Andressa Zizzari fala sobre seu tempo como assistente de palco do “Pânico” e conta o motivo de ter deixado a atração


No final de 2003, o “Pânico” saiu das ondas do rádio e o que era só voz ganhou imagem. Todo o elenco ganhou espaço na telinha e estreou na RedeTV!. Desde o começo,  Andressa Zizzari estava ali, como a primeira panicat da história do programa.

Com 20 anos, ela iniciava em um posto que, anos depois, foi assumido por Juju Salimeni , Nicole Bahls , Sabrina Sato , entre outras beldades. “No começo, era muito mais light. Não tinha que comer bichos como elas comem, não tinha tanta exposição do corpo. Era mais shortinho e blusinha. Hoje vejo que elas vão para a praia de nudismo. Era mais leve. Já tinha o quadro 'Lingeries em Perigo', mas o corpo não ficava tanto em exposição", explicou Andressa durante um ensaio exclusivo para o iG .

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias nos famosos

Questionada se toparia ser panicat nos dias atuais, ela é enfática: “Não. Aí não conseguiria. Até por vergonha. Não parece, mas sou supertímida”, afirmou ela, que atualmente é modelo fitness. Além disso, também trabalha com venda de consórcios e acaba de assinar contrato com o SBT, retornando para as telinhas. “Eles me colocam em alguns quadros, mas não são fixos."

Andressa, que está com 31 anos, explicou o motivo de ter deixado a atração em 2004. “Porque eu casei. Aí eu saí. Fiquei casada nove anos. Mas nesse tempo, vira e mexe, eu estava na televisão. Voltei para o SBT, trabalhei com Celso Portiolli , fiz ‘A Praça é Nossa’, fui a Mulher Macabra no ‘Brothers’, fiz a capa da VIP...”, enumerou Andressa, relembrando que, há algum tempo, esteve na antiga casa para apresentar um projeto. “Fui com uma proposta, não para ser panicat. Mas com um personagem, uma outra coisa. Seria algo sensual, mas não nu. De biquíni, no máximo”, brinca.

Solteira convicta (“fiquei nove anos casada, agora nove anos solteira”), Andressa conta que seu ex não gostava da grande exposição das panicats. “Meu marido era super contra, até por causa dessa exposição e do que as pessoas falam, que meninas que trabalham na televisão e não são mega atrizes ou apresentadoras são garotas de programa”, relembrou a modelo sobre os muitos boatos que já surgiram sobre o assunto.

Não só com panicats, reforça. “Tem? Tem. Todo mundo sabe que tem. Mas graças a Deus nunca precisei. Sempre tive meu pai e minha mãe que sempre fizeram tudo para mim. E eu não acredito que a pessoa faça isso por algum outro motivo a não ser o dinheiro”, apontou.

Como 60 claras de ovo por dia. Sem sal, sem azeite, sem nada.”

Cachê

A ajuda dos pais, aliás, foi uma constante na vida de Andressa. Primeiro, porque algum integrante de sua família sempre a acompanha nos trabalhos. Isso a ajudou, por exemplo, a afastar qualquer tipo de proposta indecente.

"Para mim nunca aconteceu. Porque sempre que vou à televisão ou fazer algum trabalho, vai alguém da minha família. Meu pai fez amizade com o Emílio (Surita, apresentador do ‘Pânico’), por exemplo. Minha mãe fez amizade no SBT. Então as pessoas não tinham nem como chegar. Acabava meu trabalho, pegava minhas coisas e ia embora”, destacou.

Até por isso a modelo foi uma das primeiras a se manifestar quando uma ex-panicat afirmou que algumas das meninas seriam garotas de programa. “Me procuraram e óbvio que me defendi. Talvez outras não tenham se defendido porque podem ter telhado de vidro, não sei. Eu pude me defender porque nunca precisei”.

E, em segundo lugar, o reforço financeiro familiar, já que o cachê recebido por ela na época era muito baixo. Sobre os comentários de que as panicats ganham entre R$ 200 a R$ 500 por semana, ela se diverte: “Se fosse R$ 200 estava ótimo. Era menos. A gente ganhava R$ 100 por domingo. Não tenho vergonha de falar porque eu pagaria para estar lá. Eu faço TV porque gosto”, comenta a modelo, que fez seu primeiro comercial de TV aos oito anos de idade.

Para ajudar nas despesas de casa, Andressa, que já morava sozinha na época do programa, recebia mesada dos pais. “Mas eu também já fazia uns trabalhos de modelo”, relembra.

O “Pânico”, aliás, sempre ajudou Andressa a conquistar mais trabalhos de moda. “Se eu tivesse ficado como panicat até hoje, não teria a vida que tenho hoje. TV, faço porque gosto. Porque ganhar bem, não ganha. Comercial sim, publicidade. Nisso eu sempre ganhei superbem. Mas televisão é ali, exposição, vender a imagem para poder fazer presença VIP depois”.

(Posar nua) me atrapalhou muito. Porque eu não pude participar, por exemplo, do Miss São Paulo."

Sabrina Sato

Andressa chegou a trabalhar ao lado de Tânia Oliveira , Dani Souza (a Mulher Samambaia) e Sabrina Sato , a quem não poupa elogios. “A Sabrina é encantadora. Tem um carisma inexplicável. Quando eu conheci, sabia que ela iria estourar. Ela é muito espontânea, cativante, muito simples. E ela tem aquela autenticidade, não imita ninguém”.

Andressa não esconde sua admiração pela ex-colega de trabalho e diz que a tem como fonte de inspiração. “Ela fez um programa que hoje em dia tem um preconceito incrível: ela é uma ex-BBB. De todas, ela e a Grazi (Massafera) foram as que mais conseguiram tirar essa imagem de ex-BBB. Admiro muito ela por isso. Foi por conta do carisma, dos trabalhos legais que ela fez. Porque, às vezes, não tem trabalho e a pessoa acaba fazendo qualquer coisa”, analisou a modelo.

A certeza dessa ideia veio após uma experiência frustrada nesse sentido. Assim que fez 18 anos, seu antigo assessor afirmou que seria bom para sua carreira posar para uma revista masculina para a qual foi convidada. “E isso me atrapalhou muito. Porque eu não pude participar, por exemplo, do Miss São Paulo, porque não podia ter posado nua”.

Boa forma

Andressa segue em ótima forma assim como na época do programa. Mas a modelo admite que está mais magra. “Na época eu não malhava e era nova, então comia muito. Comia big mac, batata frita, só baboseira. E eu tinha aquele corpo. Era genética. Quando fui chegando aos 30 percebi a mudança e fui treinar. Virei modelo fitness porque comecei a treinar e gostei. Gostei de fazer dieta, sou superdisciplinada”.

Desde então, fast-food não aparece no cardápio da modelo. Nem mesmo arroz e feijão. Em compensação, conta com um alimento onipresente em seus pratos. “Eu como 60 claras de ovos por dia”, entrega Andressa, que tem acompanhamento médico para sua dieta. “Ele me passou a dieta e eu fui fazendo adaptação ao que eu via que meu organismo respondia melhor. Ele fala pra e comer frango, peixe, carne, mas é uma opção minha comer só a clara de ovo cozida, sem nada. Sem sal, sem azeite, sem nada.” O restante da dieta de Andressa é composta por legumes, frutas, iogurte natural e tapioca pura. “E eu como muito”, dispara.

A Sabrina é encantadora. Tem um carisma inexplicável. Quando eu conheci, sabia que ela iria estourar".

Para manter a forma, a modelo também conta com a ajuda de um sonho. Há alguns anos, Andressa planejava abrir uma clínica de tratamentos estéticos após se apaixonar por espaço semelhante.

Com a ajuda de uma fisioterapeuta, testou e comprou diversos aparelhos para montar uma clínica. “Desisti no meio do caminho porque achei que não estava preparada. Fiquei com um pouco de medo de perder o sossego que eu tinha e acabei não fazendo”, confessa Andressa, encerrando momentaneamente seu sonho. “Então, tenho dentro do meu apartamento uma clínica de estética. Todos os dias, tenho uma massagista que vai e me atende antes de dormir -- quando não vou para balada--. Não abri, mas não me desfaço, porque já estou meio caminho andado. A hora que eu vir que estou preparada, eu abro”.

Já na parte de malhação, Andressa confessa que não é nenhuma rata de academia. “Faço com que as coisas sejam muito prazerosas. Eu treino três vezes por semana com uma personal, durante 1h15. Não faço aeróbico. Não faço nada que transpire. Quando começo a transpirar, já começo a xingar minha personal. Falo para ela: ‘te odeio. Mas na praia, eu te amo’”.

Andressa Zizzari
André Giorgi
Andressa Zizzari


Agradecimentos:
CrossFit Volk: Rua Vergueiro, 4512 - São Paulo
Andressa Zizzari veste: Vestem

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.