Ao iG, irmã de Beatriz Parizotto contou que a atriz teve apenas três encontros com Tom Toledo antes de fugir com o garoto

Beatriz Parizzoto
Reprodução/Facebook
Beatriz Parizzoto

 A atriz mirim Beatriz Parizotto , conhecida por sua participação na novela do SBT “Carrossel”, está envolvida em um caso de polícia. A menina, que recém completou 14 anos, fugiu de casa com o namorado Tom Toledo, de 17 anos. Os dois menores embarcaram em um ônibus na Rodoviária do Tietê, em São Paulo, com destino a Belo Horizonte (MG) na noite da quinta-feira (21).

A reportagem do iG conversou com a irmã da atriz na noite desta sexta. Segundo Jéssica Parizotto, a menina foi deixada pelo pai na porta do colégio onde estuda na Zona Leste de São Paulo pela manhã a quinta-feira. Porém, a tia das meninas foi avisada pelas amigas de Beatriz que ela não havia assistido às aulas.

Fuga

Mesmo após ir à delegacia e registrar boletim de ocorrência de desparecimento, as famílias continuaram as buscas por contra própria. Uma série de pistas levou o pai de Beatriz e o irmão de Tom até Belo Horizonte. Na capital mineira, a última pista que os familiares receberam de amigos eram imagens do casal em um shopping. A polícia foi até o local, mas não encontrou os dois adolescentes.  

Namoro

Jéssica contou que o namoro entre os dois adolescentes era recente. “Beatriz e Tom se conheceram no dia 15 de abril, há pouco mais de um mês. Eles se viram pessoalmente cerca de três vezes durante este período”, detalha. A irmã revelou que a família não conhecia bem o menino por conta do pouco tempo: “Só minha mãe havia conversado com ele”.

A irmã da atriz também disse que a família não notou nada de anormal no comportamento da menina de 14 anos. “Ela não estava arredia ou diferente. Foi um susto. Jantamos todos juntos na noite anterior ao desaparecimento”, lembra.

Beatriz recém completou 14 anos. O aniversário da menina foi no sábado (16). “A Bia é uma ótima menina, boa aluna e dedicada em tudo que faz. Estamos sem entender”, contou Jéssica.

Busca

O pai de Beatriz e irmão de Tom continuam em Minas Gerais e já contam com a ajuda da polícia local para encontrar os adolescentes. Mesmos com poucas pistas, a busca continua. Um alerta oficial de desaparecimento já foi registado pela polícia mineira.




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.