Participante deixou a casa do reality show com 50,22% dos votos e apontou Fernando como o maior jogador da edição

Demorou um pouco para Mariza acreditar no resultado acirrado que a tirou da casa do “Big Brother Brasil 15” na noite de terça-feira (24). Logo que chegou para a coletiva após a eliminação, ela ficou sabendo que perdeu para Cézar com 50,22% dos votos e indagou o número, incrédula, algumas vezes para os jornalistas. “Foi vírgula 22? Antes eu estava na frente? Quer dizer que foi apertado assim? Tu acha que eu tinha chance de estar na final?”, perguntava.

Mariza não escondeu a decepção com a eliminação. Ela chegou a confessar que, no fundinho do coração, acreditava que permaneceria na disputa por R$ 1,5 milhão. Claro, a esperança é a última que morre, e mesmo enfrentando Cézar - quem ela hoje acha o favorito ao prêmio - ela tinha uma pontinha de certeza que não sairia neste Paredão.

“Sabe o que é? Cézar nunca dizia o voto dele. Se eu soubesse que ele votaria em Amanda , eu até poderia tentar pensar em votar nela também. Não para fazer conchavo, mas para me salvar, né? Mas ele não diz de jeito nenhum. Ele é danado, podia ter me dito. Eu ainda pensei 'se eu desse esse anjo para Cézar...', mas daí automaticamente Adrilles estaria no Paredão, e eu não ia fazer isso. Ou, quando Rafael saiu, se eu tivesse fechado com o casal ( Fernando e Amanda), eu poderia me dar bem, porque eles iam escolher: quem fechasse com eles, ficava. Mas eu preferi ser Mariza, como disse para o Bial ”, falou.

O papo durou quase 20 minutos, e deu para discutir bastante sobre os momentos mais difíceis na casa, a amizade com Adrilles, sua posição em relação ao jogo de Fernando e seu futuro. “Agora sou celebridade, vou comer filé mignon (risos)”, brincou ela na hora de tirar fotos de divulgação. Veja abaixo as principais declarações:

Favoritismo de Cézar
“Eu sabia que Cézar, embora fosse crítica em massa, eu não via ele detonando ninguém, não via fazendo campanha contra. Ele tem uma coisa que vai muito em consonância com meu pensamento: a gente não precisa só aterrar o outro para subir, né? A gente vai construindo a coisa da gente, e cada um que construa a sua. E tinha uma cultura de destruição lá. Desde uma coisa pequena, por exemplo, quando eu fazia uma arte besta com pedrinha e sempre vinha um e desmanchava. Várias vezes aconteceu isso, e era com tudo. Cézar foi muito perseguido, assim como eu, e isso o fortaleceu”.

As pessoas notam que é fake, não notam? Ficava naquele mela-mela o dia inteiro. Adrilles falava que eu estava com inveja. Não era inveja, é que isso é irritante (sobre Amanda e Fernando)"

Implicância com #Amando
“Vou te falar que (a implicância) não era com Amanda. Quer dizer, era também porque vira um casal e fica aquele choque. Mas foi com a postura de Fernando. O menino estava prometendo casamento para Aline, dizendo que amava, isso e aquilo. E aí teve o dia do cinema. Ali as coisas começaram a mudar para mim. Fernando tinha me dito que as pessoas mais fortes do jogo eram Tamires e Amanda. E tum! Ele convidou as duas para o cinema. E eu no Tá Com Nada duas semanas, com monstro, Paredão... Eu fui lá mesmo e me humilhei para ir para o cinema (risos). Ele disse que sim, depois voltou e disse que precisava conversar com elas e não sei o quê... E perguntou se eu me incomodava. O que deveria dizer? 'Me incomodo, me leve a força'? Não ia dizer isso”.

Fernando e Amanda
Reprodução
Fernando e Amanda

Tem gente aqui fora que não gosta de #Amando...
“É mesmo? Ai que bom! Olhe, eu não sou a bruxa malvada, mas é porque eu estava agoniada com isso. Eu tinha essa impressão, é muito fake aquilo, minha gente! As pessoas notam que é fake, não notam? Ficava naquele mela-mela o dia inteiro. Adrilles falava que eu estava com inveja. Não era inveja, é que isso é irritante. Casal não precisa ficar mostrando que é um casal o tempo todo”.

Fernando estrategista
“Fernando é o maior jogador. Eu até vejo Cézar jogar, mas ele joga analisando para tomar as decisões. Já Fernando joga seduzindo e fazendo alianças. (...) Não acho que ele gosta da Amanda, e essa era também minha raiva. Como mulher - cada mulher pensa de um jeito - me irritava a postura dela de ficar aceitando tudo. Eu até perguntei para ela se ela tinha certeza do que queria, e ela disse que sim. Pegou mal minha implicância, mas como mulher não concordava com aquilo de aceitar tudo”.

“Marisofobia”
“Eu não entendi isso, de verdade (risos). Eu costumo ser querida nos lugares e gosto muito de todo mundo geralmente. Lógico que sempre tem alguém que me acha chata, convencida, que eu falo demais, que sou soberba. Mas ali não teve ninguém (que gostasse de mim). O que foi aquilo, viu? (...) E com Talita, o que era aquilo? Era ciúme de Rafael? Talita chegou a parar no meio de uma prova para reclamar que eu estava falando. Me erra, menina! Menina nova, bonita, gostosa e fica se preocupando com a velha o tempo inteiro (risos)?”

Desistência
“Por dois momentos eu pensei em sair. Na hora é tudo junto. Era muita hostilidade, muita falta de amor. Me sentia rejeitada, odiada, feia, gorda. O povo fazia eu me sentir mais feia do que eu sou. Eu não me acho, não! Me acho bonitinha! Sou gordinha, mas bonitinha, né não? A gente se ajeita, passa um batom, uma roupinha. Mas era tudo junto. Isso tudo complementado pelo fato de eu estar sem cigarro. Mas isso abafa, minha gente, é dar mau exemplo para os adolescentes e eu sou professora. Eu não queria ficar com abstinência em público, achava que daria muito mau exemplo. E é mesmo”.

Adrilles Jorge
“É o casal sem toque (risos)! Digo que a gente tem tudo de bom que pode ter um casal, mas não temos sexo. Eu dizia 'mas dinheiro tem, né, Adrilles?'. Ele respondia que sim, mas que éramos os menos ambiciosos na casa. Agora digo brincando que a gente vai ser muito amigo, mas só vai se ver de vez em quando. Os dois são over. Ele não deixa eu falar. Vocês notaram isso?”

O Cézar ganha. Adrilles é meio como eu, e acho que ele... Talvez Cézar tenha mais carisma que Adrilles"

Vencedor do “BBB 15”
“O Cézar ganha. Adrilles é meio como eu, e acho que ele... Talvez Cézar tenha mais carisma que Adrilles. Não sei. Eu lá dentro dizia que queria Adrilles campeão pela amizade, mas acho que ele mesmo notava que eu queria os dois na final. A final dos anti-heróis”.

“Capitão da minha alma, coração puro e verdadeiro”
“Aquele discurso de Cézar, conversando com a gente, não tem problema nenhum. O problema era quando ele ia falar diretamente para o apresentador, para o Raio-X, aí era patético. Eu falei com ele duas vezes. Parece que ele pega as palavras mais difíceis da vida e faz uma colagem. E daí a gente não entende o que ele está dizendo. Ele monta (um personagem), mas não é uma montagem maldosa. A minha leitura é assim: ele veio de uma origem muito simples, tem pai e mãe analfabetos, pelo que me disse, e por ser do campo, da enxada, quando se abriu esse mundo para ele... É um mundo que não é o dele, né? Quem é de classe média até transita por coisa parecida com mais facilidade, mas ele é da zona rural. Ele vai pegando os elementos que encontra na vida e vai montando para ser alguém que ele diz que quer ser. Ele vive dizendo isso, que quer ser alguém. Ele se perde aí. É forçado, mas na minha opinião não é maldoso”.

   Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.