O ator Cláudio Marzo, de 74 anos, morreu na manhã deste domingo (22), no Rio de Janeiro


Aos de 74 anos, Cláudio Marzo morreu, na manhã deste domingo (22), na Clínica São Vicente, no Rio de Janeiro.

Há mais de duas semanas, o ator estava no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) tratando um enfisema pulmonar, mas não resistiu às complicações da doença. Segundo o Dr João Manoel Pedroso, que acompanhava o paciente, houve agravamento de uma pneumonia, doença que levou Marzo a ser internado no dia 4 de março, e ele faleceu às 5h39. De acordo com a assessoria de impresa da Clínica São Vicente, o corpo do ator deverá ser cremado.

"Ele não parava de fumar"

O estado de saúde do ator estava complicado há algum tempo. Desde 2013, Marzo entrava e saía frequentemente do hospital por conta do enfisema.

Em entrevista ao iG , a ex-mulher do ator, Xuxa Lopes , comentou que o ator "não parava de fumar". "Ele não consegue parar de fumar. É um desastre uma pessoa fumar tanto a vida toda. Estamos na torcida para que tudo se resolva logo e ele tenha a paciência para suportar o tratamento", lamentou ela. "A mulher dele, Neia, faz tudo para segurar e tentar controlar o cigarro, mas você sabe, né? Não é fácil, ele é viciado viciado", emendou Xuxa, que visitou o ex-marido no hospital.

História

Filho de um metalúrgico e uma dona de casa, Claudio Marzo, nasceu em 26 de setembro de 1940. O interesse pelo teatro surgiu na época em que ele estava no ginásio, quando conseguiu alguns trabalhos pequenos, como figurante, na Organização Victor Costa, que viria a ser a TV Globo. Deixou a emissora para trabalhar na Tupi, onde teve mais reconhecimento.  

Novelas

Fez parte do Teatro Oficina e recebeu uma proposta para voltar a TV Globo. "Eu compro essa mulher", "Sheik de Agadir" e "Carinhoso" foram algumas das novelas que fez ao voltar para o canal. Participou de um dos maiores sucessos da década de 1970: "Irmãos Coragem".

Após uma sequência de novelas na Globo, deixou a emissora em 1987 e foi para a TV Manchete onde participou de "Pantanal", um dos trabalhos mais importantes de sua carreira. Na trama, interpretou três papéis: Zé Leôncio, seu filho e o Velho do Rio.

Voltou para a Globo em 1993, onde participou de mais novelas bem-sucedidas como "Fera Ferida", "A Indomada" e "Mulheres Apaixonadas". Seu último trabalho na TV foi em "Desejo Proibido", de 2008.

Casamentos

O ator se casou com três atrizes: Betty Faria , Denise Dumont e Xuxa Lopes e teve um filho com cada uma delas. Atualmente é casado com Neia, mas todas as mulheres se dão muito bem e se tornaram grandes amigas.

Saúde frágil

Em setembro de 2013, Claudio foi internado na UTI com insuficiência respiratória e pneumonia. Em novembro voltou a ser internado por conta de uma hemorragia digestiva. Desde então passou a ter de fazer fisioterapia respiratória, por causa de enfisema, em casa. Além disso, começou uma batalha contra a depressão.

          Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.