) e um convidado, é preciso tirar alguém a cada desafio, não tem outro jeito. Apesar disso, tem sido muito bom gravar o programa”.

LEIA TAMBÉM: Adriane Galisteu "Ser chamada de gostosa pra mim é terrível"

O fato é que ela está no lugar certo, afinal reality show é a sua praia. “Não sou noveleira, assisto ‘Big Brother’, ‘A Fazenda’, gosto de documentários e umas coisas meio trash e freak, por exemplo, ‘Tabu’. Na TV a cabo, gosto de ‘Travel and Living’ e ‘ Anthony Bourdain ’. Na TV aberta, assisto jornalismo, o programa do Danilo Gentilli (‘Agora é Tarde’), 'CQC', 'Pânico' e adoro o Jô (Soares) .”

Capa da ”Playboy” de agosto, ela gostou mais ainda de seu segundo ensaio nu, em comparação com o primeiro, de 1995, quando tinha 22 anos. “Eu adorei a revista, acho que marca uma época. E também ficou mais bonita que a primeira.”


Adriane Galisteu:
AgNews
Adriane Galisteu: "Esta 'Palyboy' ficou mais bonita que a primeira"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.