Modelo se despediu das passarelas no desfile da Colcci nesta quarta-feira (15) na São Paulo Fashion Week

A modelo mais bem paga do mundo foi também a mais inalcançável nesta quarta-feira (15). A despedida de Gisele Bündchen  das passarelas contou com um esquema de segurança pra lá de reforçado no terceiro dia de SPFW .

POR DENTRO DO CAMARIM: tudo que rolou na despedida de Gisele Bündchen

Para que a passagem do furacão Gisele não desse errado, a organização do evento criou uma passagem especial para a chegada da top no Parque Cândido Portinari, bem longe do acesso da imprensa. O camarim, separado para ela, contou com um lounge para os amigos e familiares que vieram assistir ao seu último desfile.

Mas enquanto a recepção para a top foi de primeira, a organização para a entrega dos convites para a imprensa foi bem confusa. Com informações desencontradas entre os assessores, às 17h uma enorme fila de fotógrafos se formou na sala de imprensa, todos ansiosos para conseguir a autorização para registrar Gisele no desfile e nos bastidores. 

"Duvido que só tenha fotógrafo profissional nessa fila", comentou irritada uma fotógrafa. Outros estavam na fila sem nem saber para que servia. 

Depois, às 19h, foi a vez de dezenas de repórteres se espremerem na sala de imprensa para conseguir o convite mais disputado dos 20 anos de evento. 

"É muita humilhação. Está muito desorganizado", disse uma repórter da "Folha de S. Paulo". Enquanto isso, em frente à sala onde aconteceu o tão esperado desfile da Colcci, uma multidão se formou - entre convidados e esperançosos.

Dois assessores com um pacote de convites dos que não compareceram foram seguidos pelos corredores da tenda do SPFW como se fossem celebridades - valeu de tudo para conseguir ver pessoalmente a última cruzada de pernas de Gisele. 

Muitos ficaram para fora. Para os desafortunados, restou assistir ao desfile pelo telão do saguão principal, com o clima de final da Copa do Mundo. 

Às 21h15, Gisele Bündchen entra na passarela e arranca gritos da multidão que acompanhava ansiosa no saguão.  Com direito a aplausos, tanto na sala de desfile quanto fora, Gisele apareceu três vezes - duas desfilando e uma para encerrar, chorando, os seus 20 anos de carreira nas passarelas (veja os detalhes na galeria acima).


Assim que acabou, os convidados sortudos deixaram a sala sem esconder a felicidade de terem presenciado a despedida da top. "Foi a coisa mais emocionante dos últimos tempos. Estou abalada até agora. Acho que foi a fila B mais feliz das nossas vidas", disse Joana Cannabrava, do blog Futilidades.

Apesar da confusão dos backstages, toda a comoção foi merecida para a despedida de Gisele Bündchen, a modelo brasileira mais querida do mundo fashion. "Vai deixar saudades", disse a modelo Renata Kurten.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.