Na nova novela das 21h, a dobradinha entre Gloria Pires e Adriana Esteves foi show à parte e já caiu nas graças do público

Os autores Gilberto Braga , Ricardo Linhares e João Ximenes Braga não estão para brincadeira. O primeiro capítulo de “Babilônia”, nova novela das 21h da Globo, mostrou uma briga de cachorro grande para ninguém meter a colher. Vale só admirar e aplaudir sem medo nomes como Gloria Pires , Adriana Esteves , Camila Pitanga , Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg . Foram essas poderosas atrizes que tiraram nosso fôlego na noite de segunda-feira (16).

Para começo de conversa, um bom primeiro capítulo merece uma boa dose de inovação. Fernandona e Nathalia, na pele do casal Teresa e Estela, fizeram a alegria da galera ao se beijarem com menos de 10 minutos de novela no ar. Nada daquilo de expectativa, de último capítulo, de circo, lona e palhaço. Foi um sincero beijo de amor, rotineiro, no meio de um conselho desses que a gente dá só para arrancar um sorriso de quem a gente ama. Logo ali já foi paixão à primeira vista por “Babilônia”.

A história teve início no ano de 2005. De um lado do ringue, Inês, personagem de Adriana, aparece à la Cora (essa mesma, de “Império”) colecionando em um álbum de angústias recortes de fotos e matérias sobre Beatriz (Gloria Pires), que na adolescência foi sua amiga. Adriana, que está em retorno após o fenômeno Carminha, de “Avenida Brasil”, surge como maluca, uma doida que persegue Beatriz em busca, primeiramente, de atenção. Só que tudo que ela ganha de volta, quando finalmente se encontra com a arquiteta, é o desprezo.

"Escuta, em que planeta você vive? Você é a única carioca que não sabe que 'passa lá em casa' quer dizer 'nunca'. (...) Minhas palavras não estão bastando. Então, eu vou ser europeia: não estou disponível. Com licença", diz Beatriz na lata para Inês. É o clique. A inveja que tem da amiga se somou ao ódio pela vida que leva com o marido (vivido por Tuca Andrada ). Pronto, é a equação bomba perfeita para uma boa trama - e para uma boa vilã.

Do outro lado do ringue está Gloria e sua mimada e tarada Beatriz. Depois de uma temporada em Portugal, ela volta ao Brasil falida e parte em busca do ricaço Evandro ( Cássio Gabus Mendes ), que acabou de ficar viúvo. Seduzindo o motorista do empresário, Cristovão ( Val Perré ), Beatriz tem acesso ao dia a dia do homem, banca a amiga consoladora e fisga um noivado com o bofe. Só que ela não esperava uma Inês em seu caminho.

Após o fora que levou, Inês flagra Beatriz com Cristovão, filma o encontro e chantageia a bonitona. R$ 400 mil ou ela abre o bico. Ao mesmo tempo, o motorista está com a mulher (sim, ele é casado e pai, inclusive, de Regina, personagem de Camila Pitanga) internada em estado grave, precisando de um transplante de coração, e exige R$ 200 mil de Beatriz para ganhar prioridade na lista de doadores. Ou seja, em um capítulo, Beatriz conseguiu contrair uma dívida de R$ 600 mil em chantagem. Tá certinha.

O gancho para o segundo capítulo pegou de jeito quem estava no sofá. Beatriz bola, então, um plano para acertar dois coelhos com uma única cajadada. Cristóvão é mais fácil: um tiro resolveu o problema. Para limpar a arma do crime, ela arruma uma maneira de fazer Inês segurar no revólver. “Foi você que matou o Cristóvão”, diz Beatriz para a “amiga”: “Em quem você acha que vão acreditar? Vamos nós duas para o fundo do poço de mãozinhas dadas. Não é para isso que servem as amigas?”.

Sobre Camila Pitanga (que, aliás, está mais maravilhosa do que nunca), em uma hora de capítulo, Regina se apaixonou, descobriu que o cara é casado e pai de família, engravidou do cafajeste, internou a mãe em estado grave e reconheceu o corpo do pai após o assassinato. Tudo indica que, na próxima fase, a mocinha vá se armar com um escudo para impedir tristeza (e alegria) de entrarem em sua vida. Em tempo: a direção de Dennis Carvalho se faz presente, e também merece atenção. Agora é só ficar de olho nos próximos capítulos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.